06 de dezembro de 2018 em Saúde

Prefeitura de Fortaleza encerra II Mostra de Saúde de Fortaleza

Atividade promove difusão de práticas vitoriosas na Atenção Primária de Saúde


Mostra
Dividido em dois dias, o evento contou com a apresentação dos 30 melhores trabalhos desenvolvidos no atendimento primário (Foto: Marcos Moura)
A Prefeitura de Fortaleza encerrou a II Mostra de Saúde de Fortaleza - Do hightech ao hightouch, inovar é possível, na tarde desta quinta-feira (06/12), no auditório da Escola de Saúde Pública do Ceará. O evento teve como objetivo compartilhar as melhores práticas da atenção básica de Saúde, com o intuito de fortalecer a área.

A Olimpíada da Saúde premiou em duas modalidades: Área Técnica de Gestão e Práticas nos Territórios. Na Área Técnica, a medalha de ouro foi para as "Estratégias de Divulgação para Mudanças da Notificação dos Casos de Sífilis". Como prática vencedora nos territórios, a comissão científica da Mostra elegeu o Uso de Práticas Integrativas Complementares de Saúde e Ferramenta de Coaching na Saúde Mental", experiência que vem sendo desenvolvida pela equipe de saúde da Regional VI.

“Aqui, estão sendo apresentados projetos inovadores, de alta tecnologia ou baixa, mas que tem resultados concretos, que fazem grande diferença na vida de fortalezenses. O objetivo é compartilhar práticas de sucesso para influenciar e estimular a melhoria dos serviços para toda a população”, afirmou Ana Maria Cavalcante, coordenadora de Políticas e Organização das Redes de Atenção à Saúde (Copas).

Dividido em dois dias, o evento contou com a apresentação dos 30 melhores trabalhos desenvolvidos no atendimento primário, sendo 15 das áreas do território e outros 15 de áreas técnicas.

Ações da Atenção Básica para a Redução da Mortalidade Materna, Identificação da Tuberculose, Saúde Inclusiva, Adolescência e Saúde Mental e Hanseníase estiveram entre os termas abordados nesta quinta-feira. No fim das apresentações, os três melhores trabalhos em cada segmentação foram escolhidos e receberam premiações como forma de qualificar os serviços prestados à população.

Vencedor da primeira versão da I Mostra, Marcos Paiva, coordenador da área técnica de DST, Aids e Cargas Virais Municipal, contou as expectativas em relação as apresentações. “No ano passado, mostramos que, através de ações focadas para a população, poderíamos alcançar resultados muito bons, se trabalhássemos com o nosso corpo profissional dando orientações adequadas. Neste ano, voltamos com um trabalho diferente, o Fique Sabendo Jovem”, disse.

Meg Saraiva, coordenadora Regional de Saúde da Regional VI, lembrou dos ganhos advindos com o evento. “Essas Mostras são importantíssimas. Estamos em em momento de integração municipal. Já tivemos as mostras regionais, onde foram apresentados os trabalhos realizados nas unidades de Saúde no nosso território, e selecionamos os melhores para trazer para cá. Esse momento permite compartilhar experiências exitosas, de ver maneiras diferentes e criativas de enfrentar os mesmos problemas, enriquecendo o trabalho de todos e o serviço na ponta”, declarou

A II Mostra de Saúde de Fortaleza possibilitou a difusão de ações entre as diversas esferas de atuação da saúde primária como forma de fortalecer os trabalhos desenvolvidos pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da difusão de práticas vitoriosas. Mais de 720 colaboradores participaram dos dois dias de eventos, enriquecendo o momento.

Prefeitura de Fortaleza encerra II Mostra de Saúde de Fortaleza

Atividade promove difusão de práticas vitoriosas na Atenção Primária de Saúde

Mostra
Dividido em dois dias, o evento contou com a apresentação dos 30 melhores trabalhos desenvolvidos no atendimento primário (Foto: Marcos Moura)
A Prefeitura de Fortaleza encerrou a II Mostra de Saúde de Fortaleza - Do hightech ao hightouch, inovar é possível, na tarde desta quinta-feira (06/12), no auditório da Escola de Saúde Pública do Ceará. O evento teve como objetivo compartilhar as melhores práticas da atenção básica de Saúde, com o intuito de fortalecer a área.

A Olimpíada da Saúde premiou em duas modalidades: Área Técnica de Gestão e Práticas nos Territórios. Na Área Técnica, a medalha de ouro foi para as "Estratégias de Divulgação para Mudanças da Notificação dos Casos de Sífilis". Como prática vencedora nos territórios, a comissão científica da Mostra elegeu o Uso de Práticas Integrativas Complementares de Saúde e Ferramenta de Coaching na Saúde Mental", experiência que vem sendo desenvolvida pela equipe de saúde da Regional VI.

“Aqui, estão sendo apresentados projetos inovadores, de alta tecnologia ou baixa, mas que tem resultados concretos, que fazem grande diferença na vida de fortalezenses. O objetivo é compartilhar práticas de sucesso para influenciar e estimular a melhoria dos serviços para toda a população”, afirmou Ana Maria Cavalcante, coordenadora de Políticas e Organização das Redes de Atenção à Saúde (Copas).

Dividido em dois dias, o evento contou com a apresentação dos 30 melhores trabalhos desenvolvidos no atendimento primário, sendo 15 das áreas do território e outros 15 de áreas técnicas.

Ações da Atenção Básica para a Redução da Mortalidade Materna, Identificação da Tuberculose, Saúde Inclusiva, Adolescência e Saúde Mental e Hanseníase estiveram entre os termas abordados nesta quinta-feira. No fim das apresentações, os três melhores trabalhos em cada segmentação foram escolhidos e receberam premiações como forma de qualificar os serviços prestados à população.

Vencedor da primeira versão da I Mostra, Marcos Paiva, coordenador da área técnica de DST, Aids e Cargas Virais Municipal, contou as expectativas em relação as apresentações. “No ano passado, mostramos que, através de ações focadas para a população, poderíamos alcançar resultados muito bons, se trabalhássemos com o nosso corpo profissional dando orientações adequadas. Neste ano, voltamos com um trabalho diferente, o Fique Sabendo Jovem”, disse.

Meg Saraiva, coordenadora Regional de Saúde da Regional VI, lembrou dos ganhos advindos com o evento. “Essas Mostras são importantíssimas. Estamos em em momento de integração municipal. Já tivemos as mostras regionais, onde foram apresentados os trabalhos realizados nas unidades de Saúde no nosso território, e selecionamos os melhores para trazer para cá. Esse momento permite compartilhar experiências exitosas, de ver maneiras diferentes e criativas de enfrentar os mesmos problemas, enriquecendo o trabalho de todos e o serviço na ponta”, declarou

A II Mostra de Saúde de Fortaleza possibilitou a difusão de ações entre as diversas esferas de atuação da saúde primária como forma de fortalecer os trabalhos desenvolvidos pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da difusão de práticas vitoriosas. Mais de 720 colaboradores participaram dos dois dias de eventos, enriquecendo o momento.