Prefeito Roberto Cláudio entrega Centro Cultural Canindezinho

08 de dezembro de 2020 em Juventude

Prefeito Roberto Cláudio entrega Centro Cultural Canindezinho

Espaço oferta atividades culturais e esportivas à população e é fruto de Operação Urbana Consorciada


grupo de pessoas posa para a foto
"Este é um equipamento para a juventude, localizado em uma área de grande vulnerabilidade social onde há, de fato, uma demanda por estruturas como essa", destacou Roberto Cláudio

O prefeito Roberto Cláudio entregou, nesta segunda-feira (07/12), o Centro Cultural Canindezinho. Localizado na Avenida Osório de Paiva, no bairro Canindezinho, o equipamento passa a ofertar atividades culturais e esportivas à população e é fruto da Operação Urbana Consorciada Osório de Paiva (OUC - Osório de Paiva), coordenada pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma).

O projeto, cujas obras foram acompanhadas pela Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), possui salas multiuso, quadra poliesportiva coberta e quadra de futsal, academia ao ar livre, anfiteatro, parque infantil, academias de dança e artes marciais mistas, bloco educacional, área administrativa e almoxarifado. Além disso, atende às normas de acessibilidade e conta com espaços para horta comunitária e farmácia viva.

O Centro foi escolhido pela comunidade como uma prioridade para a aplicação dos recursos da contrapartida da OUC, que teve um investimento em torno de R$ 2,8 milhões e possui uma área de 7.638,70 m². O terreno onde está instalado o equipamento cultural foi doado à Prefeitura de Fortaleza, visando implantar a contrapartida da Operação na poligonal, e em retorno, conforme a Lei n.10.403, de 3 de outubro de 2015, viabilizou a instalação do supermercado Atacadão.

"Este é um equipamento para a juventude, localizado em uma área de grande vulnerabilidade social onde há, de fato, uma demanda por estruturas como essa. O mais importante é a natureza institucional, o arranjo que foi feito para viabilizar esse empreendimento. A Operação Urbana Consorciada permite parcerias público-privadas que acabam resultando em espaços públicos grandiosos financiados com recursos privados, além de gerar quase 500 empregos novos para a cidade”, destacou Roberto Cláudio.

Conforme a secretária de Urbanismo e Meio Ambiente, Águeda Muniz, neste tipo de contrapartida regulamentada pela legislação federal, a preferência é pela obra física, pois traz maiores benefícios de forma direta para a população. “Tudo que está aqui foi desenhado pela comunidade. Além disso, o valor do pagamento também possibilitou a implantação do mobiliário e do Campo do Leite, que será uma Areninha próxima a Lagoa da Viúva”, afirmou.

A gestão do equipamento será realizada pela Coordenadoria de Juventude, em parceria com a Regional V e o Conselho Gestor da Operação Urbana Consorciada Osório de Paiva. A comunidade do território também participa do gerenciamento do espaço de forma que a rede de oportunidades e proteção social para a juventude e a comunidade se amplie e se fortaleça.

O coordenador especial de Políticas Públicas em Juventude, Luis Fernando de Freitas, contou que o local irá abrigar diversas atividades culturais, como apresentação de bandas, espetáculos de teatro e dança, previstos para depois da pandemia, bem como esportes como futsal, vôlei, basquete, handebol, judô, karatê, dança, além de outras demandas que surgirão espontaneamente pela comunidade. "As pessoas poderão solicitar o uso do espaço para um ensaio, uma reunião. O diálogo será realizado em conjunto com a sociedade e o grupo gestor, de forma que as pessoas possam se apropriar e cuidar desse equipamento", disse.

mulher posa para a foto de máscara
A professora de judô e karatê Marta Lima dará aulas no novo espaço

Para a professora de judô e karatê, Marta Lima, que habita na região do Grande Bom Jardim e irá ministrar aulas no espaço, o Centro Cultural é uma grande oportunidade. “Foi muito esperado. Sempre quis espaços como este para praticar, e agora fica mais fácil para toda a comunidade, fica mais perto para a gente. Fico até sem palavras, é algo que parece um sonho”.

Sobre as OUCs

A Operação Urbana Consorciada (OUC), prevista no Estatuto da Cidade, prevê transformações urbanísticas, sociais e ambientais, em áreas degradadas ou subutilizadas da cidade.

A relevância de uma OUC é o estabelecimento de uma parceria público-privada, onde, por meio de instrumentos legais, regulamentados pela constituição, as cidades tendem a ganhar qualidade de vida urbana, em especial para seus cidadãos.

Fortaleza já conta com sete OUCs, entre consolidadas e em andamento. São elas: OUC Papicu; OUC Maceió; OUC Sítio Tunga; Jóquei Clube; Dunas do Cocó; OUC Lagoa da Sapiranga e OUC Osório de Paiva.

Clique para baixar mais fotos do evento.

Prefeito Roberto Cláudio entrega Centro Cultural Canindezinho

Espaço oferta atividades culturais e esportivas à população e é fruto de Operação Urbana Consorciada

grupo de pessoas posa para a foto
"Este é um equipamento para a juventude, localizado em uma área de grande vulnerabilidade social onde há, de fato, uma demanda por estruturas como essa", destacou Roberto Cláudio

O prefeito Roberto Cláudio entregou, nesta segunda-feira (07/12), o Centro Cultural Canindezinho. Localizado na Avenida Osório de Paiva, no bairro Canindezinho, o equipamento passa a ofertar atividades culturais e esportivas à população e é fruto da Operação Urbana Consorciada Osório de Paiva (OUC - Osório de Paiva), coordenada pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma).

O projeto, cujas obras foram acompanhadas pela Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), possui salas multiuso, quadra poliesportiva coberta e quadra de futsal, academia ao ar livre, anfiteatro, parque infantil, academias de dança e artes marciais mistas, bloco educacional, área administrativa e almoxarifado. Além disso, atende às normas de acessibilidade e conta com espaços para horta comunitária e farmácia viva.

O Centro foi escolhido pela comunidade como uma prioridade para a aplicação dos recursos da contrapartida da OUC, que teve um investimento em torno de R$ 2,8 milhões e possui uma área de 7.638,70 m². O terreno onde está instalado o equipamento cultural foi doado à Prefeitura de Fortaleza, visando implantar a contrapartida da Operação na poligonal, e em retorno, conforme a Lei n.10.403, de 3 de outubro de 2015, viabilizou a instalação do supermercado Atacadão.

"Este é um equipamento para a juventude, localizado em uma área de grande vulnerabilidade social onde há, de fato, uma demanda por estruturas como essa. O mais importante é a natureza institucional, o arranjo que foi feito para viabilizar esse empreendimento. A Operação Urbana Consorciada permite parcerias público-privadas que acabam resultando em espaços públicos grandiosos financiados com recursos privados, além de gerar quase 500 empregos novos para a cidade”, destacou Roberto Cláudio.

Conforme a secretária de Urbanismo e Meio Ambiente, Águeda Muniz, neste tipo de contrapartida regulamentada pela legislação federal, a preferência é pela obra física, pois traz maiores benefícios de forma direta para a população. “Tudo que está aqui foi desenhado pela comunidade. Além disso, o valor do pagamento também possibilitou a implantação do mobiliário e do Campo do Leite, que será uma Areninha próxima a Lagoa da Viúva”, afirmou.

A gestão do equipamento será realizada pela Coordenadoria de Juventude, em parceria com a Regional V e o Conselho Gestor da Operação Urbana Consorciada Osório de Paiva. A comunidade do território também participa do gerenciamento do espaço de forma que a rede de oportunidades e proteção social para a juventude e a comunidade se amplie e se fortaleça.

O coordenador especial de Políticas Públicas em Juventude, Luis Fernando de Freitas, contou que o local irá abrigar diversas atividades culturais, como apresentação de bandas, espetáculos de teatro e dança, previstos para depois da pandemia, bem como esportes como futsal, vôlei, basquete, handebol, judô, karatê, dança, além de outras demandas que surgirão espontaneamente pela comunidade. "As pessoas poderão solicitar o uso do espaço para um ensaio, uma reunião. O diálogo será realizado em conjunto com a sociedade e o grupo gestor, de forma que as pessoas possam se apropriar e cuidar desse equipamento", disse.

mulher posa para a foto de máscara
A professora de judô e karatê Marta Lima dará aulas no novo espaço

Para a professora de judô e karatê, Marta Lima, que habita na região do Grande Bom Jardim e irá ministrar aulas no espaço, o Centro Cultural é uma grande oportunidade. “Foi muito esperado. Sempre quis espaços como este para praticar, e agora fica mais fácil para toda a comunidade, fica mais perto para a gente. Fico até sem palavras, é algo que parece um sonho”.

Sobre as OUCs

A Operação Urbana Consorciada (OUC), prevista no Estatuto da Cidade, prevê transformações urbanísticas, sociais e ambientais, em áreas degradadas ou subutilizadas da cidade.

A relevância de uma OUC é o estabelecimento de uma parceria público-privada, onde, por meio de instrumentos legais, regulamentados pela constituição, as cidades tendem a ganhar qualidade de vida urbana, em especial para seus cidadãos.

Fortaleza já conta com sete OUCs, entre consolidadas e em andamento. São elas: OUC Papicu; OUC Maceió; OUC Sítio Tunga; Jóquei Clube; Dunas do Cocó; OUC Lagoa da Sapiranga e OUC Osório de Paiva.

Clique para baixar mais fotos do evento.