Balanço da SMS aponta que foram aplicadas 665.099 doses de vacina contra a Covid-19

03 de maio de 2021 em Saúde

Balanço da SMS aponta que foram aplicadas 665.099 doses de vacina contra a Covid-19

Município recebeu, neste domingo (01/05), novo lote da CoronaVac, destinado, exclusivamente, à conclusão da vacinação de idosos agendados


A Prefeitura de Fortaleza atualizou, nesta segunda-feira (03/05), o balanço da campanha de vacinação contra a Covid-19 na Capital. Desde 18 de janeiro, 665.099 doses dos imunobiológicos enviados pelo Ministério da Saúde foram aplicadas nos grupos prioritários contemplados.

No tocante aos trabalhadores da saúde, o Município já atingiu 73,1% da meta estabelecida, segundo a titular da Secretaria Municipal da Saúde, Ana Estela Leite, em transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Idosos de 60 a 74 anos

Em execução, a segunda fase da campanha de vacinação contra a Covid-19 também vem alcançando expressivos indicadores. Até o momento, 90,7% da meta estabelecida, na administração de primeiras doses, foi cumprida. “Com isso, 232.318 pessoas de 60 a 74 anos já estão vacinadas com a D1”, esclareceu.

Idosos acima de 75 anos

Inicialmente contemplados pela primeira fase da campanha, os idosos acima de 75 anos representam patamar referencial no âmbito da vacinação contra a doença em Fortaleza. “De acordo com o balanço atualizado, alcançamos, até agora, 102.559, representando 116,8% da meta para o Município”, informou Ana Estela.

Novos lotes de CoronaVac

Fortaleza recebeu, neste domingo (01/05), novo lote da vacina CoronaVac. O quantitativo disponibilizado pelo Ministério da Saúde vem sendo destinado, exclusivamente, à conclusão do esquema vacinal de idosos agendados por e-mail, por mensagens de WhatsApp e pelas listas nominais disponibilizadas pelo portal https://coronavirus.fortaleza.ce.gov.br.

“Sob o argumento de que seríamos ressarcidos com novos lotes de CoronaVac, o Ministério da Saúde autorizou, em 21 de março, a administração das doses disponíveis para contemplar pessoas cadastradas para a primeira dose. Para Fortaleza, isso representou um contingente de 41.260 doses. Ontem, recebemos 4 mil doses, representando 10% desse quantitativo”, contextualizou.

Critérios de priorização

Em virtude da limitação dos estoques assegurados pelo Governo Federal, critérios de priorização vêm sendo estabelecidos para a administração das segundas doses de CoronaVac.

“A quantidade de vacinas disponíveis ainda é pequena em relação aos idosos que estão aguardando a segunda dose com o prazo já atingido. Por isso, estamos priorizando aqueles cuja data limite foi ultrapassada há mais tempo. Dentro desse universo, idosos de faixa etária mais avançada serão primeiramente contemplados”, detalhou.

O Município continua aguardando o recebimento de novas remessas. “A Secretaria Municipal da Saúde reitera o compromisso de administrar, via agendamento, as vacinas com a maior celeridade possível tão logo novos lotes cheguem”, garantiu Ana Estela.

Logística simultânea (AstraZeneca)

Ainda segundo Ana Estela, Fortaleza segue aplicando, também mediante agendamento, primeiras e segundas doses da vacina AstraZeneca e aguarda, ainda hoje, o envio de vacinas da Pfizer.

“Caso a data prevista para a segunda dose de AstraZeneca estiver se encerrando e, até a data limite, você não tenha sido contactado pela Prefeitura, você pode se dirigir aos centros de vacinação. Recomendamos, apenas, que evitem o Centro de Eventos, que, hoje, está destinado à aplicação de CoronaVac”, orientou.

Terceira fase da campanha

Fortaleza deverá divulgar, nos próximos dias, a data do início da terceira fase da campanha de vacinação contra a Covid-19. A etapa irá contemplar pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas.

Campanha nacional de vacinação contra a gripe

Simultaneamente, prossegue a campanha de imunização contra a gripe, incluindo H1N1, H3N2 e vírus Influenza B. De segunda a sexta-feira, os 116 postos de saúde da Capital estão vacinando crianças acima de 6 meses e abaixo de 6 anos de idade, gestantes e puérperas. Os trabalhadores da área da saúde da rede hospitalar, também incluídos na primeira etapa, estão sendo atendidos nos hospitais em que atuam.

“Lembrando que o intervalo mínimo entre o recebimento da vacina contra a Covid-19 e qualquer outra vacina deve ser de 14 dias”, ressaltou Ana Estela.

Balanço da SMS aponta que foram aplicadas 665.099 doses de vacina contra a Covid-19

Município recebeu, neste domingo (01/05), novo lote da CoronaVac, destinado, exclusivamente, à conclusão da vacinação de idosos agendados

A Prefeitura de Fortaleza atualizou, nesta segunda-feira (03/05), o balanço da campanha de vacinação contra a Covid-19 na Capital. Desde 18 de janeiro, 665.099 doses dos imunobiológicos enviados pelo Ministério da Saúde foram aplicadas nos grupos prioritários contemplados.

No tocante aos trabalhadores da saúde, o Município já atingiu 73,1% da meta estabelecida, segundo a titular da Secretaria Municipal da Saúde, Ana Estela Leite, em transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Idosos de 60 a 74 anos

Em execução, a segunda fase da campanha de vacinação contra a Covid-19 também vem alcançando expressivos indicadores. Até o momento, 90,7% da meta estabelecida, na administração de primeiras doses, foi cumprida. “Com isso, 232.318 pessoas de 60 a 74 anos já estão vacinadas com a D1”, esclareceu.

Idosos acima de 75 anos

Inicialmente contemplados pela primeira fase da campanha, os idosos acima de 75 anos representam patamar referencial no âmbito da vacinação contra a doença em Fortaleza. “De acordo com o balanço atualizado, alcançamos, até agora, 102.559, representando 116,8% da meta para o Município”, informou Ana Estela.

Novos lotes de CoronaVac

Fortaleza recebeu, neste domingo (01/05), novo lote da vacina CoronaVac. O quantitativo disponibilizado pelo Ministério da Saúde vem sendo destinado, exclusivamente, à conclusão do esquema vacinal de idosos agendados por e-mail, por mensagens de WhatsApp e pelas listas nominais disponibilizadas pelo portal https://coronavirus.fortaleza.ce.gov.br.

“Sob o argumento de que seríamos ressarcidos com novos lotes de CoronaVac, o Ministério da Saúde autorizou, em 21 de março, a administração das doses disponíveis para contemplar pessoas cadastradas para a primeira dose. Para Fortaleza, isso representou um contingente de 41.260 doses. Ontem, recebemos 4 mil doses, representando 10% desse quantitativo”, contextualizou.

Critérios de priorização

Em virtude da limitação dos estoques assegurados pelo Governo Federal, critérios de priorização vêm sendo estabelecidos para a administração das segundas doses de CoronaVac.

“A quantidade de vacinas disponíveis ainda é pequena em relação aos idosos que estão aguardando a segunda dose com o prazo já atingido. Por isso, estamos priorizando aqueles cuja data limite foi ultrapassada há mais tempo. Dentro desse universo, idosos de faixa etária mais avançada serão primeiramente contemplados”, detalhou.

O Município continua aguardando o recebimento de novas remessas. “A Secretaria Municipal da Saúde reitera o compromisso de administrar, via agendamento, as vacinas com a maior celeridade possível tão logo novos lotes cheguem”, garantiu Ana Estela.

Logística simultânea (AstraZeneca)

Ainda segundo Ana Estela, Fortaleza segue aplicando, também mediante agendamento, primeiras e segundas doses da vacina AstraZeneca e aguarda, ainda hoje, o envio de vacinas da Pfizer.

“Caso a data prevista para a segunda dose de AstraZeneca estiver se encerrando e, até a data limite, você não tenha sido contactado pela Prefeitura, você pode se dirigir aos centros de vacinação. Recomendamos, apenas, que evitem o Centro de Eventos, que, hoje, está destinado à aplicação de CoronaVac”, orientou.

Terceira fase da campanha

Fortaleza deverá divulgar, nos próximos dias, a data do início da terceira fase da campanha de vacinação contra a Covid-19. A etapa irá contemplar pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas.

Campanha nacional de vacinação contra a gripe

Simultaneamente, prossegue a campanha de imunização contra a gripe, incluindo H1N1, H3N2 e vírus Influenza B. De segunda a sexta-feira, os 116 postos de saúde da Capital estão vacinando crianças acima de 6 meses e abaixo de 6 anos de idade, gestantes e puérperas. Os trabalhadores da área da saúde da rede hospitalar, também incluídos na primeira etapa, estão sendo atendidos nos hospitais em que atuam.

“Lembrando que o intervalo mínimo entre o recebimento da vacina contra a Covid-19 e qualquer outra vacina deve ser de 14 dias”, ressaltou Ana Estela.