20 de março de 2019 em Saúde

1º Fórum Temático de Síndrome de Down debate inclusão social

O evento é aberto ao público, das 13h às 16h30, no auditório da ESP


A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP), realiza nesta quinta-feira (21/02), das 13h às 16h30, o 1º Fórum Temático de Síndrome de Down – em busca da equidade social, com objetivo de estimular o desenvolvimento integral das pessoas com síndrome de down, bem como a valorização dessa população e sua inclusão na sociedade. O evento é aberto ao público e contará com a presença de profissionais da área de saúde, educação, trabalho e jurídica. Tem a parceria da Sociedade Cearense de Pediatria, Associação Fortaleza Down e Empoderamento Down.

Na ocasião, serão realizadas três oficinas temáticas abordando: assistência a crianças com Down, escola inclusiva e trabalho para pessoas com síndrome de Down. De acordo com a Dra. Anamaria Cavalcante, da coordenadoria de Ensino, Pesquisa e Programas Especiais (CEPPES), o fórum será um espaço para chamar a atenção da sociedade civil e organizada, para essas crianças, jovens e adultos com síndrome de down que ainda hoje são muito estigmatizados. “Nós nos sensibilizamos com essa questão e esperamos que deste encontro tenhamos propostas de soluções de como melhor atender esse público, trazendo mudanças e impactos nesse cenário”, ressalta.

A síndrome de Down, chamada de trissomia 21, é uma condição genética que leva a características físicas singulares e propensão a algumas doenças. Ela é causada por um cromossomo extra no par 21. Embora apresentem deficiências intelectuais e de aprendizado, pessoas com síndrome de Down têm personalidade única, estabelecem boa comunicação e também são sensíveis e interessantes. Quase sempre, quanto maior o estímulo dado a essas crianças durante a infância, menor o "grau" de presença dos sintomas.

PROGRAMAÇÃO:

13h – Exposição de telas e totens na praça da ESP/CE com música ao vivo
13h – Entrega das fitas para dividir os grupos às Oficinas temáticas
13h30min – Abertura: Dra. Ana Maria Cavalcante
13h40min – Acolhida
13h50min – Apresentação artística/dança
14h10min – Apresentação teatral: “Meu filho nasceu com Down. E agora?”
14h30min – Orientações às oficinas temáticas
14h40min – Oficinas temáticas, conforme as cores: Saúde (Vermelho); Educação (Verde); Trabalho (Azul)
16h – Apresentação do produto de cada grupo
16h30min – Encerramento

Serviço
Data: 21 de março de 2019
Horário: 13h às 16h30
Local: Auditório Central da ESP/CE
Endereço: Av. Antônio Justa, 3161 - Meireles

1º Fórum Temático de Síndrome de Down debate inclusão social

O evento é aberto ao público, das 13h às 16h30, no auditório da ESP

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP), realiza nesta quinta-feira (21/02), das 13h às 16h30, o 1º Fórum Temático de Síndrome de Down – em busca da equidade social, com objetivo de estimular o desenvolvimento integral das pessoas com síndrome de down, bem como a valorização dessa população e sua inclusão na sociedade. O evento é aberto ao público e contará com a presença de profissionais da área de saúde, educação, trabalho e jurídica. Tem a parceria da Sociedade Cearense de Pediatria, Associação Fortaleza Down e Empoderamento Down.

Na ocasião, serão realizadas três oficinas temáticas abordando: assistência a crianças com Down, escola inclusiva e trabalho para pessoas com síndrome de Down. De acordo com a Dra. Anamaria Cavalcante, da coordenadoria de Ensino, Pesquisa e Programas Especiais (CEPPES), o fórum será um espaço para chamar a atenção da sociedade civil e organizada, para essas crianças, jovens e adultos com síndrome de down que ainda hoje são muito estigmatizados. “Nós nos sensibilizamos com essa questão e esperamos que deste encontro tenhamos propostas de soluções de como melhor atender esse público, trazendo mudanças e impactos nesse cenário”, ressalta.

A síndrome de Down, chamada de trissomia 21, é uma condição genética que leva a características físicas singulares e propensão a algumas doenças. Ela é causada por um cromossomo extra no par 21. Embora apresentem deficiências intelectuais e de aprendizado, pessoas com síndrome de Down têm personalidade única, estabelecem boa comunicação e também são sensíveis e interessantes. Quase sempre, quanto maior o estímulo dado a essas crianças durante a infância, menor o "grau" de presença dos sintomas.

PROGRAMAÇÃO:

13h – Exposição de telas e totens na praça da ESP/CE com música ao vivo
13h – Entrega das fitas para dividir os grupos às Oficinas temáticas
13h30min – Abertura: Dra. Ana Maria Cavalcante
13h40min – Acolhida
13h50min – Apresentação artística/dança
14h10min – Apresentação teatral: “Meu filho nasceu com Down. E agora?”
14h30min – Orientações às oficinas temáticas
14h40min – Oficinas temáticas, conforme as cores: Saúde (Vermelho); Educação (Verde); Trabalho (Azul)
16h – Apresentação do produto de cada grupo
16h30min – Encerramento

Serviço
Data: 21 de março de 2019
Horário: 13h às 16h30
Local: Auditório Central da ESP/CE
Endereço: Av. Antônio Justa, 3161 - Meireles