30 de setembro de 2021 em Juventude

Cerimônia no Cuca Barra abre Olimpíadas da Juventude 2021 de Fortaleza

Evento evidencia investimentos públicos prioritários para gerar oportunidades aos jovens da Capital


grupo de pessoas dançando num palco
A ocasião contou com apresentações artísticas, desfile das delegações, juramento dos atletas, revezamento da tocha, acendimento da tocha olímpica da Rede Cuca (Foto: Rodrigo Carvalho)

A Prefeitura de Fortaleza realizou, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ), nesta quarta-feira (29/09), a abertura da quinta edição das Olimpíadas da Juventude de Fortaleza. A ocasião contou com apresentações artísticas, desfile das delegações, juramento dos atletas, revezamento da tocha, acendimento da tocha olímpica da Rede Cuca e execução do hino nacional no anfiteatro do Cuca da Barra do Ceará. Também foi apresentado o mascote desta edição: o Corrupião, ave que habita áreas da caatinga e zonas secas do Brasil. A votação para escolha aconteceu por meio das redes sociais da Rede Cuca.

As competições reúnem mais de 2.400 jovens de 15 a 29 anos inscritos em 35 modalidades esportivas, cujas competições irão acontecer por toda a Capital durante o mês de outubro. Os jogos das Olimpíadas da Juventude irão acontecer nos Cuca Barra, Mondubim, Jangurussu e José Walter, no Centro Cultural Canindezinho, no Polo de Lazer da Bela Vista e no Farol da Juventude, na Praia de Iracema.

O vice-prefeito de Fortaleza, Élcio Batista, enfatizou que as políticas de juventude de Fortaleza são, atualmente, referência na América Latina, e o investimento nesse público cria as condições apropriadas para o desenvolvimento profissional e pessoal de cada um, de forma a agregar valores à sociedade.

"Este é um evento extremamente simbólico e no qual é possível ver a dedicação desta gestão e das anteriores naqueles que devem ser prioridades. Através do esporte, esses jovens passam a ter oportunidades de se desenvolverem do ponto de vista físico, motor e cognitivo, além de exercer cidadania, através das atividades culturais, formações e trocas de experiências", disse Élcio.

Conforme o coordenador de juventude de Fortaleza, Davi Gomes, o evento é a consagração dos atletas e jovens esportistas que durante o ano inteiro treinam não só na Rede Cuca, mas em toda a Capital. “O evento possibilita uma aproximação com os jovens da cidade, promovendo uma grande troca de conhecimento entre eles, especialmente aqueles que pensam em seguir uma carreira profissional esportista”, explicou.

O esporte muda a vida daqueles que desejam não somente a oportunidade de seguir carreira no ramo, mas também de descobrir novas atividades de lazer, socialização e ter uma vida mais produtiva e saudável. Um dos projetos que integram as Olimpíadas da Juventude e que traz esse viés de aprendizagem é o Juventude na Onda, que reúne cerca de 20 escolinhas de surfe com pelo menos 15 atletas em cada.

Roney Lopes, professor do Juventude na Onda há cerca de quatro anos, relatOU que o envolvimento dos jovens no evento incentiva a prática de hábitos saudáveis e também ajuda a fortalecer e a destacar a modalidade esportiva. “O Cuca, de forma pioneira, dá essa oportunidade aos atletas e aos alunos das escolinhas para um treinamento mais qualificado que forma também cidadãos”, afirmou.

O impacto do treino de surfe vem sendo positivo para a estudante Prislen Sousa, que desde que iniciou a prática por meio do Juventude na Onda, obteve oportunidades para várias competições. “Já participei das olimpíadas em 2019 e pude viver momentos incríveis. A edição que começa hoje vai ser maravilhosa”, contou.

Homenagens

Ao final da solenidade, a secretária municipal da Saúde, Ana Estela Fernandes, e o coordenador da Rede de Atenção Primária e Psicossocial, Erlemus Soares, receberam um troféu em homenagem aos profissionais da saúde da Capital que atuam no combate à pandemia da Covid-19.

Também receberam homenagens o vereador e ex-coordenador de juventude de Fortaleza, Júlio Brizzi, e o secretário de esporte e juventude do estado do Ceará, Rogério Pinheiro, por suas atuações marcantes em seus respectivos cargos.

Por último, o vice-prefeito Élcio Batista foi também chamado para receber o tributo, em razão do papel desenvolvido nos projetos de planejamento que impactaram positivamente o desenvolvimento das políticas públicas de juventude da cidade de Fortaleza.

Medidas de segurança

Em razão da Covid-19, a edição 2021 das Olimpíadas da Juventude acontece com mudanças e adaptações para seguir as normas estabelecidas e garantir a segurança dos atletas e colaboradores.

Além dos cuidados básicos, com uso de máscaras, higienização e aferição de temperatura, cada modalidade terá um protocolo de segurança específico. Todos os competidores vão passar por uma triagem e assinar um termo de responsabilidade, em que se comprometem pelas informações prestadas.

Nenhuma competição contará com plateia ou torcida presencial. Os jogos serão transmitidos pelo canal Juv.TV, no YouTube. As modalidades tiveram sua capacidade reduzida, dessa forma, a quantidade de equipes e etapas também foram diminuídas.

As atividades também não acontecerão simultaneamente para que os públicos não sejam somados, reduzindo, assim, a quantidade de pessoas durante os jogos e cuidando para que os limites de quantidade de pessoas em um mesmo espaço não sejam ultrapassados.

Cerimônia no Cuca Barra abre Olimpíadas da Juventude 2021 de Fortaleza

Evento evidencia investimentos públicos prioritários para gerar oportunidades aos jovens da Capital

grupo de pessoas dançando num palco
A ocasião contou com apresentações artísticas, desfile das delegações, juramento dos atletas, revezamento da tocha, acendimento da tocha olímpica da Rede Cuca (Foto: Rodrigo Carvalho)

A Prefeitura de Fortaleza realizou, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ), nesta quarta-feira (29/09), a abertura da quinta edição das Olimpíadas da Juventude de Fortaleza. A ocasião contou com apresentações artísticas, desfile das delegações, juramento dos atletas, revezamento da tocha, acendimento da tocha olímpica da Rede Cuca e execução do hino nacional no anfiteatro do Cuca da Barra do Ceará. Também foi apresentado o mascote desta edição: o Corrupião, ave que habita áreas da caatinga e zonas secas do Brasil. A votação para escolha aconteceu por meio das redes sociais da Rede Cuca.

As competições reúnem mais de 2.400 jovens de 15 a 29 anos inscritos em 35 modalidades esportivas, cujas competições irão acontecer por toda a Capital durante o mês de outubro. Os jogos das Olimpíadas da Juventude irão acontecer nos Cuca Barra, Mondubim, Jangurussu e José Walter, no Centro Cultural Canindezinho, no Polo de Lazer da Bela Vista e no Farol da Juventude, na Praia de Iracema.

O vice-prefeito de Fortaleza, Élcio Batista, enfatizou que as políticas de juventude de Fortaleza são, atualmente, referência na América Latina, e o investimento nesse público cria as condições apropriadas para o desenvolvimento profissional e pessoal de cada um, de forma a agregar valores à sociedade.

"Este é um evento extremamente simbólico e no qual é possível ver a dedicação desta gestão e das anteriores naqueles que devem ser prioridades. Através do esporte, esses jovens passam a ter oportunidades de se desenvolverem do ponto de vista físico, motor e cognitivo, além de exercer cidadania, através das atividades culturais, formações e trocas de experiências", disse Élcio.

Conforme o coordenador de juventude de Fortaleza, Davi Gomes, o evento é a consagração dos atletas e jovens esportistas que durante o ano inteiro treinam não só na Rede Cuca, mas em toda a Capital. “O evento possibilita uma aproximação com os jovens da cidade, promovendo uma grande troca de conhecimento entre eles, especialmente aqueles que pensam em seguir uma carreira profissional esportista”, explicou.

O esporte muda a vida daqueles que desejam não somente a oportunidade de seguir carreira no ramo, mas também de descobrir novas atividades de lazer, socialização e ter uma vida mais produtiva e saudável. Um dos projetos que integram as Olimpíadas da Juventude e que traz esse viés de aprendizagem é o Juventude na Onda, que reúne cerca de 20 escolinhas de surfe com pelo menos 15 atletas em cada.

Roney Lopes, professor do Juventude na Onda há cerca de quatro anos, relatOU que o envolvimento dos jovens no evento incentiva a prática de hábitos saudáveis e também ajuda a fortalecer e a destacar a modalidade esportiva. “O Cuca, de forma pioneira, dá essa oportunidade aos atletas e aos alunos das escolinhas para um treinamento mais qualificado que forma também cidadãos”, afirmou.

O impacto do treino de surfe vem sendo positivo para a estudante Prislen Sousa, que desde que iniciou a prática por meio do Juventude na Onda, obteve oportunidades para várias competições. “Já participei das olimpíadas em 2019 e pude viver momentos incríveis. A edição que começa hoje vai ser maravilhosa”, contou.

Homenagens

Ao final da solenidade, a secretária municipal da Saúde, Ana Estela Fernandes, e o coordenador da Rede de Atenção Primária e Psicossocial, Erlemus Soares, receberam um troféu em homenagem aos profissionais da saúde da Capital que atuam no combate à pandemia da Covid-19.

Também receberam homenagens o vereador e ex-coordenador de juventude de Fortaleza, Júlio Brizzi, e o secretário de esporte e juventude do estado do Ceará, Rogério Pinheiro, por suas atuações marcantes em seus respectivos cargos.

Por último, o vice-prefeito Élcio Batista foi também chamado para receber o tributo, em razão do papel desenvolvido nos projetos de planejamento que impactaram positivamente o desenvolvimento das políticas públicas de juventude da cidade de Fortaleza.

Medidas de segurança

Em razão da Covid-19, a edição 2021 das Olimpíadas da Juventude acontece com mudanças e adaptações para seguir as normas estabelecidas e garantir a segurança dos atletas e colaboradores.

Além dos cuidados básicos, com uso de máscaras, higienização e aferição de temperatura, cada modalidade terá um protocolo de segurança específico. Todos os competidores vão passar por uma triagem e assinar um termo de responsabilidade, em que se comprometem pelas informações prestadas.

Nenhuma competição contará com plateia ou torcida presencial. Os jogos serão transmitidos pelo canal Juv.TV, no YouTube. As modalidades tiveram sua capacidade reduzida, dessa forma, a quantidade de equipes e etapas também foram diminuídas.

As atividades também não acontecerão simultaneamente para que os públicos não sejam somados, reduzindo, assim, a quantidade de pessoas durante os jogos e cuidando para que os limites de quantidade de pessoas em um mesmo espaço não sejam ultrapassados.