20 de julho de 2017 em Mobilidade

Prefeitura de Fortaleza divulga andamento das obras na Av. Aguanambi

Intervenção tem previsão de inauguração em janeiro de 2018


Aguanambi
A avenida será totalmente requalificada, com calçada padronizada, novas pistas de tráfego e outras melhorias (Foto: Marcos Moura)
Durante visita às obras de requalificação da Av. Aguanambi, na manhã desta quinta-feira (20/07), a secretária de Infraestrutura do Município, Manuela Nogueira, divulgou o andamento das intervenções na via. A ação beneficiará diretamente fortalezenses, que contarão com um novo corredor exclusivo para ônibus em canteiro central, fazendo a ligação entre Messejana e o Centro da Capital, além de outras novidades.

“Toda a parte enterrada da obra, drenagem, fundação e canteiros central, será finalizada até meados de agosto. A partir daí, continuaremos fazendo o que a população já pode ver em alguns trechos, que é a implantação do pavimento rígido do ônibus, do asfalto para os carros, execução de alguns pontos de calçadas, onde será possível ver algumas estruturas de estações centrais de ônibus. Nesta etapa, já teremos ideia de como será a nova Aguanambi, que será entregue em janeiro de 2018”, afirmou a gestora.

A população pode esperar uma avenida totalmente nova e requalificada, com calçada padronizada, novas pistas de tráfego, iluminação, paradas de ônibus nos canteiros centrais, faixa exclusiva de ônibus, ciclofaixa, piso podotátil, paisagismo. Outra novidade será uma pista de skate para a juventude, nas proximidades da Praça Manuel Dias Branco. Esta praça e a do Jornal O Povo serão requalificadas, ampliando o acesso e possibilidades de entretenimento aos fortalezenses.

As obras na avenida seguem de acordo com o cronograma estabelecido. Atualmente, o viaduto tem 98% dos trabalhos concluídos; a passarela, 97%; e a construção da galeria principal, 95%. A obra, como um todo, já está com 35% da execução concluída.

Durante a primeira quinzena de agosto, serão realizadas a pavimentação rígida no Corredor Expresso, a requalificação asfáltica da via e do canal, como também a construção das lajes para as estações de ônibus do trecho entre as ruas Soriano Albuquerque e Coronel Solón, no sentido Messejana – Centro. Após estes serviços, mais uma etapa da obra estará concluída.

A mesma parte, no sentido contrário, passará por interdições parciais das faixas de trânsito, para possibilitar a implantação do pavimento rígido e da requalificação do asfalto, o que não deve alterar a configuração do desvio principal, no fim de agosto.

Até setembro serão finalizadas as obras de reconstrução do canal, entre a Rua Soriano Albuquerque e o viaduto da Av. 13 de Maio, bem como as lajes localizadas nas ruas Coronel Sólon e Padre Matos Serra.

Para Maria Nair da Costa, que passa todos os dias pela região, a nova avenida só trará benefícios. “A obra está acontecendo muito rapidamente. Vai trazer muitas melhorias para gente. O transporte vai chegar mais rápido, vai ficar muito bonita e organizada, vai ficar linda. Antes, estava muito ruim aqui, era feio, sujo, quando chovia enchia de água, tinha muito trânsito, com a entrega tudo vai mudar”, disse.

Histórico
Orçada em R$ 95 milhões, com o viaduto e passarela liberados em março deste ano, as obras foram iniciadas em fevereiro de 2016 e fazem parte do corredor expresso Messejana/Centro, que prevê diversas intervenções na região, como a requalificação viária da Avenida Aguanambi, com a implantação de um novo sistema de drenagem, calçadas, quatro quilômetros de ciclovia, instalação de oito estações de ônibus junto ao canteiro central, além da urbanização e reforma de duas praças e da rotatória existente sob o novo viaduto. A segunda etapa da obra, que prevê a ampliação de urbanização da Av. Aguanambi, possui conclusão prevista para janeiro de 2018.

Quando concluídas as obras na Aguanambi, Fortaleza ganhará seu terceiro corredor expresso de ônibus. O sistema irá garantir a redução do tempo de viagem dos coletivos, principalmente na Av. Aguanambi, por onde trafegam 71 mil veículos por dia, além de 37 linhas de ônibus, com fluxo diário de 198 mil passageiros.

Prefeitura de Fortaleza divulga andamento das obras na Av. Aguanambi

Intervenção tem previsão de inauguração em janeiro de 2018

Aguanambi
A avenida será totalmente requalificada, com calçada padronizada, novas pistas de tráfego e outras melhorias (Foto: Marcos Moura)
Durante visita às obras de requalificação da Av. Aguanambi, na manhã desta quinta-feira (20/07), a secretária de Infraestrutura do Município, Manuela Nogueira, divulgou o andamento das intervenções na via. A ação beneficiará diretamente fortalezenses, que contarão com um novo corredor exclusivo para ônibus em canteiro central, fazendo a ligação entre Messejana e o Centro da Capital, além de outras novidades.

“Toda a parte enterrada da obra, drenagem, fundação e canteiros central, será finalizada até meados de agosto. A partir daí, continuaremos fazendo o que a população já pode ver em alguns trechos, que é a implantação do pavimento rígido do ônibus, do asfalto para os carros, execução de alguns pontos de calçadas, onde será possível ver algumas estruturas de estações centrais de ônibus. Nesta etapa, já teremos ideia de como será a nova Aguanambi, que será entregue em janeiro de 2018”, afirmou a gestora.

A população pode esperar uma avenida totalmente nova e requalificada, com calçada padronizada, novas pistas de tráfego, iluminação, paradas de ônibus nos canteiros centrais, faixa exclusiva de ônibus, ciclofaixa, piso podotátil, paisagismo. Outra novidade será uma pista de skate para a juventude, nas proximidades da Praça Manuel Dias Branco. Esta praça e a do Jornal O Povo serão requalificadas, ampliando o acesso e possibilidades de entretenimento aos fortalezenses.

As obras na avenida seguem de acordo com o cronograma estabelecido. Atualmente, o viaduto tem 98% dos trabalhos concluídos; a passarela, 97%; e a construção da galeria principal, 95%. A obra, como um todo, já está com 35% da execução concluída.

Durante a primeira quinzena de agosto, serão realizadas a pavimentação rígida no Corredor Expresso, a requalificação asfáltica da via e do canal, como também a construção das lajes para as estações de ônibus do trecho entre as ruas Soriano Albuquerque e Coronel Solón, no sentido Messejana – Centro. Após estes serviços, mais uma etapa da obra estará concluída.

A mesma parte, no sentido contrário, passará por interdições parciais das faixas de trânsito, para possibilitar a implantação do pavimento rígido e da requalificação do asfalto, o que não deve alterar a configuração do desvio principal, no fim de agosto.

Até setembro serão finalizadas as obras de reconstrução do canal, entre a Rua Soriano Albuquerque e o viaduto da Av. 13 de Maio, bem como as lajes localizadas nas ruas Coronel Sólon e Padre Matos Serra.

Para Maria Nair da Costa, que passa todos os dias pela região, a nova avenida só trará benefícios. “A obra está acontecendo muito rapidamente. Vai trazer muitas melhorias para gente. O transporte vai chegar mais rápido, vai ficar muito bonita e organizada, vai ficar linda. Antes, estava muito ruim aqui, era feio, sujo, quando chovia enchia de água, tinha muito trânsito, com a entrega tudo vai mudar”, disse.

Histórico
Orçada em R$ 95 milhões, com o viaduto e passarela liberados em março deste ano, as obras foram iniciadas em fevereiro de 2016 e fazem parte do corredor expresso Messejana/Centro, que prevê diversas intervenções na região, como a requalificação viária da Avenida Aguanambi, com a implantação de um novo sistema de drenagem, calçadas, quatro quilômetros de ciclovia, instalação de oito estações de ônibus junto ao canteiro central, além da urbanização e reforma de duas praças e da rotatória existente sob o novo viaduto. A segunda etapa da obra, que prevê a ampliação de urbanização da Av. Aguanambi, possui conclusão prevista para janeiro de 2018.

Quando concluídas as obras na Aguanambi, Fortaleza ganhará seu terceiro corredor expresso de ônibus. O sistema irá garantir a redução do tempo de viagem dos coletivos, principalmente na Av. Aguanambi, por onde trafegam 71 mil veículos por dia, além de 37 linhas de ônibus, com fluxo diário de 198 mil passageiros.