09 de agosto de 2018 em Saúde

Prefeito Roberto Cláudio ministra palestra sobre Redução da Mortalidade Infantil em Fortaleza

Realizada na Escola de Saúde Pública do Ceará, a iniciativa compôs a grade curricular do curso de especialização em Processos de Gestão na Atenção à Saúde


Aula
O Prefeito apresentou análises e expectativas direcionadas ao que definiu como uma das prioridades de sua atual gestão: a redução do número de óbitos infantis (Foto: Kiko Silva)
O prefeito Roberto Cláudio ministrou, na tarde desta quinta-feira (09/08), uma palestra cuja temática abordou a “Redução da Mortalidade Infantil em Fortaleza: desafio de todos nós”. Realizada na Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE), a iniciativa compôs a grade curricular do curso de especialização em Processos de Gestão na Atenção à Saúde, que reúne 150 gestores da Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza (SMS).

Além de compartilhar experiências adquiridas ao longo de sua trajetória acadêmica, que lhe confere o título de ph.D em Saúde Pública pela Universidade do Arizona, o Prefeito apresentou análises e expectativas direcionadas ao que definiu como uma das prioridades de sua atual gestão: a redução do número de óbitos infantis em Fortaleza. “Nós estamos buscando unir conhecimentos teóricos e acadêmicos à realidade prática diária de se gerenciar a quinta Capital do País, entendendo a saúde dentro de um contexto de muitas complexidades e buscando exercer a gestão por resultado”, afirmou.

De acordo com o Prefeito, a análise criteriosa dos índices de mortalidade infantil permite, por meio de um indicador síntese, avaliar a eficácia de elementos da assistência primária, secundária e terciária. “Os indicadores que apontam o número de óbitos infantis dependem de várias circunstâncias da Rede de Saúde. Para se melhorar esse cenário, é preciso garantir uma atenção primária de qualidade, uma rede secundária de suporte para exames, uma boa atenção especializada, uma assistência ao parto digna e, além disso, um neonatal eficiente”, considerou.

Na oportunidade, o Gestor apresentou um conjunto de iniciativas capazes de combater o progresso da problemática, que, nos últimos anos, vem sendo agravada em âmbito nacional em decorrência de fatores como a crise econômica, o crescimento populacional e a inflação dos insumos. Dentre elas, destaca-se o cumprimento do protocolo de gestantes, estabelecendo-se buscas ativas quando necessário. A finalidade é garantir a qualidade das consultas e dos exames em fase pré-natal, o diagnóstico de possíveis riscos na gestação, a assistência ao parto, além do estímulo à amamentação, às políticas de imunização e à puericultura. “A gente está qualificando a assistência ao parto e garantindo um neonatal mais sólido. Além disso, nós vamos inaugurar o Hospital Infantil de Fortaleza, que formará um complexo de saúde ao lado do Hospital da Mulher e da Policlínica do Jóquei Clube, aumentando a capacidade de resposta hospitalar aos grupos de maior risco. Reforçando a atenção, estamos também abrindo salas de aleitamento materno. Já são sete unidades e, este ano, teremos mais três”, garantiu.

Durante o encerramento da palestra, que contou com a presença da secretária da Saúde de Fortaleza, Joana Maciel, e do superintendente da ESP/CE, Salustiano Pinho Pessoa, o prefeito Roberto Cláudio reforçou que “todas as ações de redução ao óbito infantil, que estão no meu escopo, continuarão sendo realizadas com permanência, tenacidade e continuidade. Mais importante do que quaisquer ações novas, que também precisam ser incorporadas, é fazer o básico todos os dias”.

Prefeito Roberto Cláudio ministra palestra sobre Redução da Mortalidade Infantil em Fortaleza

Realizada na Escola de Saúde Pública do Ceará, a iniciativa compôs a grade curricular do curso de especialização em Processos de Gestão na Atenção à Saúde

Aula
O Prefeito apresentou análises e expectativas direcionadas ao que definiu como uma das prioridades de sua atual gestão: a redução do número de óbitos infantis (Foto: Kiko Silva)
O prefeito Roberto Cláudio ministrou, na tarde desta quinta-feira (09/08), uma palestra cuja temática abordou a “Redução da Mortalidade Infantil em Fortaleza: desafio de todos nós”. Realizada na Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE), a iniciativa compôs a grade curricular do curso de especialização em Processos de Gestão na Atenção à Saúde, que reúne 150 gestores da Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza (SMS).

Além de compartilhar experiências adquiridas ao longo de sua trajetória acadêmica, que lhe confere o título de ph.D em Saúde Pública pela Universidade do Arizona, o Prefeito apresentou análises e expectativas direcionadas ao que definiu como uma das prioridades de sua atual gestão: a redução do número de óbitos infantis em Fortaleza. “Nós estamos buscando unir conhecimentos teóricos e acadêmicos à realidade prática diária de se gerenciar a quinta Capital do País, entendendo a saúde dentro de um contexto de muitas complexidades e buscando exercer a gestão por resultado”, afirmou.

De acordo com o Prefeito, a análise criteriosa dos índices de mortalidade infantil permite, por meio de um indicador síntese, avaliar a eficácia de elementos da assistência primária, secundária e terciária. “Os indicadores que apontam o número de óbitos infantis dependem de várias circunstâncias da Rede de Saúde. Para se melhorar esse cenário, é preciso garantir uma atenção primária de qualidade, uma rede secundária de suporte para exames, uma boa atenção especializada, uma assistência ao parto digna e, além disso, um neonatal eficiente”, considerou.

Na oportunidade, o Gestor apresentou um conjunto de iniciativas capazes de combater o progresso da problemática, que, nos últimos anos, vem sendo agravada em âmbito nacional em decorrência de fatores como a crise econômica, o crescimento populacional e a inflação dos insumos. Dentre elas, destaca-se o cumprimento do protocolo de gestantes, estabelecendo-se buscas ativas quando necessário. A finalidade é garantir a qualidade das consultas e dos exames em fase pré-natal, o diagnóstico de possíveis riscos na gestação, a assistência ao parto, além do estímulo à amamentação, às políticas de imunização e à puericultura. “A gente está qualificando a assistência ao parto e garantindo um neonatal mais sólido. Além disso, nós vamos inaugurar o Hospital Infantil de Fortaleza, que formará um complexo de saúde ao lado do Hospital da Mulher e da Policlínica do Jóquei Clube, aumentando a capacidade de resposta hospitalar aos grupos de maior risco. Reforçando a atenção, estamos também abrindo salas de aleitamento materno. Já são sete unidades e, este ano, teremos mais três”, garantiu.

Durante o encerramento da palestra, que contou com a presença da secretária da Saúde de Fortaleza, Joana Maciel, e do superintendente da ESP/CE, Salustiano Pinho Pessoa, o prefeito Roberto Cláudio reforçou que “todas as ações de redução ao óbito infantil, que estão no meu escopo, continuarão sendo realizadas com permanência, tenacidade e continuidade. Mais importante do que quaisquer ações novas, que também precisam ser incorporadas, é fazer o básico todos os dias”.