30 de setembro de 2021 em Segurança Cidadã

Prefeitura de Fortaleza entrega Célula de Proteção Comunitária no José Walter

Esta é quinta Célula implantada pela gestão do prefeito José Sarto


prefeito sarto observa as telas de videomonitoramento dentro da célula de segurança
A nova torre dispõe de drone e telas de videomonitoramento com acesso a 36 câmeras com visão 360 graus (Foto: Marcos Moura)

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, entregou, na manhã desta quinta-feira (30/09), a Célula de Proteção Comunitária do José Walter, localizada na avenida João de Oliveira Lima. A nova torre dispõe de drone e telas de videomonitoramento com acesso a 36 câmeras com visão 360 graus, instaladas em pontos estratégicos na região. Esta é a quinta Célula implantada pela atual gestão.

"As câmeras dessa torre têm também uma função muito importante, que é aproximar com um zoom potente. É um equipamento, sem dúvida, que reforça a nossa segurança e combate a violência, reduzindo casos de furto e violência contra a pessoa", ressaltou o prefeito.

Sarto reforçou, ainda, que as ações da Prefeitura de incentivo à Educação são parte da estratégia de prevenção à violência em Fortaleza. Antes de se encaminhar para a entrega da Célula de Proteção Comunitária, o prefeito inaugurou um Centro de Educação Infantil, também no José Walter, na manhã desta quinta-feira (30/09).

"Há pouco, entreguei um Centro de Educação Infantil aqui no José Walter, porque trabalhamos nas duas frentes, que é combater a violência, função dessa Célula implantada aqui, e prevenir a violência, que é também o que fazemos no CEI, um equipamento de educação para atender quase 200 famílias, dando oportunidade de desenvolvimento para essas crianças", salientou.

Outros quatro equipamentos de segurança foram entregues este ano, por meio do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU), e estão localizados no Vicente Pinzón, na Praia de Iracema, na avenida Beira-Mar, em frente ao Hotel Luzeiros e no centro da Cidade na Praça da Lagoinha.

Fortaleza conta com outras 14 Células de Proteção Comunitária, localizadas no Jangurussu, Vila Velha, Canindezinho, Barra do Ceará, Goiabeiras, Caça e Pesca, Bonsucesso, Comunidade Pôr do Sol (Messejana), Pan Americano, Mondubim, Vicente Pinzón, avenida Beira-Mar, na Praia de Iracema e no Centro (na Praça da Lagoinha).

A escolha das áreas para instalação dos equipamentos é feita com base em estatísticas criminais, explicou o coronel Eduardo Holanda, titular da Secretaria Municipal de Segurança Cidadã (Sesec).

"Instalamos as torres sempre em locais onde as estatísticas revelam uma mancha criminal, e também levamos em consideração o fluxo de pessoas. É importante instalar esses equipamentos onde a comunidade precise desse aporte melhor e maior de segurança, para que as pessoas possam ter aquela sensação, necessária, de viver em tranquilidade", frisou.

O que já tem sido percebido pelo casal Auricelia de Oliveira e Hudson Pontes, que vive há 30 anos no bairro. "Já mudou bastante, antigamente, a gente botava nossa barraquinha de comida ali, mas ficava sempre com medo, às vezes, acontecia arrastão. Fazia muito tempo que a gente precisava de um equipamento desse, porque os bandidos até temem vir pra cá", disse Auricelia, comemorando a novidade. A torre instalada fica na praça em frente à residência do casal.

A Prefeitura prevê inaugurar, até o segundo semestre do próximo ano, mais três células, nos bairros Jacarecanga, Varjota e Serviluz.

O Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU) visa ao enfrentamento das questões de violência e da insegurança pela ótica da prevenção, unindo técnicas preditivas e ostensivas por meio da vigilância eletrônica 24 horas por dia e do patrulhamento em motocicletas e viaturas. Toda área assistida pela Célula de Proteção Comunitária conta também com auxílio de drones.

Prefeitura de Fortaleza entrega Célula de Proteção Comunitária no José Walter

Esta é quinta Célula implantada pela gestão do prefeito José Sarto

prefeito sarto observa as telas de videomonitoramento dentro da célula de segurança
A nova torre dispõe de drone e telas de videomonitoramento com acesso a 36 câmeras com visão 360 graus (Foto: Marcos Moura)

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, entregou, na manhã desta quinta-feira (30/09), a Célula de Proteção Comunitária do José Walter, localizada na avenida João de Oliveira Lima. A nova torre dispõe de drone e telas de videomonitoramento com acesso a 36 câmeras com visão 360 graus, instaladas em pontos estratégicos na região. Esta é a quinta Célula implantada pela atual gestão.

"As câmeras dessa torre têm também uma função muito importante, que é aproximar com um zoom potente. É um equipamento, sem dúvida, que reforça a nossa segurança e combate a violência, reduzindo casos de furto e violência contra a pessoa", ressaltou o prefeito.

Sarto reforçou, ainda, que as ações da Prefeitura de incentivo à Educação são parte da estratégia de prevenção à violência em Fortaleza. Antes de se encaminhar para a entrega da Célula de Proteção Comunitária, o prefeito inaugurou um Centro de Educação Infantil, também no José Walter, na manhã desta quinta-feira (30/09).

"Há pouco, entreguei um Centro de Educação Infantil aqui no José Walter, porque trabalhamos nas duas frentes, que é combater a violência, função dessa Célula implantada aqui, e prevenir a violência, que é também o que fazemos no CEI, um equipamento de educação para atender quase 200 famílias, dando oportunidade de desenvolvimento para essas crianças", salientou.

Outros quatro equipamentos de segurança foram entregues este ano, por meio do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU), e estão localizados no Vicente Pinzón, na Praia de Iracema, na avenida Beira-Mar, em frente ao Hotel Luzeiros e no centro da Cidade na Praça da Lagoinha.

Fortaleza conta com outras 14 Células de Proteção Comunitária, localizadas no Jangurussu, Vila Velha, Canindezinho, Barra do Ceará, Goiabeiras, Caça e Pesca, Bonsucesso, Comunidade Pôr do Sol (Messejana), Pan Americano, Mondubim, Vicente Pinzón, avenida Beira-Mar, na Praia de Iracema e no Centro (na Praça da Lagoinha).

A escolha das áreas para instalação dos equipamentos é feita com base em estatísticas criminais, explicou o coronel Eduardo Holanda, titular da Secretaria Municipal de Segurança Cidadã (Sesec).

"Instalamos as torres sempre em locais onde as estatísticas revelam uma mancha criminal, e também levamos em consideração o fluxo de pessoas. É importante instalar esses equipamentos onde a comunidade precise desse aporte melhor e maior de segurança, para que as pessoas possam ter aquela sensação, necessária, de viver em tranquilidade", frisou.

O que já tem sido percebido pelo casal Auricelia de Oliveira e Hudson Pontes, que vive há 30 anos no bairro. "Já mudou bastante, antigamente, a gente botava nossa barraquinha de comida ali, mas ficava sempre com medo, às vezes, acontecia arrastão. Fazia muito tempo que a gente precisava de um equipamento desse, porque os bandidos até temem vir pra cá", disse Auricelia, comemorando a novidade. A torre instalada fica na praça em frente à residência do casal.

A Prefeitura prevê inaugurar, até o segundo semestre do próximo ano, mais três células, nos bairros Jacarecanga, Varjota e Serviluz.

O Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU) visa ao enfrentamento das questões de violência e da insegurança pela ótica da prevenção, unindo técnicas preditivas e ostensivas por meio da vigilância eletrônica 24 horas por dia e do patrulhamento em motocicletas e viaturas. Toda área assistida pela Célula de Proteção Comunitária conta também com auxílio de drones.