19 de junho de 2017 em Juventude

Estudantes do programa Juventude sem Fronteiras retornam ao Brasil depois de intercâmbio internacional

Os jovens passaram dois meses no Canadá e na Espanha com todas despesas pagas pela Prefeitura de Fortaleza


alunos do programa juventude sem fronteiras no aeroporto
O projeto selecionou alunos de escola pública, com melhores notas e frequências na Academia Enem
Os estudantes selecionados pelo Programa Juventude sem Fronteiras, da Prefeitura de Fortaleza, para estudar fora do Brasil, começaram a desembarcar no último fim de semana na Cidade. Os jovens que estavam em Salamanca, na Espanha, chegaram na noite de sábado (17/06). Os que estavam em Toronto, no Canadá, desembarcaram domingo (18/06). E os que estão em Vancouver, também no Canadá, chegam na noite desta segunda feira (19/06).

O projeto selecionou alunos de escola pública, com melhores notas e frequências na Academia Enem. Ao todo, 98 estudantes viajaram. 49 alunos que participaram do Enem em 2015 e 49 alunos que fizeram a prova em 2016.

Na noite deste domingo (18/06), no portão de desembarque do Aeroporto Internacional Pinto Martins, uma multidão de pais, avós, irmãos e amigos aguardava a chegada dos estudantes orgulhosos e cheios de saudade. “Eu cheguei aqui às cinco da tarde. Estou toda me tremendo, foram os dois meses mais longos da minha vida. Mas estou muito feliz porque ele queria muito isso”, disse a dona de casa Antônia Muniz, que esperava o filho.

Durante oito semanas, tanto na Espanha como no Canadá, os os jovens tiveram todas as despesas pagas, desde o material escolar até a ajuda de custo para estudar o idioma local. Oportunidade que Francisco da Silva, de 18 anos, nunca vai esquecer. “Foi incrível. Fomos muito bem tratados. Eu quero agradecer à Prefeitura por essa oportunidade. Eu senti muito orgulho de dizer que eu estava lá por causa de um projeto do nosso governo e eles também se admiraram muito com isso”, disse o estudante, que conquistou uma vaga de jornalismo na Universidade Federal do Ceará (UFC).

Para participar da seleção, o aluno matriculado no Academia Enem precisava ter entre 18 e 29 anos, ter cursado o ensino médio integralmente na rede pública ou ainda cursar o terceiro ano em escola pública, ter obtido a frequência mínima obrigatória de 65% nas aulas do Academia Enem e ter alcançado a pontuação mínima de 550 pontos na média geral do Enem 2015 ou 2016. “É um projeto que muda a vidas dos jovens de Fortaleza. Eles expandiram a mente e isso não tem volta. Eles estão preparados para ser cidadão do mundo, ajudar a construir uma cidade melhor e mais justa e estão cheios de projetos, é algo lindo de se ver”, disse o coordenador da Juventude, Júlio Brizzi.

Os estudantes embarcaram nos dias 18 e 19 de abril. Além das aulas, os jovens tiveram a oportunidade de conhecer outras culturas. “Foi uma experiência única, conheci pessoas de vários países, várias culturas diferentes. Esse intercâmbio mudou minha vida, até minha timidez foi embora. Eu tô muito feliz de ter participado", declarou a estudante Karlaine Porto.

Estudantes do programa Juventude sem Fronteiras retornam ao Brasil depois de intercâmbio internacional

Os jovens passaram dois meses no Canadá e na Espanha com todas despesas pagas pela Prefeitura de Fortaleza

alunos do programa juventude sem fronteiras no aeroporto
O projeto selecionou alunos de escola pública, com melhores notas e frequências na Academia Enem
Os estudantes selecionados pelo Programa Juventude sem Fronteiras, da Prefeitura de Fortaleza, para estudar fora do Brasil, começaram a desembarcar no último fim de semana na Cidade. Os jovens que estavam em Salamanca, na Espanha, chegaram na noite de sábado (17/06). Os que estavam em Toronto, no Canadá, desembarcaram domingo (18/06). E os que estão em Vancouver, também no Canadá, chegam na noite desta segunda feira (19/06).

O projeto selecionou alunos de escola pública, com melhores notas e frequências na Academia Enem. Ao todo, 98 estudantes viajaram. 49 alunos que participaram do Enem em 2015 e 49 alunos que fizeram a prova em 2016.

Na noite deste domingo (18/06), no portão de desembarque do Aeroporto Internacional Pinto Martins, uma multidão de pais, avós, irmãos e amigos aguardava a chegada dos estudantes orgulhosos e cheios de saudade. “Eu cheguei aqui às cinco da tarde. Estou toda me tremendo, foram os dois meses mais longos da minha vida. Mas estou muito feliz porque ele queria muito isso”, disse a dona de casa Antônia Muniz, que esperava o filho.

Durante oito semanas, tanto na Espanha como no Canadá, os os jovens tiveram todas as despesas pagas, desde o material escolar até a ajuda de custo para estudar o idioma local. Oportunidade que Francisco da Silva, de 18 anos, nunca vai esquecer. “Foi incrível. Fomos muito bem tratados. Eu quero agradecer à Prefeitura por essa oportunidade. Eu senti muito orgulho de dizer que eu estava lá por causa de um projeto do nosso governo e eles também se admiraram muito com isso”, disse o estudante, que conquistou uma vaga de jornalismo na Universidade Federal do Ceará (UFC).

Para participar da seleção, o aluno matriculado no Academia Enem precisava ter entre 18 e 29 anos, ter cursado o ensino médio integralmente na rede pública ou ainda cursar o terceiro ano em escola pública, ter obtido a frequência mínima obrigatória de 65% nas aulas do Academia Enem e ter alcançado a pontuação mínima de 550 pontos na média geral do Enem 2015 ou 2016. “É um projeto que muda a vidas dos jovens de Fortaleza. Eles expandiram a mente e isso não tem volta. Eles estão preparados para ser cidadão do mundo, ajudar a construir uma cidade melhor e mais justa e estão cheios de projetos, é algo lindo de se ver”, disse o coordenador da Juventude, Júlio Brizzi.

Os estudantes embarcaram nos dias 18 e 19 de abril. Além das aulas, os jovens tiveram a oportunidade de conhecer outras culturas. “Foi uma experiência única, conheci pessoas de vários países, várias culturas diferentes. Esse intercâmbio mudou minha vida, até minha timidez foi embora. Eu tô muito feliz de ter participado", declarou a estudante Karlaine Porto.