14 de outubro de 2019 em Saúde

Prefeitura de Fortaleza firma convênio para implantação de equipes de saúde na Universidade Federal do Ceará

Quatro equipes da Estratégia Saúde da Família vão reforçar as que já existem na Coordenadoria de Desenvolvimento Familiar da UFC


Prefeito e reitor em pé segurando documento ao lado de outras pessoas em pé posando para foto
O convênio vai garantir atendimento a 12 mil pessoas do bairro Planalto Pici

A Prefeitura de Fortaleza assinou na manhã desta segunda-feira (14/10), por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Termo de Acordo de Cooperação Técnica para implantação de quatro equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF), que vão passar a atender na Coordenadoria de Desenvolvimento Familiar (CDFAM) da Universidade Federal do Ceará (UFC). O convênio vai garantir atendimento a 12 mil pessoas do bairro Planalto Pici.

"O posto vai ter uma dupla importância. Importância assistencial porque vai atender uma área de grande vulnerabilidade social e dar também mais possibilidade de formação profissional aos alunos da universidade", ressaltou Roberto Cláudio.

Ouça áudio do prefeito Roberto Cláudio:

A população poderá ser atendida por médicos, enfermeiros, dentistas, farmacêuticos, técnicos e auxiliares de enfermagem, além de agentes comunitários de saúde e de endemias. Para a secretária da Saúde, Joana Maciel, a ESF fará o complemento do atendimento que já existe. "O CDFAM atende, particularmente, às áreas de fisioterapia e odontologia, e a Estratégia Saúde da Família faz um atendimento com uma equipe bem mais ampliada. E é isso que queremos. Unir os esforços do Município com a academia, atrelar saúde a ensino e pesquisa, o que só vem para melhorar a qualidade no atendimento à nossa população. Colocaremos quatro equipes nossas dentro do CDFAM para melhorar o acesso da comunidade e estamos muito felizes com mais essa parceria", disse.

Ainda segundo a Secretária, todos os serviços que são oferecidos em qualquer um dos Postos de Saúde serão encontrados lá também. "Desde a imunização, prevenção de câncer ginecológico, às ações de educação em saúde nas áreas de hipertensão e diabetes, toda a população será atendida. Desde o recém-nascido até o idoso, fazendo promoção de saúde e prevenção de doenças em todas as áreas", ressaltou.

A população terá acesso também a vacinas, exames laboratoriais, medicamentos, teste rápido para detecção de HIV e sífilis, verificação de pressão arterial, medição de glicemia, curativos para pequenos ferimentos, retirada de ponto, drenagens de abscessos, entre outros. O convênio vai proporcionar maior aproximação entre a sociedade e o ambiente acadêmico.

Para o reitor da Universidade Federal do Ceará, Cândido Albuquerque, esta tem sido uma grande inquietação: fazer com que os projetos que acontecem dentro da universidade tenham um impacto positivo na vida das pessoas. "A universidade só se legitima perante a sociedade se as suas pesquisas tiverem impacto social, se elas produzirem solução e qualidade de vida. Voltar à academia para a pesquisa aplicada é fundamental. A universidade brasileira, de uma maneira geral, não tinha essa preocupação e a sociedade, que banca a universidade, precisa ter esse sentimento de pertencimento. É preciso que ela veja a universidade como um patrimônio seu e que vai buscar soluções para os seus problemas.", explicou o reitor.

Ouça fala do reitor Cândido Albuquerque:

Prefeito Roberto Cláudio anuncia criação de UPA próximo ao Campus de Porangabuçu

Durante a reunião, o prefeito Roberto Cláudio anunciou uma parceria com o Governo do Estado para viabilizar a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) próxima ao Campus de Porangabuçu. A ideia é inicial e ainda depende de projeto. "Precisamos montar um plano, saber a quem cabe cada responsabilidade e tentar, junto ao Ministério da Saúde, viabilizar os recursos e a possibilidade de construir mais uma UPA aqui em Fortaleza. Lembrando que esta não seria só mais uma unidade assistencial. Seria também um espaço de formação profissional", disse o prefeito.

Prefeitura de Fortaleza firma convênio para implantação de equipes de saúde na Universidade Federal do Ceará

Quatro equipes da Estratégia Saúde da Família vão reforçar as que já existem na Coordenadoria de Desenvolvimento Familiar da UFC

Prefeito e reitor em pé segurando documento ao lado de outras pessoas em pé posando para foto
O convênio vai garantir atendimento a 12 mil pessoas do bairro Planalto Pici

A Prefeitura de Fortaleza assinou na manhã desta segunda-feira (14/10), por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Termo de Acordo de Cooperação Técnica para implantação de quatro equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF), que vão passar a atender na Coordenadoria de Desenvolvimento Familiar (CDFAM) da Universidade Federal do Ceará (UFC). O convênio vai garantir atendimento a 12 mil pessoas do bairro Planalto Pici.

"O posto vai ter uma dupla importância. Importância assistencial porque vai atender uma área de grande vulnerabilidade social e dar também mais possibilidade de formação profissional aos alunos da universidade", ressaltou Roberto Cláudio.

Ouça áudio do prefeito Roberto Cláudio:

A população poderá ser atendida por médicos, enfermeiros, dentistas, farmacêuticos, técnicos e auxiliares de enfermagem, além de agentes comunitários de saúde e de endemias. Para a secretária da Saúde, Joana Maciel, a ESF fará o complemento do atendimento que já existe. "O CDFAM atende, particularmente, às áreas de fisioterapia e odontologia, e a Estratégia Saúde da Família faz um atendimento com uma equipe bem mais ampliada. E é isso que queremos. Unir os esforços do Município com a academia, atrelar saúde a ensino e pesquisa, o que só vem para melhorar a qualidade no atendimento à nossa população. Colocaremos quatro equipes nossas dentro do CDFAM para melhorar o acesso da comunidade e estamos muito felizes com mais essa parceria", disse.

Ainda segundo a Secretária, todos os serviços que são oferecidos em qualquer um dos Postos de Saúde serão encontrados lá também. "Desde a imunização, prevenção de câncer ginecológico, às ações de educação em saúde nas áreas de hipertensão e diabetes, toda a população será atendida. Desde o recém-nascido até o idoso, fazendo promoção de saúde e prevenção de doenças em todas as áreas", ressaltou.

A população terá acesso também a vacinas, exames laboratoriais, medicamentos, teste rápido para detecção de HIV e sífilis, verificação de pressão arterial, medição de glicemia, curativos para pequenos ferimentos, retirada de ponto, drenagens de abscessos, entre outros. O convênio vai proporcionar maior aproximação entre a sociedade e o ambiente acadêmico.

Para o reitor da Universidade Federal do Ceará, Cândido Albuquerque, esta tem sido uma grande inquietação: fazer com que os projetos que acontecem dentro da universidade tenham um impacto positivo na vida das pessoas. "A universidade só se legitima perante a sociedade se as suas pesquisas tiverem impacto social, se elas produzirem solução e qualidade de vida. Voltar à academia para a pesquisa aplicada é fundamental. A universidade brasileira, de uma maneira geral, não tinha essa preocupação e a sociedade, que banca a universidade, precisa ter esse sentimento de pertencimento. É preciso que ela veja a universidade como um patrimônio seu e que vai buscar soluções para os seus problemas.", explicou o reitor.

Ouça fala do reitor Cândido Albuquerque:

Prefeito Roberto Cláudio anuncia criação de UPA próximo ao Campus de Porangabuçu

Durante a reunião, o prefeito Roberto Cláudio anunciou uma parceria com o Governo do Estado para viabilizar a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) próxima ao Campus de Porangabuçu. A ideia é inicial e ainda depende de projeto. "Precisamos montar um plano, saber a quem cabe cada responsabilidade e tentar, junto ao Ministério da Saúde, viabilizar os recursos e a possibilidade de construir mais uma UPA aqui em Fortaleza. Lembrando que esta não seria só mais uma unidade assistencial. Seria também um espaço de formação profissional", disse o prefeito.