03 de outubro de 2018 em Juventude

Prefeito Roberto Cláudio recebe estudantes do Juventude Sem Fronteiras 2018

Em 2018, o projeto levará 50 alunos para a Espanha e 50 anos para a Inglaterra durante dois meses


Juventude
Iniciativa promove uma experiência de estudos e vivência internacional exclusiva aos alunos da rede pública (Foto: Kiko Silva)

O prefeito Roberto Cláudio recebeu, na tarde desta segunda-feira (17/04), no Paço Municipal, os 100 estudantes selecionados no edital do Programa Juventude Sem Fronteiras. Eles vão viajar para a Inglaterra ou para a Espanha a partir deste fim de semana. A iniciativa promove uma experiência de estudos e vivência internacional exclusiva aos alunos da rede pública de ensino que participaram do programa Academia Enem em 2017. Os jovens irão estudar durante oito semanas no país escolhido no ato da inscrição, com despesas pagas, ajuda de custo e atividades culturais programadas.

A estudante Geovana de Melo irá viajar para Salamanca, na Espanha. Ela afirma que, sem o Juventude Sem Fronteiras, não sabe se conseguiria uma oportunidade para estudar no exterior, e para ela, toda a estrutura de apoio para organizar a viagem vem sendo essencial. “Lá, vou aprender uma língua estrangeira, contato com pessoas de vários locais do mundo e viver uma cultura, o que será um diferencial no meu currículo”, projeta a jovem.

Os estudantes alocados nas cidades de Liverpool e Manchester (Inglaterra) e embarcam neste sábado (06/10). Já os jovens que ficarão em Valência e Salamanca (Espanha) viajam no sábado (13/10). “O Juventude Sem Fronteiras é um estímulo a mais dentro do Academia Enem para incentivar os alunos, dando-lhes a chance que os filhos de famílias mais ricas têm hoje de conhecer o exterior, aprender uma segunda língua, adquirir qualificação e voltar para suas comunidades para fazer a diferença”, disse Roberto Cláudio.

“A gente quer uma juventude que possa influenciar positivamente outros jovens, uma geração de líderes que compreenda a educação, o estudo e a determinação como um caminho de sucesso para qualquer um que se dedique”, completa o Prefeito. Para ele, o projeto ainda impulsiona a esperança e a auto estima desses jovens, tornando-os mais preparados para lidar com os desafios da vida.

Conforme o coordenador de Políticas para a Juventude, Júlio Brizzi, a participação dos estudantes selecionados também marca o compromisso que cada um terá ao regressar para Fortaleza de influenciar positivamente outras pessoas. “Quando retornarem, eles vão para escolas e comunidades defender uma Cidade melhor, trazendo iniciativas a partir do que viveram nos outros países. A gente vai poder trabalhar lado a lado com esses novos líderes”, ressaltou.

Para participar da seleção, o aluno matriculado no Academia Enem precisava ter entre 18 e 29 anos, ter cursado o ensino médio integralmente na rede pública ou ainda estar cursando o terceiro ano em escola pública, ter obtido a frequência mínima obrigatória de 65% nas aulas do Academia Enem e ter comprovado a nota geral no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017.

Sobre o Juventude Sem Fronteiras

No edital de 2018, 100 vagas foram ofertadas para os estudantes da edição do Academia Enem 2017. Já na primeira edição do Juventude Sem Fronteiras, concluído no ano passado, foram oferecidas 50 vagas para os participantes do Academia Enem em 2016 e outras 50 para os de 2015. Os estudantes ficaram alocados na Espanha e no Canadá.

O Academia Enem é um curso gratuito oferecido pela Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Coordenadoria de Juventude, e voltado para a orientação e preparação de jovens estudantes, em especial os da rede pública de ensino, para o ingresso na educação superior por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares em geral. Desde 2013, ano do início da realização do programa, o Academia Enem já beneficiou quase 60 mil pessoas.

“O programa é um estímulo importante para que o Academia Enem continue sendo uma política de inclusão, dando oportunidade para que o jovem da escola pública não apenas ingresse na universidade, mas também possa construir a própria autonomia, um destino e um futuro pelo próprio mérito”, comenta o prefeito Roberto Cláudio.

Prefeito Roberto Cláudio recebe estudantes do Juventude Sem Fronteiras 2018

Em 2018, o projeto levará 50 alunos para a Espanha e 50 anos para a Inglaterra durante dois meses

Juventude
Iniciativa promove uma experiência de estudos e vivência internacional exclusiva aos alunos da rede pública (Foto: Kiko Silva)

O prefeito Roberto Cláudio recebeu, na tarde desta segunda-feira (17/04), no Paço Municipal, os 100 estudantes selecionados no edital do Programa Juventude Sem Fronteiras. Eles vão viajar para a Inglaterra ou para a Espanha a partir deste fim de semana. A iniciativa promove uma experiência de estudos e vivência internacional exclusiva aos alunos da rede pública de ensino que participaram do programa Academia Enem em 2017. Os jovens irão estudar durante oito semanas no país escolhido no ato da inscrição, com despesas pagas, ajuda de custo e atividades culturais programadas.

A estudante Geovana de Melo irá viajar para Salamanca, na Espanha. Ela afirma que, sem o Juventude Sem Fronteiras, não sabe se conseguiria uma oportunidade para estudar no exterior, e para ela, toda a estrutura de apoio para organizar a viagem vem sendo essencial. “Lá, vou aprender uma língua estrangeira, contato com pessoas de vários locais do mundo e viver uma cultura, o que será um diferencial no meu currículo”, projeta a jovem.

Os estudantes alocados nas cidades de Liverpool e Manchester (Inglaterra) e embarcam neste sábado (06/10). Já os jovens que ficarão em Valência e Salamanca (Espanha) viajam no sábado (13/10). “O Juventude Sem Fronteiras é um estímulo a mais dentro do Academia Enem para incentivar os alunos, dando-lhes a chance que os filhos de famílias mais ricas têm hoje de conhecer o exterior, aprender uma segunda língua, adquirir qualificação e voltar para suas comunidades para fazer a diferença”, disse Roberto Cláudio.

“A gente quer uma juventude que possa influenciar positivamente outros jovens, uma geração de líderes que compreenda a educação, o estudo e a determinação como um caminho de sucesso para qualquer um que se dedique”, completa o Prefeito. Para ele, o projeto ainda impulsiona a esperança e a auto estima desses jovens, tornando-os mais preparados para lidar com os desafios da vida.

Conforme o coordenador de Políticas para a Juventude, Júlio Brizzi, a participação dos estudantes selecionados também marca o compromisso que cada um terá ao regressar para Fortaleza de influenciar positivamente outras pessoas. “Quando retornarem, eles vão para escolas e comunidades defender uma Cidade melhor, trazendo iniciativas a partir do que viveram nos outros países. A gente vai poder trabalhar lado a lado com esses novos líderes”, ressaltou.

Para participar da seleção, o aluno matriculado no Academia Enem precisava ter entre 18 e 29 anos, ter cursado o ensino médio integralmente na rede pública ou ainda estar cursando o terceiro ano em escola pública, ter obtido a frequência mínima obrigatória de 65% nas aulas do Academia Enem e ter comprovado a nota geral no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017.

Sobre o Juventude Sem Fronteiras

No edital de 2018, 100 vagas foram ofertadas para os estudantes da edição do Academia Enem 2017. Já na primeira edição do Juventude Sem Fronteiras, concluído no ano passado, foram oferecidas 50 vagas para os participantes do Academia Enem em 2016 e outras 50 para os de 2015. Os estudantes ficaram alocados na Espanha e no Canadá.

O Academia Enem é um curso gratuito oferecido pela Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Coordenadoria de Juventude, e voltado para a orientação e preparação de jovens estudantes, em especial os da rede pública de ensino, para o ingresso na educação superior por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares em geral. Desde 2013, ano do início da realização do programa, o Academia Enem já beneficiou quase 60 mil pessoas.

“O programa é um estímulo importante para que o Academia Enem continue sendo uma política de inclusão, dando oportunidade para que o jovem da escola pública não apenas ingresse na universidade, mas também possa construir a própria autonomia, um destino e um futuro pelo próprio mérito”, comenta o prefeito Roberto Cláudio.