18 de maio de 2022 em Mobilidade

Av. Beira-Mar recebe a segunda maior faixa de pedestres de Fortaleza

A infraestrutura foi implantada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) em frente ao espigão da Av. Desembargador Moreira


um homem e uma mulher atravessando a faixa de pedestres na beira-mar
O equipamento tem 22 metros de extensão e proporciona uma maior área de visibilidade e travessia de pedestres (Foto: Thiago Gaspar)

A nova Av. Beira-Mar, que prioriza os espaços dedicados à circulação de pessoas, recebe nova faixa de pedestre para facilitar e garantir maior segurança durante a travessia. A infraestrutura, implantada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) em frente ao espigão da Av. Desembargador Moreira, é a segunda maior de Fortaleza.

O equipamento tem 22 metros de extensão e proporciona uma maior área de visibilidade e travessia de pedestres, seja do fortalezense ou do turista que deseja acessar um dos principais pontos turísticos da cidade.

As maiores faixas de pedestres da cidade ficam na Av. Tristão Gonçalves com a Rua Liberato Barroso, no Centro, com 40 metros de extensão, e na Av. Carneiro de Mendonça com a Av. Lineu Machado, no bairro Demócrito Rocha, com 18 metros.

Para implementar este tipo de sinalização, técnicos da AMC analisam áreas que são chamadas polos geradores de viagens. Elas possuem uma maior circulação de pedestres em virtude de empreendimentos implantados nas proximidades e são as mais propícias a receberem esse tipo de intervenção.

Acessibilidade

Além da nova faixa de pedestres, a av. Beira-Mar oferece ainda mais segurança viária e acessibilidade a partir da ampliação de vagas de estacionamento para deficientes físicos e idosos, e de zona azul.

Ao longo da avenida, seja nos bolsões de estacionamento ou mesmo junto ao passeio, existem 370 vagas de Zona Azul, 40 de deficientes, 43 de idosos, 15 de embarque e desembarque, 108 para motocicletas, quatro para ônibus e 57 de táxi.

Como parte do conjunto de intervenções de segurança viária, os pedestres têm um ir e vir mais seguro com a implantação de nove travessias elevadas. O projeto da Beira-Mar também ganhou 11 platôs, que são destinados a reduzir todos os movimentos veiculares em uma interseção. Eles são construídos a partir da elevação da faixa de pedestre em todo o cruzamento para o nível da calçada.

Os ciclistas também foram beneficiados com a transformação de 3,4 km de ciclofaixa em ciclovia. Nos horários de pico, de 6h30 às 9h e de 16h às 18h30, o local registra a passagem de cerca de 1.700 usuários de bike, o que significa uma média de 6 pessoas por minuto passeando ou praticando esporte em pedaladas.

"A ciclovia é totalmente segregada do transporte motorizado, o que traz mais segurança para quem anda de bicicleta, atraindo mais famílias e crianças para utilizar o espaço", afirma o coordenador do núcleo de gestão cicloviária da AMC, Gustavo Pinheiro.

Av. Beira-Mar recebe a segunda maior faixa de pedestres de Fortaleza

A infraestrutura foi implantada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) em frente ao espigão da Av. Desembargador Moreira

um homem e uma mulher atravessando a faixa de pedestres na beira-mar
O equipamento tem 22 metros de extensão e proporciona uma maior área de visibilidade e travessia de pedestres (Foto: Thiago Gaspar)

A nova Av. Beira-Mar, que prioriza os espaços dedicados à circulação de pessoas, recebe nova faixa de pedestre para facilitar e garantir maior segurança durante a travessia. A infraestrutura, implantada pela Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) em frente ao espigão da Av. Desembargador Moreira, é a segunda maior de Fortaleza.

O equipamento tem 22 metros de extensão e proporciona uma maior área de visibilidade e travessia de pedestres, seja do fortalezense ou do turista que deseja acessar um dos principais pontos turísticos da cidade.

As maiores faixas de pedestres da cidade ficam na Av. Tristão Gonçalves com a Rua Liberato Barroso, no Centro, com 40 metros de extensão, e na Av. Carneiro de Mendonça com a Av. Lineu Machado, no bairro Demócrito Rocha, com 18 metros.

Para implementar este tipo de sinalização, técnicos da AMC analisam áreas que são chamadas polos geradores de viagens. Elas possuem uma maior circulação de pedestres em virtude de empreendimentos implantados nas proximidades e são as mais propícias a receberem esse tipo de intervenção.

Acessibilidade

Além da nova faixa de pedestres, a av. Beira-Mar oferece ainda mais segurança viária e acessibilidade a partir da ampliação de vagas de estacionamento para deficientes físicos e idosos, e de zona azul.

Ao longo da avenida, seja nos bolsões de estacionamento ou mesmo junto ao passeio, existem 370 vagas de Zona Azul, 40 de deficientes, 43 de idosos, 15 de embarque e desembarque, 108 para motocicletas, quatro para ônibus e 57 de táxi.

Como parte do conjunto de intervenções de segurança viária, os pedestres têm um ir e vir mais seguro com a implantação de nove travessias elevadas. O projeto da Beira-Mar também ganhou 11 platôs, que são destinados a reduzir todos os movimentos veiculares em uma interseção. Eles são construídos a partir da elevação da faixa de pedestre em todo o cruzamento para o nível da calçada.

Os ciclistas também foram beneficiados com a transformação de 3,4 km de ciclofaixa em ciclovia. Nos horários de pico, de 6h30 às 9h e de 16h às 18h30, o local registra a passagem de cerca de 1.700 usuários de bike, o que significa uma média de 6 pessoas por minuto passeando ou praticando esporte em pedaladas.

"A ciclovia é totalmente segregada do transporte motorizado, o que traz mais segurança para quem anda de bicicleta, atraindo mais famílias e crianças para utilizar o espaço", afirma o coordenador do núcleo de gestão cicloviária da AMC, Gustavo Pinheiro.