12 de maio de 2018 em Mobilidade

Prefeitura de Fortaleza entrega nova Avenida na Regional VI

Via inaugurada neste sábado (12/05) interliga os bairros Jardim das Oliveiras e Luciano Cavalcante


prefeito roberto cláudia anda de bicicleta
A abertura da nova via cria um canal alternativo à Av. Washington Soares

O prefeito Roberto Cláudio inaugurou, na manhã deste sábado (12/5), a nova Avenida Léa Pompeu, totalmente urbanizada e requalificada. A via é um prolongamento da Av. Bolivar Pinto Bandeira, interligando os bairros Jardim das Oliveiras e Luciano Cavalcante. A obra faz parte da Operação Urbana Consorciada (OUC) Sítio Tunga, resultado de parceria público-privada firmada com a FCM Comercial Ltda, a WR Engenharia e Brookfield MB Empreendimentos Imobiliários.

A intervenção proporciona alternativas de tráfego, facilitando acesso a diversos bairros das Regionais II e VI. No local, foram realizados vários serviços: abertura de via, aplicação de asfalto, sinalização de trânsito vertical e horizontal, ciclofaixa bidirecional, canteiro central, nova iluminação, passeio, paisagismo e drenagem. “Esta avenida que estamos inaugurando representa a primeira etapa da Operação Urbana Consorciada que terá um investimento total de R$ 6 milhões”, informou o Prefeito.

A abertura da nova via cria um canal alternativo à Av. Washington Soares. Para complementar o acesso e a circulação naquela área, o Roberto Cláudio anunciou que até o fim do ano, a Prefeitura implantará o binário entre a Av. José Leon e a Rua Vereador Pedro Paulo, no Jardim das Oliveiras. “Haverá toda requalificação do polo gastronômico localizado na Av. Edilson Brasil Soares”.

Operação Urbana

A segunda fase da Operação Urbana Consorciada compreende a construção de uma praça-parque com 42 mil metros quadrados de área. “Já iniciaremos a obra de imediato. Será o primeiro Parque da Longevidade da cidade de Fortaleza”, destaca o Gestor. O espaço será adaptado para servir a população da terceira idade, com serviços específicos, tais como equipamentos de ginástica, piso acessível, dentre outros benefícios.
A previsão do prefeito Roberto Claudio é que o espaço seja entregue no primeiro semestre do próximo ano. “Essa obra é importante porque contempla o meio ambiente, a mobilidade e, principalmente, as necessidades da comunidade. Será um parque para as crianças e toda família”, reforçou o Prefeito. O projeto contemplará também a instalação de um Ecoponto.

Dentro do convênio da OUC, as empresas têm a responsabilidade, além de construir a via, de implantar, na cidade, habitações de caráter social; de viabilizar um parque público municipal, gerando um ganho de área verde para Fortaleza e de incrementar a ocupação ordenada do espaço urbano local, integrante da Zona de Ocupação Moderada (ZOM 1), por meio da construção de empreendimento imobiliário.

Já a Prefeitura é responsável por adequar o parâmetro urbanístico do local, permitindo a construção de um empreendimento que contará com unidades familiares, comerciais e de serviços. “Fortaleza é a cidade que possui mais operação urbana consorciada no Brasil. Trata-se de instrumento onde o poder público faz a cidade junto com as pessoas, junto com a iniciativa privada, com seus os moradores”, ressaltou Águeda Muniz, titular da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma).

Fortaleza já conta com OUCs importantes e que estão consolidadas, a exemplo da criação do Parque Otacílio Teixeira Lima Neto (Parque do Riacho Maceió), uma área de mais de 22 mil metros quadrados que foi completamente recuperada; e do entorno da Lagoa do Papicu, onde foram realizadas obras de mobilidade urbana, requalificação do recurso hídrico, drenagem e a implantação da praça Estrigas e Nice.

Prefeitura de Fortaleza entrega nova Avenida na Regional VI

Via inaugurada neste sábado (12/05) interliga os bairros Jardim das Oliveiras e Luciano Cavalcante

prefeito roberto cláudia anda de bicicleta
A abertura da nova via cria um canal alternativo à Av. Washington Soares

O prefeito Roberto Cláudio inaugurou, na manhã deste sábado (12/5), a nova Avenida Léa Pompeu, totalmente urbanizada e requalificada. A via é um prolongamento da Av. Bolivar Pinto Bandeira, interligando os bairros Jardim das Oliveiras e Luciano Cavalcante. A obra faz parte da Operação Urbana Consorciada (OUC) Sítio Tunga, resultado de parceria público-privada firmada com a FCM Comercial Ltda, a WR Engenharia e Brookfield MB Empreendimentos Imobiliários.

A intervenção proporciona alternativas de tráfego, facilitando acesso a diversos bairros das Regionais II e VI. No local, foram realizados vários serviços: abertura de via, aplicação de asfalto, sinalização de trânsito vertical e horizontal, ciclofaixa bidirecional, canteiro central, nova iluminação, passeio, paisagismo e drenagem. “Esta avenida que estamos inaugurando representa a primeira etapa da Operação Urbana Consorciada que terá um investimento total de R$ 6 milhões”, informou o Prefeito.

A abertura da nova via cria um canal alternativo à Av. Washington Soares. Para complementar o acesso e a circulação naquela área, o Roberto Cláudio anunciou que até o fim do ano, a Prefeitura implantará o binário entre a Av. José Leon e a Rua Vereador Pedro Paulo, no Jardim das Oliveiras. “Haverá toda requalificação do polo gastronômico localizado na Av. Edilson Brasil Soares”.

Operação Urbana

A segunda fase da Operação Urbana Consorciada compreende a construção de uma praça-parque com 42 mil metros quadrados de área. “Já iniciaremos a obra de imediato. Será o primeiro Parque da Longevidade da cidade de Fortaleza”, destaca o Gestor. O espaço será adaptado para servir a população da terceira idade, com serviços específicos, tais como equipamentos de ginástica, piso acessível, dentre outros benefícios.
A previsão do prefeito Roberto Claudio é que o espaço seja entregue no primeiro semestre do próximo ano. “Essa obra é importante porque contempla o meio ambiente, a mobilidade e, principalmente, as necessidades da comunidade. Será um parque para as crianças e toda família”, reforçou o Prefeito. O projeto contemplará também a instalação de um Ecoponto.

Dentro do convênio da OUC, as empresas têm a responsabilidade, além de construir a via, de implantar, na cidade, habitações de caráter social; de viabilizar um parque público municipal, gerando um ganho de área verde para Fortaleza e de incrementar a ocupação ordenada do espaço urbano local, integrante da Zona de Ocupação Moderada (ZOM 1), por meio da construção de empreendimento imobiliário.

Já a Prefeitura é responsável por adequar o parâmetro urbanístico do local, permitindo a construção de um empreendimento que contará com unidades familiares, comerciais e de serviços. “Fortaleza é a cidade que possui mais operação urbana consorciada no Brasil. Trata-se de instrumento onde o poder público faz a cidade junto com as pessoas, junto com a iniciativa privada, com seus os moradores”, ressaltou Águeda Muniz, titular da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma).

Fortaleza já conta com OUCs importantes e que estão consolidadas, a exemplo da criação do Parque Otacílio Teixeira Lima Neto (Parque do Riacho Maceió), uma área de mais de 22 mil metros quadrados que foi completamente recuperada; e do entorno da Lagoa do Papicu, onde foram realizadas obras de mobilidade urbana, requalificação do recurso hídrico, drenagem e a implantação da praça Estrigas e Nice.