29 de novembro de 2019 em Mobilidade

Prefeito Roberto Cláudio entrega primeira etapa do Trinário da Avenida Duque de Caxias

Pacote de intervenções vai beneficiar, prioritariamente, usuários de transporte público e pedestres


prefeito andando de bicicleta por avenida e pessoas acompanhando ao lado
Prefeito Roberto Cláudio percorreu parte da nova infraestrutura cicloviária que possui cerca de 3,3 km

Foi inaugurada, na manhã desta sexta-feira (29/11), a primeira etapa do Trinário da Avenida Duque de Caxias, que envolve também as ruas Meton de Alencar e Clarindo de Queiroz, no Centro. O projeto vai beneficiar usuários do transporte público na região e promover maior segurança viária a pedestres e no deslocamento não motorizado, incluindo melhorias nas vias secundárias, no trecho entre a Avenida Padre Ibiapina e a Rua Nogueira Acioli. Este é o primeiro trinário da capital, considerado pelo Prefeito um projeto piloto, já que a partir dele serão observadas as respostas da população.

"As intervenções que mexem com o modo da Cidade se comportar são as intervenções com maior potencial polêmico. A gente testou o primeiro binário e avaliou a adesão e o nível de aceitação popular. Só após isso pudemos aprimorar para as próximas intervenções. Com o trinário vai ser da mesma forma. Vamos observar as respostas e fazer pequenos ajustes, se necessário", disse o Prefeito.

Ouça o áudio do Prefeito:

Mulher sorrindo para a foto
Karolina Sousa trabalha em uma banca na Praça do Carmo e já percebeu mudanças positivas no entorno

Desenvolvido pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), o projeto visa priorizar a circulação de ônibus na Avenida Duque de Caxias e na Rua Meton de Alencar, reduzindo, assim, o tempo de viagem para os usuários do transporte coletivo, além de proporcionar mais segurança para pedestres e ciclistas.

"A gente teve, em três anos, quase mil acidentes de veículos aqui, entre eles, atropelamento de pedestres e ciclistas. Também queríamos também melhorar o fluxo e estudamos como ficaria o trânsito após a intervenção, tendo base quantitativa e estatística para garantir que este trecho vai melhorar também", garantiu Roberto Cláudio.

A Av. Duque de Caxias é alimentada por 41 linhas de ônibus, transportando cerca de 180 mil passageiros diariamente. Nos horários de pico, 160 ônibus/hora, em algum momento, passam ou cruzam algum trecho da Avenida, sendo esta via alimentada principalmente pelos Corredores Expressos das avenidas Aguanambi e Bezerra de Menezes, com destino, na grande maioria, aos terminais da Estação e Coração de Jesus e à Praça José de Alencar.

Para Luís Alberto Sabóia, secretário executivo de Conservação e Serviços Públicos, esta é uma intervenção que vai mudar para melhor a vida da população. "Nós temos pesquisas que mostram que antes do trinário, em torno de 9 mil pessoas percorriam a Duque de Caxias no sentido Aldeota-Centro. Destas, 80% estavam dentro dos ônibus e 20% nos automóveis, então era fundamental dar prioridade à maioria. As primeiras avaliações em relação ao transporte público mostram um aumento da velocidade operacional em 35%, mas claro que teremos avaliações de forma ampla. Mesmo assim, os ganhos já são imensos. Em janeiro, vamos continuar fazendo ajustes pontuais no trinário", explicou Luís Alberto.

Segurança para pedestres

Há 7 anos, Karolina Sousa trabalha em uma banca de jornais localizada na Praça do Carmo. Ela já percebeu as mudanças positivas no entorno, como o aumento do número de pedestres nas calçadas. "Aumentou muito o movimento. As calçadas estão mais largas e o pedestre caminha com mais segurança. Minha mãe é uma idosa e até para trazê-la aqui ficou melhor porque as calçadas têm rampas de acesso. Agora ela virá mais vezes para assistir à missa", disse.

senhor posando para a foto
"Moro aqui mesmo no Centro e vou para todos os lugares de bicicleta. Agora com a ciclofaixa ficou ainda melhor", diz o servidos público, Luiz Gonzaga

Além da requalificação do pavimento, arborização e iluminação nova, o pedestre também encontrará, ao longo do percurso de 3,2 km, duas faixas elevadas no entorno do Mercado São Sebastião, além de novo canteiro na Avenida Padre Ibiapina e semáforos com botoeiras de tempo. Na área de abrangência do projeto, foram implantadas, também, 70 rampas de acesso, 41 prolongamentos de calçadas em cruzamentos ou esquinas e 20 novas calçadas com balizadores e pintura, para reduzir a exposição dos pedestres.

Infraestrutura cicloviária

Cerca de 3,3 km de nova infraestrutura cicloviária já podem ser encontrados no entorno do Trinário. São cerca de 2,5 km só na Duque de Caxias, entre a Rua Nogueira Acioli e a Avenida Padre Ibiapina. Este é um dos percursos do seu Luiz Gonzaga, servidor público de 64 anos, que há nove trocou o carro pela bicicleta e enxerga muitas melhorias com a chegada da ciclofaixa na avenida. "Eu tô achando ótimo. Já aderi há muito tempo. Moro aqui mesmo no Centro e vou para todos os lugares de bicicleta. Agora com a ciclofaixa ficou ainda melhor. Temos segurança. É mais fácil andar de bicicleta do que de moto. Somos respeitados, temos nosso lugar", disse.

Uma reconfiguração semafórica também foi executada, em virtude da mudança de sentido da Rua Clarindo de Queiroz e da implantação de sentido único na Duque de caxias. Houve também o reordenamento dos estacionamentos nas ruas que cruzam as principais vias do Trinário. Além disso, a Prefeitura fez a requalificação da iluminação e dos pontos de parada, recuperação asfáltica e de calçadas nos locais mais danificados e a implantação de lixeiras de concreto no entorno. Um mini Ecoponto foi instalado no Mercado São Sebastião. A execução foi uma parceria com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor) e a Secretaria Regional do Centro.

CLIQUE AQUI E BAIXE MAIS FOTOS DO EVENTO

Prefeito Roberto Cláudio entrega primeira etapa do Trinário da Avenida Duque de Caxias

Pacote de intervenções vai beneficiar, prioritariamente, usuários de transporte público e pedestres

prefeito andando de bicicleta por avenida e pessoas acompanhando ao lado
Prefeito Roberto Cláudio percorreu parte da nova infraestrutura cicloviária que possui cerca de 3,3 km

Foi inaugurada, na manhã desta sexta-feira (29/11), a primeira etapa do Trinário da Avenida Duque de Caxias, que envolve também as ruas Meton de Alencar e Clarindo de Queiroz, no Centro. O projeto vai beneficiar usuários do transporte público na região e promover maior segurança viária a pedestres e no deslocamento não motorizado, incluindo melhorias nas vias secundárias, no trecho entre a Avenida Padre Ibiapina e a Rua Nogueira Acioli. Este é o primeiro trinário da capital, considerado pelo Prefeito um projeto piloto, já que a partir dele serão observadas as respostas da população.

"As intervenções que mexem com o modo da Cidade se comportar são as intervenções com maior potencial polêmico. A gente testou o primeiro binário e avaliou a adesão e o nível de aceitação popular. Só após isso pudemos aprimorar para as próximas intervenções. Com o trinário vai ser da mesma forma. Vamos observar as respostas e fazer pequenos ajustes, se necessário", disse o Prefeito.

Ouça o áudio do Prefeito:

Mulher sorrindo para a foto
Karolina Sousa trabalha em uma banca na Praça do Carmo e já percebeu mudanças positivas no entorno

Desenvolvido pela Secretaria Municipal da Conservação e Serviços Públicos (SCSP), em parceria com a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza (PAITT), o projeto visa priorizar a circulação de ônibus na Avenida Duque de Caxias e na Rua Meton de Alencar, reduzindo, assim, o tempo de viagem para os usuários do transporte coletivo, além de proporcionar mais segurança para pedestres e ciclistas.

"A gente teve, em três anos, quase mil acidentes de veículos aqui, entre eles, atropelamento de pedestres e ciclistas. Também queríamos também melhorar o fluxo e estudamos como ficaria o trânsito após a intervenção, tendo base quantitativa e estatística para garantir que este trecho vai melhorar também", garantiu Roberto Cláudio.

A Av. Duque de Caxias é alimentada por 41 linhas de ônibus, transportando cerca de 180 mil passageiros diariamente. Nos horários de pico, 160 ônibus/hora, em algum momento, passam ou cruzam algum trecho da Avenida, sendo esta via alimentada principalmente pelos Corredores Expressos das avenidas Aguanambi e Bezerra de Menezes, com destino, na grande maioria, aos terminais da Estação e Coração de Jesus e à Praça José de Alencar.

Para Luís Alberto Sabóia, secretário executivo de Conservação e Serviços Públicos, esta é uma intervenção que vai mudar para melhor a vida da população. "Nós temos pesquisas que mostram que antes do trinário, em torno de 9 mil pessoas percorriam a Duque de Caxias no sentido Aldeota-Centro. Destas, 80% estavam dentro dos ônibus e 20% nos automóveis, então era fundamental dar prioridade à maioria. As primeiras avaliações em relação ao transporte público mostram um aumento da velocidade operacional em 35%, mas claro que teremos avaliações de forma ampla. Mesmo assim, os ganhos já são imensos. Em janeiro, vamos continuar fazendo ajustes pontuais no trinário", explicou Luís Alberto.

Segurança para pedestres

Há 7 anos, Karolina Sousa trabalha em uma banca de jornais localizada na Praça do Carmo. Ela já percebeu as mudanças positivas no entorno, como o aumento do número de pedestres nas calçadas. "Aumentou muito o movimento. As calçadas estão mais largas e o pedestre caminha com mais segurança. Minha mãe é uma idosa e até para trazê-la aqui ficou melhor porque as calçadas têm rampas de acesso. Agora ela virá mais vezes para assistir à missa", disse.

senhor posando para a foto
"Moro aqui mesmo no Centro e vou para todos os lugares de bicicleta. Agora com a ciclofaixa ficou ainda melhor", diz o servidos público, Luiz Gonzaga

Além da requalificação do pavimento, arborização e iluminação nova, o pedestre também encontrará, ao longo do percurso de 3,2 km, duas faixas elevadas no entorno do Mercado São Sebastião, além de novo canteiro na Avenida Padre Ibiapina e semáforos com botoeiras de tempo. Na área de abrangência do projeto, foram implantadas, também, 70 rampas de acesso, 41 prolongamentos de calçadas em cruzamentos ou esquinas e 20 novas calçadas com balizadores e pintura, para reduzir a exposição dos pedestres.

Infraestrutura cicloviária

Cerca de 3,3 km de nova infraestrutura cicloviária já podem ser encontrados no entorno do Trinário. São cerca de 2,5 km só na Duque de Caxias, entre a Rua Nogueira Acioli e a Avenida Padre Ibiapina. Este é um dos percursos do seu Luiz Gonzaga, servidor público de 64 anos, que há nove trocou o carro pela bicicleta e enxerga muitas melhorias com a chegada da ciclofaixa na avenida. "Eu tô achando ótimo. Já aderi há muito tempo. Moro aqui mesmo no Centro e vou para todos os lugares de bicicleta. Agora com a ciclofaixa ficou ainda melhor. Temos segurança. É mais fácil andar de bicicleta do que de moto. Somos respeitados, temos nosso lugar", disse.

Uma reconfiguração semafórica também foi executada, em virtude da mudança de sentido da Rua Clarindo de Queiroz e da implantação de sentido único na Duque de caxias. Houve também o reordenamento dos estacionamentos nas ruas que cruzam as principais vias do Trinário. Além disso, a Prefeitura fez a requalificação da iluminação e dos pontos de parada, recuperação asfáltica e de calçadas nos locais mais danificados e a implantação de lixeiras de concreto no entorno. Um mini Ecoponto foi instalado no Mercado São Sebastião. A execução foi uma parceria com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor) e a Secretaria Regional do Centro.

CLIQUE AQUI E BAIXE MAIS FOTOS DO EVENTO