28 de junho de 2022 em Juventude

Atletas da Rede Cuca garante medalhas no Supercampeonato Brasileiro de Taekwondo

A disputa aconteceu em Santa Catarina. Ao todo, os oito representantes conquistaram uma medalha de prata e duas de bronze


Três atletas da Rede Cuca, política pública da Prefeitura de Fortaleza executada pela Secretaria Municipal da Juventude, garantiram medalhas no Supercampeonato Brasileiro de Taekwondo 2022, realizado no último final de semana, na cidade de São José, em Santa Catarina. Os medalhistas foram Luziane Brenda (prata), Ivana Elen e Ryan Lino (bronze).

Além dos medalhistas, outros cinco alunos da Rede Cuca participaram da competição: Rodrigo Freire Nunes, Francisco Ismael Duarte, Dalila Racibi Povoas, Andressa Dos Santos e Pedro Ivo Penha. A equipe de taekwondo é comandada pelo professor da Rede Cuca Lucas Duarte.

O professor ressalta que a competição contou com um novo sistema de regras durante os rounds e com o número de faltas, o que deixou as lutas ainda mais disputadas. “Foi uma competição muito acirrada principalmente por ser a primeira vez competindo com as mudanças novas. Temos muito trabalho a ser feito e agora é treinar para as próximas competições”, explica o professor.

Luziane Brenda, 20 anos, conquistou medalha de prata na categoria adulto-49kg, mas quem vê as conquistas da jovem atleta, não imagina os desafios que ela enfrentou para estar nos pódios. Durante a infância, Brenda vivia em hospitais por causa de asma e começou a praticar esportes aos nove por indicação médica. A recomendação era para a natação, mas a família não tinha condições financeiras de pagar as aulas e acabou iniciando no taekwondo que era gratuito.

Engajada no esporte desde criança mas sem apoio, Brenda precisava vender água na praia e fazer rifas para conseguir dinheiro e participar das competições. Até que um dia, uma amiga apresentou a Rede Cuca para Brenda e, de cara, ela se sentiu acolhida. Para ficar mais próxima do Cuca, ela se mudou de Caucaia para a casa do avô, no bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza.

Hoje, a jovem é um dos destaques da Rede Cuca e está feliz com o resultado na competição. “Estou muito feliz pelo meu desempenho, fiz três grandes lutas. Infelizmente, perdi na final por detalhes”, diz.

Atletas da Rede Cuca garante medalhas no Supercampeonato Brasileiro de Taekwondo

A disputa aconteceu em Santa Catarina. Ao todo, os oito representantes conquistaram uma medalha de prata e duas de bronze

Três atletas da Rede Cuca, política pública da Prefeitura de Fortaleza executada pela Secretaria Municipal da Juventude, garantiram medalhas no Supercampeonato Brasileiro de Taekwondo 2022, realizado no último final de semana, na cidade de São José, em Santa Catarina. Os medalhistas foram Luziane Brenda (prata), Ivana Elen e Ryan Lino (bronze).

Além dos medalhistas, outros cinco alunos da Rede Cuca participaram da competição: Rodrigo Freire Nunes, Francisco Ismael Duarte, Dalila Racibi Povoas, Andressa Dos Santos e Pedro Ivo Penha. A equipe de taekwondo é comandada pelo professor da Rede Cuca Lucas Duarte.

O professor ressalta que a competição contou com um novo sistema de regras durante os rounds e com o número de faltas, o que deixou as lutas ainda mais disputadas. “Foi uma competição muito acirrada principalmente por ser a primeira vez competindo com as mudanças novas. Temos muito trabalho a ser feito e agora é treinar para as próximas competições”, explica o professor.

Luziane Brenda, 20 anos, conquistou medalha de prata na categoria adulto-49kg, mas quem vê as conquistas da jovem atleta, não imagina os desafios que ela enfrentou para estar nos pódios. Durante a infância, Brenda vivia em hospitais por causa de asma e começou a praticar esportes aos nove por indicação médica. A recomendação era para a natação, mas a família não tinha condições financeiras de pagar as aulas e acabou iniciando no taekwondo que era gratuito.

Engajada no esporte desde criança mas sem apoio, Brenda precisava vender água na praia e fazer rifas para conseguir dinheiro e participar das competições. Até que um dia, uma amiga apresentou a Rede Cuca para Brenda e, de cara, ela se sentiu acolhida. Para ficar mais próxima do Cuca, ela se mudou de Caucaia para a casa do avô, no bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza.

Hoje, a jovem é um dos destaques da Rede Cuca e está feliz com o resultado na competição. “Estou muito feliz pelo meu desempenho, fiz três grandes lutas. Infelizmente, perdi na final por detalhes”, diz.