29 de maio de 2019 em Mobilidade

Intervenção na Praia de Iracema transforma área subutilizada de asfalto em espaço de convivência

projeto, parte da programação do Maio Amarelo com foco nos pedestres, resgatou uma área subutilizada de asfalto que agora ganhou nova possibilidade de uso


foto aérea da rua joão cordeiro
A tática de desenho urbano é similar ao aplicado nos projetos do Cidade da Gente

Um novo espaço para o convívio comunitário está disponível para moradores e visitantes do bairro Praia de Iracema, entre as ruas João Cordeiro e Padre Climério, nas proximidades do bar Teresa e Jorge. O projeto, parte da programação do Maio Amarelo com foco nos pedestres, resgatou uma área subutilizada de asfalto que agora ganhou nova possibilidade de uso, com uma área de praça com 200 m², três faixas de pedestres convencionais e uma elevada, quatro bancos de concreto, plantio de seis mudas de árvores nativas, prolongamento de calçada e nova iluminação. A iniciativa revitaliza a região e também oferece mais segurança viária para as pessoas que caminham no entorno. Moradores da área participaram da pintura lúdica aplicada ao piso da nova praça.

A tática de desenho urbano é similar ao aplicado nos projetos do Cidade da Gente, que resgataram espaço para pedestres na área central do bairro Cidade 2000 e também no entorno do Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura. A ação foi promovida pela Prefeitura de Fortaleza com apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global. “O mais importante em intervenções como essa é mostrar que é possível repensar o uso de espaços que antes tinham pouco uso e que podem passar a ter maior utilidade para as pessoas, principalmente para quem mora no entorno”, afirma o secretário executivo de Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Saboia.

Pessoas pintando asfalto
Moradores da área participaram da pintura lúdica aplicada ao piso da nova praça

A exemplo de intervenções similares realizadas também em cidades como Bogotá, na Colômbia, Mumbai, na Índia, e em São Paulo, a ideia é mostrar que é possível priorizar as pessoas e garantir mais segurança viária a pedestres, pessoas com mobilidade reduzida e ciclistas – especialmente em regiões com uma vida cultural tão intensa como a Praia de Iracema. Os pedestres são o segundo grupo que mais são vítimas de acidentes de trânsito em Fortaleza, registrando um total de 39,8% do total de mortes no trânsito em 2018.

A intervenção realizada pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, também teve apoio do Instituto Iracema, Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (URBFor), Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Coordenadoria de Iluminação Pública, além de comerciantes e moradores locais. “Ações como essa são um trabalho coletivo, que envolve muitos atores. Por isso, quando a comunidade e os diferentes órgãos da Prefeitura trabalham em conjunto, o resultado é sempre positivo”, pondera o presidente do Instituto Iracema, Davi Gomes.

Intervenção na Praia de Iracema transforma área subutilizada de asfalto em espaço de convivência

projeto, parte da programação do Maio Amarelo com foco nos pedestres, resgatou uma área subutilizada de asfalto que agora ganhou nova possibilidade de uso

foto aérea da rua joão cordeiro
A tática de desenho urbano é similar ao aplicado nos projetos do Cidade da Gente

Um novo espaço para o convívio comunitário está disponível para moradores e visitantes do bairro Praia de Iracema, entre as ruas João Cordeiro e Padre Climério, nas proximidades do bar Teresa e Jorge. O projeto, parte da programação do Maio Amarelo com foco nos pedestres, resgatou uma área subutilizada de asfalto que agora ganhou nova possibilidade de uso, com uma área de praça com 200 m², três faixas de pedestres convencionais e uma elevada, quatro bancos de concreto, plantio de seis mudas de árvores nativas, prolongamento de calçada e nova iluminação. A iniciativa revitaliza a região e também oferece mais segurança viária para as pessoas que caminham no entorno. Moradores da área participaram da pintura lúdica aplicada ao piso da nova praça.

A tática de desenho urbano é similar ao aplicado nos projetos do Cidade da Gente, que resgataram espaço para pedestres na área central do bairro Cidade 2000 e também no entorno do Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura. A ação foi promovida pela Prefeitura de Fortaleza com apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global. “O mais importante em intervenções como essa é mostrar que é possível repensar o uso de espaços que antes tinham pouco uso e que podem passar a ter maior utilidade para as pessoas, principalmente para quem mora no entorno”, afirma o secretário executivo de Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Saboia.

Pessoas pintando asfalto
Moradores da área participaram da pintura lúdica aplicada ao piso da nova praça

A exemplo de intervenções similares realizadas também em cidades como Bogotá, na Colômbia, Mumbai, na Índia, e em São Paulo, a ideia é mostrar que é possível priorizar as pessoas e garantir mais segurança viária a pedestres, pessoas com mobilidade reduzida e ciclistas – especialmente em regiões com uma vida cultural tão intensa como a Praia de Iracema. Os pedestres são o segundo grupo que mais são vítimas de acidentes de trânsito em Fortaleza, registrando um total de 39,8% do total de mortes no trânsito em 2018.

A intervenção realizada pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, também teve apoio do Instituto Iracema, Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (URBFor), Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Coordenadoria de Iluminação Pública, além de comerciantes e moradores locais. “Ações como essa são um trabalho coletivo, que envolve muitos atores. Por isso, quando a comunidade e os diferentes órgãos da Prefeitura trabalham em conjunto, o resultado é sempre positivo”, pondera o presidente do Instituto Iracema, Davi Gomes.