22 de setembro de 2022 em Educação

Banho de mar e pé na areia são atrações para alunos da Rede Municipal na Semana da Educação Inclusiva

De quarta a sexta-feira (21 a 23/09), alunos com deficiência de escolas municipais participam do projeto Praia Acessível


Aluno da Rede Municipal na Praia de Iracema
O programa Praia Acessível oferece esteira de acesso e cadeiras anfíbias, que possibilitam o banho de mar de pessoas com deficiência física e/ou motora ou dificuldade de locomoção

Em vez da ida à escola, alunos com deficiência da Escola Municipal Francisco Mattos Dourado, no bairro Edson Queiroz (Distrito 2), tiveram um destino especial nesta quarta-feira (21/09): a Praia de Iracema. Um grupo de estudantes com mobilidade reduzida e cadeirantes participaram do projeto Praia Acessível durante a manhã de hoje, em uma das atividades que estão ocorrendo na Semana da Educação Inclusiva, que segue até sexta-feira (23/09). A programação, realizada em parceria com a Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor) que desenvolve o projeto, continua até o fim da agenda.

O programa Praia Acessível oferece espaço de lazer com esteira de acesso e cadeiras anfíbias, que possibilitam o banho de mar de pessoas com deficiência física e/ou motora ou dificuldade de locomoção. Uma das alunas a dar um bom mergulho foi Vitória Silvia Alves, que é cadeirante e tem paralisia cerebral. A prima Tamiles Silva acompanhou a menina, que, segundo ela, “estava muito alegre quando viu o mar. Esta é uma atividade que estimula as crianças e vejo como uma oportunidade de lazer na semana”.

A professora do Atendimento Educacional Especializado (AEE) Regina Paula Lourenço acompanhou os alunos na programação e contou que a animação iniciou no ônibus escolar. A Secretaria Municipal da Educação (SME) garantiu o transporte e o lanche da atividade. “Este foi um momento de estreitar os laços familiares e de ter um contato com a natureza. Algo fora do ambiente escolar sempre é bom. Foi prazeroso e único para todos”.

Gina Campos, mãe de Ivens Gurgel, aluno autista do 2º ano, acompanhou o filho e elogiou o evento. Na percepção dela, as mães acompanharem foi mais um ponto positivo da atividade. “Gostei muito desta iniciativa e de poder participar com meu filho. Pela rotina que a gente leva, às vezes não temos companhia para ir à praia. Foi legal estar com as mães dos coleguinhas dele. Gurgel interagiu bem com os alunos e se divertiu muito”, conta.

Durante a espera para entrar no mar, as crianças participaram de um momento de psicomotricidade relacional e trabalharam a parte motora e a socialização. Siony da Costa Augusto, avó do Gael Augusto de Oliveira, aluno também autista do 2º ano, achou interessante o momento de interação social entre eles. “O Gael é muito arredio para socializar. Ele faz terapias e vários tratamentos. Gostei da atividade ter este momento para eles socializarem. Ele adora praia e gostou muito da manhã”, comenta Siony, que também participou das atividades com o neto e aproveitou para entrar no mar também.

Semana da Educação Inclusiva
Com a realização de diversas atividades para os alunos e profissionais da Rede Municipal, a Semana da Educação Inclusiva ocorre em alusão ao Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência, que é celebrado nesta quarta-feira (21/09). Com a temática “Escola que acolhe”, a programação da semana conta com exposições, experiência no projeto Praia Acessível, atividades de leituras, visita a museu, sessão de cinema, relatos de práticas de inclusão da Rede Municipal e vivências em psicomotricidade.

Banho de mar e pé na areia são atrações para alunos da Rede Municipal na Semana da Educação Inclusiva

De quarta a sexta-feira (21 a 23/09), alunos com deficiência de escolas municipais participam do projeto Praia Acessível

Aluno da Rede Municipal na Praia de Iracema
O programa Praia Acessível oferece esteira de acesso e cadeiras anfíbias, que possibilitam o banho de mar de pessoas com deficiência física e/ou motora ou dificuldade de locomoção

Em vez da ida à escola, alunos com deficiência da Escola Municipal Francisco Mattos Dourado, no bairro Edson Queiroz (Distrito 2), tiveram um destino especial nesta quarta-feira (21/09): a Praia de Iracema. Um grupo de estudantes com mobilidade reduzida e cadeirantes participaram do projeto Praia Acessível durante a manhã de hoje, em uma das atividades que estão ocorrendo na Semana da Educação Inclusiva, que segue até sexta-feira (23/09). A programação, realizada em parceria com a Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor) que desenvolve o projeto, continua até o fim da agenda.

O programa Praia Acessível oferece espaço de lazer com esteira de acesso e cadeiras anfíbias, que possibilitam o banho de mar de pessoas com deficiência física e/ou motora ou dificuldade de locomoção. Uma das alunas a dar um bom mergulho foi Vitória Silvia Alves, que é cadeirante e tem paralisia cerebral. A prima Tamiles Silva acompanhou a menina, que, segundo ela, “estava muito alegre quando viu o mar. Esta é uma atividade que estimula as crianças e vejo como uma oportunidade de lazer na semana”.

A professora do Atendimento Educacional Especializado (AEE) Regina Paula Lourenço acompanhou os alunos na programação e contou que a animação iniciou no ônibus escolar. A Secretaria Municipal da Educação (SME) garantiu o transporte e o lanche da atividade. “Este foi um momento de estreitar os laços familiares e de ter um contato com a natureza. Algo fora do ambiente escolar sempre é bom. Foi prazeroso e único para todos”.

Gina Campos, mãe de Ivens Gurgel, aluno autista do 2º ano, acompanhou o filho e elogiou o evento. Na percepção dela, as mães acompanharem foi mais um ponto positivo da atividade. “Gostei muito desta iniciativa e de poder participar com meu filho. Pela rotina que a gente leva, às vezes não temos companhia para ir à praia. Foi legal estar com as mães dos coleguinhas dele. Gurgel interagiu bem com os alunos e se divertiu muito”, conta.

Durante a espera para entrar no mar, as crianças participaram de um momento de psicomotricidade relacional e trabalharam a parte motora e a socialização. Siony da Costa Augusto, avó do Gael Augusto de Oliveira, aluno também autista do 2º ano, achou interessante o momento de interação social entre eles. “O Gael é muito arredio para socializar. Ele faz terapias e vários tratamentos. Gostei da atividade ter este momento para eles socializarem. Ele adora praia e gostou muito da manhã”, comenta Siony, que também participou das atividades com o neto e aproveitou para entrar no mar também.

Semana da Educação Inclusiva
Com a realização de diversas atividades para os alunos e profissionais da Rede Municipal, a Semana da Educação Inclusiva ocorre em alusão ao Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência, que é celebrado nesta quarta-feira (21/09). Com a temática “Escola que acolhe”, a programação da semana conta com exposições, experiência no projeto Praia Acessível, atividades de leituras, visita a museu, sessão de cinema, relatos de práticas de inclusão da Rede Municipal e vivências em psicomotricidade.