19 de dezembro de 2014 em Saúde

Prefeitura apresenta dados que mostram um aumento de 40% nos atendimentos dos postos da cidade

52 postos de saúde foram reformados e ampliados, e 82 das 93 unidades já funcionam com o novo modelo de atendimento


As informações foram fornecidas durante entrevista coletiva nesta sexta-feira, dia 19 de dezembro (Foto: Igor de Melo)

Durante coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (19/12), na sede da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a secretária Socorro Martins apresentou dados da evolução nos atendimentos dos postos de saúde que já funcionam dentro do novo modelo, com foco na Atenção Primária. Ela destacou que nos últimos dois anos as consultas médicas cresceram cerca de 40%; as de enfermagem, 30%; e os atendimentos odontológicos, 25%; além de obter um incremento de 146% na realização de exames laboratoriais, “graças ao fato dos exames, agora, serem realizados diariamente nos postos de saúde”, ressaltou a gestora.

Com foco no processo de implantação do novo modelo de atenção e assistência nos postos de saúde, Socorro Martins ressaltou que a construção de uma Atenção Primária eficiente consegue suprir grande parte das necessidades da população. “A nossa prioridade está sendo a Atenção Primária. Até agora, foram investidos cerca de R$ 18 milhões nessa estrutura, que contempla, não apenas as reformas e ampliações, mas, também, a mudança no horário de atendimento que, agora, é de 7h às 19h; a inovação tecnológica com o prontuário e pontos eletrônicos; o aumento do número de consultas e exames laboratoriais; a aquisição de equipamentos; assim como a ampliação da cobertura do nosso Programa de Saúde da Família”, comenta.

Outro ponto destacado pela Secretária foi a pesquisa de satisfação que a SMS realiza e acompanha há cerca de um ano, na qual a população avalia os postos de saúde considerando o atendimento, a assistência e o sistema operacional, a apartir dos seguintes critérios: núcleo de atendimento ao cliente, laboratório, farmácia, serviço médico, enfermagem, odontologia, vacina, higiene, segurança e infraestrutura. Socorro Martins explica que a pesquisa de satisfação monitorada fornece dados que auxiliam a SMS na condução das melhorias feitas nos postos de saúde: “o estudo nos apresenta uma visão da satisfação dos nossos usuários e se constitui como um ferramenta importante para a gestão. A pesquisa é qualitativa, realizada, presencialmente, com uma parcela da nossa população. De forma geral, temos 70% de aprovação. Claro que o índice se diferencia um pouco se considerarmos as unidades individualmente mas, por exemplo, o posto de saúde Anísio Teixeira da Regional VI foi elogiado em todos os quesitos”, esclarece.

Na oportunidade, a Secretária enfatizou que em dois anos a Prefeitura Municipal de Fortaleza reformou/ampliou 52 postos de saúde; construiu um posto de saúde e três Unidades de Pronto Atendimento (UPAS); e incrementou a Atenção Primária com cerca de 200 médicos provenientes dos programas “Mais Médicos” e “Provab”, do Governo Federal.

Após expor o panorama da Atenção Primária em Fortaleza, Socorro Martins falou sobre as perspectivas da Saúde para 2015. “Até janeiro de 2015, entregaremos mais três postos de saúde reformados, totalizando 55 unidades. No próximo ano, vamos concluir as reformas e ampliações que faltam - cerca de sete - e também terminar a construção de mais 22 postos de saúde. Entregaremos mais três UPAS, totalizando as seis que o Prefeito se comprometeu. Fora isso, estamos com o projeto da reestruturação da Atenção Especializada pronto para ser apresentado e concluímos o processo licitatório da primeira policlínica. Temos muito trabalho a fazer e continuaremos com a consultoria de um dos mais capacitados especialistas em saúde pública do Brasil, Dr. Eugênio Vilaça, juntamente com a sua equipe, que nos avalia e nos acompanha no desenvolvimento de todo esse processo”, finaliza.

Desde o início da atual administração, houve a reforma e ampliação de 52 postos de saúde e 82 dos 92 postos já estão funcionando com o novo modelo de atendimento, de 7h às 19h, com realização e entrega de exames laboratoriais, informatização dos serviços, prontuário eletrônico, atendimento odontológico ampliado e mais de 200 novos médicos integrados ao sistema. “Tudo isso possibilitou a ampliação do atendimento e uma maior procura pelos fortalezenses, que estão retomando a confiança na rede de atenção básica de Fortaleza”, afirmou Socorro Martins.

Clique aqui para ver os dados em tabela.

Prefeitura apresenta dados que mostram um aumento de 40% nos atendimentos dos postos da cidade

52 postos de saúde foram reformados e ampliados, e 82 das 93 unidades já funcionam com o novo modelo de atendimento

As informações foram fornecidas durante entrevista coletiva nesta sexta-feira, dia 19 de dezembro (Foto: Igor de Melo)

Durante coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (19/12), na sede da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a secretária Socorro Martins apresentou dados da evolução nos atendimentos dos postos de saúde que já funcionam dentro do novo modelo, com foco na Atenção Primária. Ela destacou que nos últimos dois anos as consultas médicas cresceram cerca de 40%; as de enfermagem, 30%; e os atendimentos odontológicos, 25%; além de obter um incremento de 146% na realização de exames laboratoriais, “graças ao fato dos exames, agora, serem realizados diariamente nos postos de saúde”, ressaltou a gestora.

Com foco no processo de implantação do novo modelo de atenção e assistência nos postos de saúde, Socorro Martins ressaltou que a construção de uma Atenção Primária eficiente consegue suprir grande parte das necessidades da população. “A nossa prioridade está sendo a Atenção Primária. Até agora, foram investidos cerca de R$ 18 milhões nessa estrutura, que contempla, não apenas as reformas e ampliações, mas, também, a mudança no horário de atendimento que, agora, é de 7h às 19h; a inovação tecnológica com o prontuário e pontos eletrônicos; o aumento do número de consultas e exames laboratoriais; a aquisição de equipamentos; assim como a ampliação da cobertura do nosso Programa de Saúde da Família”, comenta.

Outro ponto destacado pela Secretária foi a pesquisa de satisfação que a SMS realiza e acompanha há cerca de um ano, na qual a população avalia os postos de saúde considerando o atendimento, a assistência e o sistema operacional, a apartir dos seguintes critérios: núcleo de atendimento ao cliente, laboratório, farmácia, serviço médico, enfermagem, odontologia, vacina, higiene, segurança e infraestrutura. Socorro Martins explica que a pesquisa de satisfação monitorada fornece dados que auxiliam a SMS na condução das melhorias feitas nos postos de saúde: “o estudo nos apresenta uma visão da satisfação dos nossos usuários e se constitui como um ferramenta importante para a gestão. A pesquisa é qualitativa, realizada, presencialmente, com uma parcela da nossa população. De forma geral, temos 70% de aprovação. Claro que o índice se diferencia um pouco se considerarmos as unidades individualmente mas, por exemplo, o posto de saúde Anísio Teixeira da Regional VI foi elogiado em todos os quesitos”, esclarece.

Na oportunidade, a Secretária enfatizou que em dois anos a Prefeitura Municipal de Fortaleza reformou/ampliou 52 postos de saúde; construiu um posto de saúde e três Unidades de Pronto Atendimento (UPAS); e incrementou a Atenção Primária com cerca de 200 médicos provenientes dos programas “Mais Médicos” e “Provab”, do Governo Federal.

Após expor o panorama da Atenção Primária em Fortaleza, Socorro Martins falou sobre as perspectivas da Saúde para 2015. “Até janeiro de 2015, entregaremos mais três postos de saúde reformados, totalizando 55 unidades. No próximo ano, vamos concluir as reformas e ampliações que faltam - cerca de sete - e também terminar a construção de mais 22 postos de saúde. Entregaremos mais três UPAS, totalizando as seis que o Prefeito se comprometeu. Fora isso, estamos com o projeto da reestruturação da Atenção Especializada pronto para ser apresentado e concluímos o processo licitatório da primeira policlínica. Temos muito trabalho a fazer e continuaremos com a consultoria de um dos mais capacitados especialistas em saúde pública do Brasil, Dr. Eugênio Vilaça, juntamente com a sua equipe, que nos avalia e nos acompanha no desenvolvimento de todo esse processo”, finaliza.

Desde o início da atual administração, houve a reforma e ampliação de 52 postos de saúde e 82 dos 92 postos já estão funcionando com o novo modelo de atendimento, de 7h às 19h, com realização e entrega de exames laboratoriais, informatização dos serviços, prontuário eletrônico, atendimento odontológico ampliado e mais de 200 novos médicos integrados ao sistema. “Tudo isso possibilitou a ampliação do atendimento e uma maior procura pelos fortalezenses, que estão retomando a confiança na rede de atenção básica de Fortaleza”, afirmou Socorro Martins.

Clique aqui para ver os dados em tabela.