10 de setembro de 2019 em Juventude

Prefeitura de Fortaleza promove bate-papo com o tema “Estudar no Exterior: Oportunidades e Desafios”

Evento teve participação do prefeito Roberto Cláudio e do vice-presidente da Teachers College Columbia University, Scott Rubin, que conversaram com estudantes e intercambistas do Projeto Juventude Sem Fronteiras


várias pessoas num palco
O prefeito Roberto Cláudio destacou o papel do Juventude sem Fronteiras. "É uma janela de oportunidades para conhecer o mundo e estimular líderes e influenciadores”, afirmou

A Prefeitura de Fortaleza promoveu, nesta segunda-feira (09/09), um bate-papo com o tema “Estudar no Exterior: Oportunidades e Desafios”. Na ocasião, o prefeito Roberto Cláudio recebeu, no auditório do Paço Municipal, representantes da Teachers College Columbia University. Diante de uma plateia composta por estudantes do Ensino Médio da Capital, além de intercambistas da edição de 2018 projeto Juventude Sem Fronteiras, o vice-presidente da Instituição internacional, Scott Rubin, compartilhou a experiência adquirida ao longo de sua trajetória acadêmica. Aberto ao público em geral, evento possibilitou um diálogo sobre as estratégias necessárias para uma jornada fora do País.

Na oportunidade, o Prefeito reforçou o intuito da proposta. “A Columbia University é uma das dez melhores do Mundo e se destaca em diversas áreas da pesquisa e do conhecimento, ofertando um ambiente universitário diferenciado. Esta é, portanto, uma chance para se trocar experiências. Ao reunir estudantes do ensino médio e universitários, estamos ampliando oportunidades de interação”, introduziu.

Localizado na cidade de Nova York, o Teachers College da Universidade Columbia é a maior e mais antiga escola de pós-graduação em Educação dos Estados Unidos. Hoje, oferece mais de 100 programas de estudo em diversas áreas da educação, passando por políticas públicas, filosofia e sociologia. Possui mais de 5.000 alunos em cursos de mestrado e doutorado. A faculdade prepara educadores para atuar tanto em salas de aulas como em funções de gestão, implementando e gerindo programas educacionais que visem à garantia da aprendizagem em todas as idades e classes sociais. Os estudantes são capacitados para trabalhar também em ONGs, consultorias e governos.

“Minhas agendas costumam ser pautadas por encontros com administradores e professores. Pela primeira vez, estou debatendo diretamente com estudantes em Fortaleza. Eles são a razão disso. É uma oportunidade de ampliar experiências entre países, reforçando a pesquisa e os estudos em áreas importantes. Nós estamos buscando estabelecer cooperações na área da pesquisa com universidades locais e possibilitar que brasileiros possam vir trabalhar conosco, enriquecendo a jornada da educação, incluindo trabalhos sociais, envolvimento comunitário, imersão em realidades voltadas aos temas estudados”, apontou Scott.

A coordenadora Especial de Relações Internacionais e Federativas, Patrícia Macedo, acrescentou que a Universidade Columbia, junto à Fundação Lemann, objetiva dar um foco ao Nordeste brasileiro, ofertando bolsas de pós-graduação para jovens egressos da escola pública, priorizando mulheres, estudantes negros e fortalecendo a política de inclusão, além da geração de oportunidades. “A agenda do Scott no Brasil está composta, inclusive, por visitas às universidades locais. Hoje, ele esteve com os reitores das Universidades Estadual e Federal do Ceará, estudando possibilidades de viabilizar bolsas de estudo para alunos de pós-graduação e doutorado, contemplando professores e pesquisadores em geral. A intenção é de que essas pesquisas sejam revertidas em benefício da população. O intuito é facilitar esse processo de transferência de conhecimento”, informou.

Projeto Juventude sem Fronteiras

Durante o bate papo, o prefeito Roberto Cláudio apresentou à Columbia University o Projeto Juventude sem Fronteiras, que possibilita o intercâmbio de oito semanas em países estrangeiros para estudantes que participaram do programa Academia Enem.

A ação, promovida pela Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Coordenadoria de Juventude, disponibiliza passagens aéreas, emissão de visto e de passaporte, alimentação, hospedagem e seguro médico e de viagem, ajuda de custo e atividades culturais programadas.

A edição de 2018 do Projeto levou 100 jovens de Fortaleza à Inglaterra e à Espanha. “Os 100 melhores alunos do Academia Enem, escolhidos pelos critérios assiduidade e desempenho na nota, conquistam, anualmente, o direito de estudar uma nova língua, de aprofundar conhecimentos acadêmicos e de vida. É uma janela de oportunidades para conhecer o mundo e estimular líderes e influenciadores”, afirmou.

a foto é fechada no rosto de uma moça morena, de cabelos cacheados que está olhando para o lado
Victória Augusta fez intercâmbio na Inglaterra por meio do projeto Juventude sem Fronteiras

A estudante de pedagogia da Universidade Federal do Ceará, Victória Augusta, narrou a experiência vivida na Inglaterra e compartilhou os aprendizados adquiridos ao longo dos dois meses em que esteve em Liverpool.

Por sua vez, Ana Gabriele Varela, de 17 anos, cursa o terceiro ano do Ensino Médio e pretende atravessar as fronteiras brasileiras em busca de novas oportunidades. “Estou começando o Academia Enem. Cresci vendo estas histórias de intercâmbio. Me interessei desde cedo pelo Juventude Sem Fronteiras. Tenho certeza de que abre muitas portas. E hoje, essa explicação de como funciona o processo para estudar fora será muito positiva”, disse.

Critérios de seleção para o Juventude sem Fronteiras

Para participar da seleção, o aluno matriculado no Academia Enem precisa ter entre 18 e 29 anos, ter cursado o ensino médio integralmente na rede pública ou ainda estar cursando o terceiro ano em escola pública, ter obtido a frequência mínima obrigatória de 65% nas aulas do Academia Enem e ter comprovado a nota geral no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Em 2017, na primeira edição do projeto, os jovens foram para o Canadá e Espanha. Já em 2018 e 2019, o destino dos jovens foi Inglaterra e Espanha.

Saiba mais

O programa Academia Enem é um curso gratuito que visa orientar e preparar os estudantes para o ingresso na educação superior por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares em geral. Desde a criação, em 2013, o projeto já beneficiou mais 70 mil pessoas.

Prefeitura de Fortaleza promove bate-papo com o tema “Estudar no Exterior: Oportunidades e Desafios”

Evento teve participação do prefeito Roberto Cláudio e do vice-presidente da Teachers College Columbia University, Scott Rubin, que conversaram com estudantes e intercambistas do Projeto Juventude Sem Fronteiras

várias pessoas num palco
O prefeito Roberto Cláudio destacou o papel do Juventude sem Fronteiras. "É uma janela de oportunidades para conhecer o mundo e estimular líderes e influenciadores”, afirmou

A Prefeitura de Fortaleza promoveu, nesta segunda-feira (09/09), um bate-papo com o tema “Estudar no Exterior: Oportunidades e Desafios”. Na ocasião, o prefeito Roberto Cláudio recebeu, no auditório do Paço Municipal, representantes da Teachers College Columbia University. Diante de uma plateia composta por estudantes do Ensino Médio da Capital, além de intercambistas da edição de 2018 projeto Juventude Sem Fronteiras, o vice-presidente da Instituição internacional, Scott Rubin, compartilhou a experiência adquirida ao longo de sua trajetória acadêmica. Aberto ao público em geral, evento possibilitou um diálogo sobre as estratégias necessárias para uma jornada fora do País.

Na oportunidade, o Prefeito reforçou o intuito da proposta. “A Columbia University é uma das dez melhores do Mundo e se destaca em diversas áreas da pesquisa e do conhecimento, ofertando um ambiente universitário diferenciado. Esta é, portanto, uma chance para se trocar experiências. Ao reunir estudantes do ensino médio e universitários, estamos ampliando oportunidades de interação”, introduziu.

Localizado na cidade de Nova York, o Teachers College da Universidade Columbia é a maior e mais antiga escola de pós-graduação em Educação dos Estados Unidos. Hoje, oferece mais de 100 programas de estudo em diversas áreas da educação, passando por políticas públicas, filosofia e sociologia. Possui mais de 5.000 alunos em cursos de mestrado e doutorado. A faculdade prepara educadores para atuar tanto em salas de aulas como em funções de gestão, implementando e gerindo programas educacionais que visem à garantia da aprendizagem em todas as idades e classes sociais. Os estudantes são capacitados para trabalhar também em ONGs, consultorias e governos.

“Minhas agendas costumam ser pautadas por encontros com administradores e professores. Pela primeira vez, estou debatendo diretamente com estudantes em Fortaleza. Eles são a razão disso. É uma oportunidade de ampliar experiências entre países, reforçando a pesquisa e os estudos em áreas importantes. Nós estamos buscando estabelecer cooperações na área da pesquisa com universidades locais e possibilitar que brasileiros possam vir trabalhar conosco, enriquecendo a jornada da educação, incluindo trabalhos sociais, envolvimento comunitário, imersão em realidades voltadas aos temas estudados”, apontou Scott.

A coordenadora Especial de Relações Internacionais e Federativas, Patrícia Macedo, acrescentou que a Universidade Columbia, junto à Fundação Lemann, objetiva dar um foco ao Nordeste brasileiro, ofertando bolsas de pós-graduação para jovens egressos da escola pública, priorizando mulheres, estudantes negros e fortalecendo a política de inclusão, além da geração de oportunidades. “A agenda do Scott no Brasil está composta, inclusive, por visitas às universidades locais. Hoje, ele esteve com os reitores das Universidades Estadual e Federal do Ceará, estudando possibilidades de viabilizar bolsas de estudo para alunos de pós-graduação e doutorado, contemplando professores e pesquisadores em geral. A intenção é de que essas pesquisas sejam revertidas em benefício da população. O intuito é facilitar esse processo de transferência de conhecimento”, informou.

Projeto Juventude sem Fronteiras

Durante o bate papo, o prefeito Roberto Cláudio apresentou à Columbia University o Projeto Juventude sem Fronteiras, que possibilita o intercâmbio de oito semanas em países estrangeiros para estudantes que participaram do programa Academia Enem.

A ação, promovida pela Prefeitura de Fortaleza, por intermédio da Coordenadoria de Juventude, disponibiliza passagens aéreas, emissão de visto e de passaporte, alimentação, hospedagem e seguro médico e de viagem, ajuda de custo e atividades culturais programadas.

A edição de 2018 do Projeto levou 100 jovens de Fortaleza à Inglaterra e à Espanha. “Os 100 melhores alunos do Academia Enem, escolhidos pelos critérios assiduidade e desempenho na nota, conquistam, anualmente, o direito de estudar uma nova língua, de aprofundar conhecimentos acadêmicos e de vida. É uma janela de oportunidades para conhecer o mundo e estimular líderes e influenciadores”, afirmou.

a foto é fechada no rosto de uma moça morena, de cabelos cacheados que está olhando para o lado
Victória Augusta fez intercâmbio na Inglaterra por meio do projeto Juventude sem Fronteiras

A estudante de pedagogia da Universidade Federal do Ceará, Victória Augusta, narrou a experiência vivida na Inglaterra e compartilhou os aprendizados adquiridos ao longo dos dois meses em que esteve em Liverpool.

Por sua vez, Ana Gabriele Varela, de 17 anos, cursa o terceiro ano do Ensino Médio e pretende atravessar as fronteiras brasileiras em busca de novas oportunidades. “Estou começando o Academia Enem. Cresci vendo estas histórias de intercâmbio. Me interessei desde cedo pelo Juventude Sem Fronteiras. Tenho certeza de que abre muitas portas. E hoje, essa explicação de como funciona o processo para estudar fora será muito positiva”, disse.

Critérios de seleção para o Juventude sem Fronteiras

Para participar da seleção, o aluno matriculado no Academia Enem precisa ter entre 18 e 29 anos, ter cursado o ensino médio integralmente na rede pública ou ainda estar cursando o terceiro ano em escola pública, ter obtido a frequência mínima obrigatória de 65% nas aulas do Academia Enem e ter comprovado a nota geral no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Em 2017, na primeira edição do projeto, os jovens foram para o Canadá e Espanha. Já em 2018 e 2019, o destino dos jovens foi Inglaterra e Espanha.

Saiba mais

O programa Academia Enem é um curso gratuito que visa orientar e preparar os estudantes para o ingresso na educação superior por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares em geral. Desde a criação, em 2013, o projeto já beneficiou mais 70 mil pessoas.