06 de setembro de 2019 em Saúde

Prefeito Roberto Cláudio empossa 1.536 Conselheiros de Saúde de Fortaleza

Gestor anunciou a expansão da assistência à Saúde, a exemplo da construção do novo Gonzaguinha do José Walter


Prefeito falando em cima do palco com várias pessoas ao lado e embaixo assistindo
De acordo com o Prefeito, a iniciativa estimula a participação popular e atende às diretrizes propostas pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

O prefeito Roberto Cláudio empossou, na tarde desta sexta-feira (06/09), 1.536 novos Conselheiros de Saúde de Fortaleza. Os profissionais, cuja atribuição consiste em fortalecer estratégias voltadas a políticas de saúde, atuarão durante o biênio 2019-2021. A iniciativa visa ao reforço do direito constitucional à saúde com qualidade, além do respeito à dignidade humana. A cerimônia de posse, realizada no Ginásio Paulo Sarasate, reuniu secretários municipais, vereadores, lideranças políticas e comunitárias.

De acordo com o Prefeito, a iniciativa estimula a participação popular e atende às diretrizes propostas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Estamos legitimando, politicamente, a posse dos conselheiros locais e regionais, além do próprio Conselho Municipal de Saúde. Esses profissionais serão representantes das lutas populares e das demandas da população. Nosso objetivo é estimular o diálogo e os canais de interação com o Poder Executivo. Quanto mais próximos aos Conselhos, mais efetiva e rápida será a nossa resposta às necessidades voltadas à saúde em Fortaleza”, declarou.

Mulher sorrindo para a foto
Cristina Brasil, Conselheira Municipal de Saúde

Na ocasião, a conselheira Municipal de Saúde, Cristina Brasil, comemorou a união de esforços incorporada à gestão da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). “Hoje, Fortaleza conta com 145 equipamentos de Saúde. Praticamente todos participaram da eleição desses profissionais, que irão trabalhar, junto ao Município, por uma Fortaleza mais saudável, uma vez que o papel do conselheiro é fiscalizar, sugerir melhorias e propor estratégias. É a voz do usuário que se concretiza e chega à Prefeitura. Isso é fundamental para que o controle social se efetive, que o SUS municipal cresça e que o SUS nacional não morra”, apontou.

A titular da SMS, Joana Maciel, destacou o papel referencial ocupado por Fortaleza no cenário nacional. “Nossa Capital é uma das poucas do Brasil onde cada unidade de Saúde tem o seu Conselho local. Isso configura uma prerrogativa legal. Ao empossar novos profissionais, estamos cumprindo nosso dever de distribuir estrategicamente representantes dos usuários, dos gestores e dos profissionais de saúde. Um elenco importante de partes fundamentais para que o SUS seja cada vez mais forte e melhor, garantindo a execução de seus programas prioritários, além dos princípios de universalização, equidade e integralidade do sistema”, reforçou.

Homem posando para foto segurando termo de posse
"A gente reconhece o que já vem sendo feito e se põe à disposição para trabalhar ainda mais”, disse Evandro Rodrigues, novo Conselheiro de Saúde

Recém-empossado, o conselheiro Evandro Rodrigues, morador da comunidade Pracinha do Abel, situada na Regional I, descreveu a importância do momento. “Esta é uma oportunidade ímpar. Estou orgulhoso por poder ser voz para a minha comunidade. A área da saúde demanda uma atenção maior. A gente reconhece o que já vem sendo feito, agradece a visibilidade oferecida pelo prefeito Roberto Cláudio e se põe à disposição para trabalhar ainda mais”, comentou.

Conselho Municipal de Saúde de Fortaleza

O Conselho Municipal de Saúde de Fortaleza é um órgão colegiado, consultivo, deliberativo, permanente e fiscalizador, integrante da estrutura da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Sua composição é paritária, com representação de 50% de usuários, 25% de profissionais de saúde e 25% de gestores.

Para o biênio de 2019–2021 assumem 24 conselheiros e 24 suplentes que participam da formulação das estratégias de atenção à saúde, inclusive em seus aspectos econômicos e financeiros.

Expansão da assistência à Saúde em Fortaleza

Durante a solenidade, a Prefeitura de Fortaleza anunciou, ainda, melhorias intersetoriais que vêm sendo desprendidas em prol da população no âmbito da Saúde. O prefeito Roberto Cláudio e a secretária Joana Maciel apresentaram um conjunto de investimentos que contemplam a Atenção Primária, a saúde mental, a assistência ambulatorial secundária, além de investimentos hospitalares.

Dentre eles, destacam-se a ampliação de bases do Samu, a reforma e a construção de novos postos de saúde e novos CAPS, além da instalação do Programa Médico Fortaleza, que empossou, em parceria com o Governo do Estado, 92 profissionais e ofertará, em outubro deste ano, 48 novas vagas.

A construção do IJF2, a reforma e a ampliação de hospitais e a entrega das policlínicas do Jóquei Clube, do Passaré e do Siqueira reforçarão, até o fim da gestão, um conjunto de medidas adotadas para o fortalecimento da assistência municipal.

“A gente está reformando e ampliando os três Frotinhas, o Hospital Nossa Senhora da Conceição e os Gonzaguinhas. A novidade é que construiremos um novo Hospital Distrital Gonzaga Mota no José Walter, no terreno onde está instalado o atual Gonzaguinha do bairro, com leitos ampliados e maior oferta de atendimento”, finalizou.

Prefeito Roberto Cláudio empossa 1.536 Conselheiros de Saúde de Fortaleza

Gestor anunciou a expansão da assistência à Saúde, a exemplo da construção do novo Gonzaguinha do José Walter

Prefeito falando em cima do palco com várias pessoas ao lado e embaixo assistindo
De acordo com o Prefeito, a iniciativa estimula a participação popular e atende às diretrizes propostas pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

O prefeito Roberto Cláudio empossou, na tarde desta sexta-feira (06/09), 1.536 novos Conselheiros de Saúde de Fortaleza. Os profissionais, cuja atribuição consiste em fortalecer estratégias voltadas a políticas de saúde, atuarão durante o biênio 2019-2021. A iniciativa visa ao reforço do direito constitucional à saúde com qualidade, além do respeito à dignidade humana. A cerimônia de posse, realizada no Ginásio Paulo Sarasate, reuniu secretários municipais, vereadores, lideranças políticas e comunitárias.

De acordo com o Prefeito, a iniciativa estimula a participação popular e atende às diretrizes propostas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Estamos legitimando, politicamente, a posse dos conselheiros locais e regionais, além do próprio Conselho Municipal de Saúde. Esses profissionais serão representantes das lutas populares e das demandas da população. Nosso objetivo é estimular o diálogo e os canais de interação com o Poder Executivo. Quanto mais próximos aos Conselhos, mais efetiva e rápida será a nossa resposta às necessidades voltadas à saúde em Fortaleza”, declarou.

Mulher sorrindo para a foto
Cristina Brasil, Conselheira Municipal de Saúde

Na ocasião, a conselheira Municipal de Saúde, Cristina Brasil, comemorou a união de esforços incorporada à gestão da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). “Hoje, Fortaleza conta com 145 equipamentos de Saúde. Praticamente todos participaram da eleição desses profissionais, que irão trabalhar, junto ao Município, por uma Fortaleza mais saudável, uma vez que o papel do conselheiro é fiscalizar, sugerir melhorias e propor estratégias. É a voz do usuário que se concretiza e chega à Prefeitura. Isso é fundamental para que o controle social se efetive, que o SUS municipal cresça e que o SUS nacional não morra”, apontou.

A titular da SMS, Joana Maciel, destacou o papel referencial ocupado por Fortaleza no cenário nacional. “Nossa Capital é uma das poucas do Brasil onde cada unidade de Saúde tem o seu Conselho local. Isso configura uma prerrogativa legal. Ao empossar novos profissionais, estamos cumprindo nosso dever de distribuir estrategicamente representantes dos usuários, dos gestores e dos profissionais de saúde. Um elenco importante de partes fundamentais para que o SUS seja cada vez mais forte e melhor, garantindo a execução de seus programas prioritários, além dos princípios de universalização, equidade e integralidade do sistema”, reforçou.

Homem posando para foto segurando termo de posse
"A gente reconhece o que já vem sendo feito e se põe à disposição para trabalhar ainda mais”, disse Evandro Rodrigues, novo Conselheiro de Saúde

Recém-empossado, o conselheiro Evandro Rodrigues, morador da comunidade Pracinha do Abel, situada na Regional I, descreveu a importância do momento. “Esta é uma oportunidade ímpar. Estou orgulhoso por poder ser voz para a minha comunidade. A área da saúde demanda uma atenção maior. A gente reconhece o que já vem sendo feito, agradece a visibilidade oferecida pelo prefeito Roberto Cláudio e se põe à disposição para trabalhar ainda mais”, comentou.

Conselho Municipal de Saúde de Fortaleza

O Conselho Municipal de Saúde de Fortaleza é um órgão colegiado, consultivo, deliberativo, permanente e fiscalizador, integrante da estrutura da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Sua composição é paritária, com representação de 50% de usuários, 25% de profissionais de saúde e 25% de gestores.

Para o biênio de 2019–2021 assumem 24 conselheiros e 24 suplentes que participam da formulação das estratégias de atenção à saúde, inclusive em seus aspectos econômicos e financeiros.

Expansão da assistência à Saúde em Fortaleza

Durante a solenidade, a Prefeitura de Fortaleza anunciou, ainda, melhorias intersetoriais que vêm sendo desprendidas em prol da população no âmbito da Saúde. O prefeito Roberto Cláudio e a secretária Joana Maciel apresentaram um conjunto de investimentos que contemplam a Atenção Primária, a saúde mental, a assistência ambulatorial secundária, além de investimentos hospitalares.

Dentre eles, destacam-se a ampliação de bases do Samu, a reforma e a construção de novos postos de saúde e novos CAPS, além da instalação do Programa Médico Fortaleza, que empossou, em parceria com o Governo do Estado, 92 profissionais e ofertará, em outubro deste ano, 48 novas vagas.

A construção do IJF2, a reforma e a ampliação de hospitais e a entrega das policlínicas do Jóquei Clube, do Passaré e do Siqueira reforçarão, até o fim da gestão, um conjunto de medidas adotadas para o fortalecimento da assistência municipal.

“A gente está reformando e ampliando os três Frotinhas, o Hospital Nossa Senhora da Conceição e os Gonzaguinhas. A novidade é que construiremos um novo Hospital Distrital Gonzaga Mota no José Walter, no terreno onde está instalado o atual Gonzaguinha do bairro, com leitos ampliados e maior oferta de atendimento”, finalizou.