05 de outubro de 2021 em Educação

Prefeito Sarto inaugura sétimo Centro de Educação Infantil neste ano, no bairro Papicu

O novo CEI beneficiará 88 crianças, de 6 meses a 3 anos de idade


sarto conversa com crianças do centro de educação infantil
"É uma alegria muito grande. Não temos aqui apenas uma estrutura física, mas de transformação da vida de famílias e crianças (Foto: Thiago Gaspar)

O prefeito José Sarto inaugurou, nesta terça-feira (05/10), às 9h30, o Centro de Educação Infantil (CEI) Wilma Maria de Vasconcelos Leopércio, no Papicu. Este é o sétimo CEI entregue pela gestão municipal neste ano. Outras 24 unidades estão em construção em diversos bairros da Cidade.

O novo CEI beneficiará 88 crianças, de 6 meses a 3 anos de idade. Do total de vagas, oito serão destinadas ao atendimento de berçário, a partir de 2022. As crianças de 1 a 3 anos já serão atendidas na unidade a partir deste mês de outubro.

Assista à matéria da TV Terra do Sol

"É uma alegria muito grande. Não temos aqui apenas uma estrutura física, mas de transformação da vida de famílias e crianças. Os profissionais que trabalham aqui dedicam muito amor, com vocação e sensibilidade, à educação. Quero agradecer a todos da Secretaria Municipal da Educação, que fazem essa educação de Fortaleza que, hoje, brilha no Brasil, e também aos que atuam na Secretaria de Infraestrutura, responsáveis por construir um equipamento como esse, que não deixa a desejar a nenhum equipamento privado de Fortaleza", celebrou o prefeito.

Com a entrega do CEI Wilma Maria de Vasconcelos Leopércio, a Prefeitura contabiliza sete unidades de Educação Infantil inaugurados neste ano - até então, foram entregues no Planalto Ayrton Senna, no Bom Jardim (Residencial Miguel Arraes), dois no São Bento, no Edson Queiroz (Residencial Yolanda Queiroz) e no José Walter (Residencial Cidade Jardim). Todas as unidades contam com atendimento de berçário, que inicia a partir de 2022, promessa de campanha do prefeito José Sarto, no que diz respeito à construção de novas unidades e a disponibilidade de berçários nestas.

"Nossa rede de educação infantil é uma das maiores do Brasil e a gente vem investindo em infraestrutura, mas, principalmente, no processo da aprendizagem das crianças, da integração, no cuidado, nas relações e interações. Temos uma proposta pedagógica que associa o cuidar, o brincar e o aprender. As crianças ficam de 7h às 17h na creche, oferecemos cinco refeições e material pedagógico adequado para cada etapa de desenvolvimento", ressaltou a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

De acordo com ela, para avançar ainda mais nas políticas públicas voltadas à Educação, a Prefeitura iniciou, por meio da SME, uma pesquisa para identificar os processos educativos realizados dentro das instituições.

"Buscamos identificar tanto as práticas que serão disseminadas como boas práticas, mas também a necessidade de intervenções, principalmente, em investimento para formação dos professores e também em materiais adequados à proposta pedagógica" explicou.

O trabalho é realizado em parceria com a instituição Avançar e a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal.

Além da secretária Dalila Saldanha, o secretário Municipal de Infraestrutura, Samuel Dias, e outras autoridades municipais participaram da inauguração do CEI no Papicu.

Investimentos e infraestrutura

O equipamento faz parte do Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância) e teve investimento total de R$ 2.061.784,12, sendo R$ 1.150.579,17 oriundos do Município e R$ 911.204,95 repassados pelo Governo Federal. Para equipar a unidade, a Prefeitura investiu mais R$ 60.573,46.

A infraestrutura do CEI é composta de berçário, quatro salas de aula, banheiros com acessibilidade, cozinha, refeitório, despensa, lavanderia com depósito para material de limpeza, fraldário, lactário, secretaria, coordenação, sala de professores, entre outros espaços. O projeto contempla, ainda, brinquedoteca (sala multiuso), área de lazer com playground e solarium.

Ampliação da Rede Municipal

A Educação Infantil é uma área prioritária da gestão municipal. Tanto que, de acordo com o Censo Escolar de 2020, Fortaleza é destaque na área, com a ampliação do número de vagas em 5% em um ano, de 2019 a 2020. O crescimento das capitais brasileiras no mesmo período foi de apenas 2,3%. Assim, conforme o estudo, que é realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Fortaleza é a capital do Nordeste com o maior número de crianças matriculadas na Educação Infantil.

Neste contexto, a expansão da oferta de vagas voltadas à Educação Infantil tem se consolidado uma marca da Educação de Fortaleza. Com a inauguração do novo CEI, a Prefeitura de Fortaleza chega a 268 unidades educacionais, entre equipamentos construídos, reformados, municipalizados e oriundos de parcerias. Além disso, a Capital também possui 151 escolas municipais com turmas de pré-escola.

Em 2021, mais de 55 mil alunos estão regularmente matriculados na Educação Infantil da Rede Municipal. Na etapa creche, são cerca de 23 mil crianças atendidas.

Prefeito Sarto inaugura sétimo Centro de Educação Infantil neste ano, no bairro Papicu

O novo CEI beneficiará 88 crianças, de 6 meses a 3 anos de idade

sarto conversa com crianças do centro de educação infantil
"É uma alegria muito grande. Não temos aqui apenas uma estrutura física, mas de transformação da vida de famílias e crianças (Foto: Thiago Gaspar)

O prefeito José Sarto inaugurou, nesta terça-feira (05/10), às 9h30, o Centro de Educação Infantil (CEI) Wilma Maria de Vasconcelos Leopércio, no Papicu. Este é o sétimo CEI entregue pela gestão municipal neste ano. Outras 24 unidades estão em construção em diversos bairros da Cidade.

O novo CEI beneficiará 88 crianças, de 6 meses a 3 anos de idade. Do total de vagas, oito serão destinadas ao atendimento de berçário, a partir de 2022. As crianças de 1 a 3 anos já serão atendidas na unidade a partir deste mês de outubro.

Assista à matéria da TV Terra do Sol

"É uma alegria muito grande. Não temos aqui apenas uma estrutura física, mas de transformação da vida de famílias e crianças. Os profissionais que trabalham aqui dedicam muito amor, com vocação e sensibilidade, à educação. Quero agradecer a todos da Secretaria Municipal da Educação, que fazem essa educação de Fortaleza que, hoje, brilha no Brasil, e também aos que atuam na Secretaria de Infraestrutura, responsáveis por construir um equipamento como esse, que não deixa a desejar a nenhum equipamento privado de Fortaleza", celebrou o prefeito.

Com a entrega do CEI Wilma Maria de Vasconcelos Leopércio, a Prefeitura contabiliza sete unidades de Educação Infantil inaugurados neste ano - até então, foram entregues no Planalto Ayrton Senna, no Bom Jardim (Residencial Miguel Arraes), dois no São Bento, no Edson Queiroz (Residencial Yolanda Queiroz) e no José Walter (Residencial Cidade Jardim). Todas as unidades contam com atendimento de berçário, que inicia a partir de 2022, promessa de campanha do prefeito José Sarto, no que diz respeito à construção de novas unidades e a disponibilidade de berçários nestas.

"Nossa rede de educação infantil é uma das maiores do Brasil e a gente vem investindo em infraestrutura, mas, principalmente, no processo da aprendizagem das crianças, da integração, no cuidado, nas relações e interações. Temos uma proposta pedagógica que associa o cuidar, o brincar e o aprender. As crianças ficam de 7h às 17h na creche, oferecemos cinco refeições e material pedagógico adequado para cada etapa de desenvolvimento", ressaltou a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

De acordo com ela, para avançar ainda mais nas políticas públicas voltadas à Educação, a Prefeitura iniciou, por meio da SME, uma pesquisa para identificar os processos educativos realizados dentro das instituições.

"Buscamos identificar tanto as práticas que serão disseminadas como boas práticas, mas também a necessidade de intervenções, principalmente, em investimento para formação dos professores e também em materiais adequados à proposta pedagógica" explicou.

O trabalho é realizado em parceria com a instituição Avançar e a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal.

Além da secretária Dalila Saldanha, o secretário Municipal de Infraestrutura, Samuel Dias, e outras autoridades municipais participaram da inauguração do CEI no Papicu.

Investimentos e infraestrutura

O equipamento faz parte do Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância) e teve investimento total de R$ 2.061.784,12, sendo R$ 1.150.579,17 oriundos do Município e R$ 911.204,95 repassados pelo Governo Federal. Para equipar a unidade, a Prefeitura investiu mais R$ 60.573,46.

A infraestrutura do CEI é composta de berçário, quatro salas de aula, banheiros com acessibilidade, cozinha, refeitório, despensa, lavanderia com depósito para material de limpeza, fraldário, lactário, secretaria, coordenação, sala de professores, entre outros espaços. O projeto contempla, ainda, brinquedoteca (sala multiuso), área de lazer com playground e solarium.

Ampliação da Rede Municipal

A Educação Infantil é uma área prioritária da gestão municipal. Tanto que, de acordo com o Censo Escolar de 2020, Fortaleza é destaque na área, com a ampliação do número de vagas em 5% em um ano, de 2019 a 2020. O crescimento das capitais brasileiras no mesmo período foi de apenas 2,3%. Assim, conforme o estudo, que é realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Fortaleza é a capital do Nordeste com o maior número de crianças matriculadas na Educação Infantil.

Neste contexto, a expansão da oferta de vagas voltadas à Educação Infantil tem se consolidado uma marca da Educação de Fortaleza. Com a inauguração do novo CEI, a Prefeitura de Fortaleza chega a 268 unidades educacionais, entre equipamentos construídos, reformados, municipalizados e oriundos de parcerias. Além disso, a Capital também possui 151 escolas municipais com turmas de pré-escola.

Em 2021, mais de 55 mil alunos estão regularmente matriculados na Educação Infantil da Rede Municipal. Na etapa creche, são cerca de 23 mil crianças atendidas.