22 de outubro de 2021 em Educação

Educação de Fortaleza é 3º lugar entre as capitais com maiores notas no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira 2021

A capital cearense registrou índice de 5,3, acima da média do país que é de 5,03


Imagem de sala de aula
O Índice engloba dados da Educação Infantil ao Ensino Médio de todas as redes educacionais 

Fortaleza é 3° lugar entre as capitais com maiores notas no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB) 2021, que indica as oportunidades educacionais oferecidas para todas crianças e jovens, da Educação Infantil ao Ensino Médio, em um município ou estado.

De acordo com a pesquisa, no ranking das capitais, Fortaleza empatou com Curitiba, tendo à frente as cidades de São Paulo e Teresina. A capital cearense registrou índice de 5,3, acima da média do país que é de 5,03. Em 2019, o município atingiu a nota de 5,1.

O Índice engloba dados da Educação Infantil ao Ensino Médio de todas as redes educacionais que estão presentes no município: estadual, municipal e privada. Para compor o modelo, foi observada a relação entre três fatores: indicadores de resultado educacional, indicadores de insumos e processos educacionais e também controle de background familiar.

O primeiro fator diz respeito aos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e à taxa líquida de matrícula do Ensino Médio. O segundo é relacionado à escolaridade dos professores, ao número médio de horas-aula por dia, à experiência dos diretores e à taxa de atendimento na Educação Infantil. E o terceiro leva em conta a escolaridade média dos pais.

O Ioeb tem a gestão institucional realizada pela Comunidade Educativa CEDAC, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, com parceria técnica da Metas Sociais e Conhecimento Social, além de parceria institucional e estratégica de diferentes instituições.

IDEB

Fortaleza também é destaque no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). A cada ano, o município vem superando as metas e ocupando posição de evidência no cenário nacional.  De acordo com os resultados referentes ao ano de 2019 do índice, a capital cearense se destacou como 5º lugar entre as capitais com a melhor média nos anos iniciais (do 1º ao 5º ano) e 4º lugar nos anos finais (do 6º ao 9º ano), além de estar acima da média geral brasileira e de todas as regiões do País.

O IDEB é considerado o principal indicador de qualidade da Educação brasileira para o monitoramento das escolas e das redes de ensino. A variação é de 0 a 10, sendo o 5 já considerado nível de qualidade para garantir a educação dos estudantes. A avaliação bienal em leitura e matemática dos alunos de Fortaleza teve médias gerais de 6,2 nos anos iniciais e 5,2 nos anos finais.

Educação de Fortaleza é 3º lugar entre as capitais com maiores notas no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira 2021

A capital cearense registrou índice de 5,3, acima da média do país que é de 5,03

Imagem de sala de aula
O Índice engloba dados da Educação Infantil ao Ensino Médio de todas as redes educacionais 

Fortaleza é 3° lugar entre as capitais com maiores notas no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB) 2021, que indica as oportunidades educacionais oferecidas para todas crianças e jovens, da Educação Infantil ao Ensino Médio, em um município ou estado.

De acordo com a pesquisa, no ranking das capitais, Fortaleza empatou com Curitiba, tendo à frente as cidades de São Paulo e Teresina. A capital cearense registrou índice de 5,3, acima da média do país que é de 5,03. Em 2019, o município atingiu a nota de 5,1.

O Índice engloba dados da Educação Infantil ao Ensino Médio de todas as redes educacionais que estão presentes no município: estadual, municipal e privada. Para compor o modelo, foi observada a relação entre três fatores: indicadores de resultado educacional, indicadores de insumos e processos educacionais e também controle de background familiar.

O primeiro fator diz respeito aos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e à taxa líquida de matrícula do Ensino Médio. O segundo é relacionado à escolaridade dos professores, ao número médio de horas-aula por dia, à experiência dos diretores e à taxa de atendimento na Educação Infantil. E o terceiro leva em conta a escolaridade média dos pais.

O Ioeb tem a gestão institucional realizada pela Comunidade Educativa CEDAC, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, com parceria técnica da Metas Sociais e Conhecimento Social, além de parceria institucional e estratégica de diferentes instituições.

IDEB

Fortaleza também é destaque no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). A cada ano, o município vem superando as metas e ocupando posição de evidência no cenário nacional.  De acordo com os resultados referentes ao ano de 2019 do índice, a capital cearense se destacou como 5º lugar entre as capitais com a melhor média nos anos iniciais (do 1º ao 5º ano) e 4º lugar nos anos finais (do 6º ao 9º ano), além de estar acima da média geral brasileira e de todas as regiões do País.

O IDEB é considerado o principal indicador de qualidade da Educação brasileira para o monitoramento das escolas e das redes de ensino. A variação é de 0 a 10, sendo o 5 já considerado nível de qualidade para garantir a educação dos estudantes. A avaliação bienal em leitura e matemática dos alunos de Fortaleza teve médias gerais de 6,2 nos anos iniciais e 5,2 nos anos finais.