08 de setembro de 2021 em Juventude

Prefeitura de Fortalezat realiza curso sobre geoprocessamento na Rede Cuca

A formação foi on-line e direcionada para área da pesquisa e profissional


Com o intuito de ampliar a qualificação dos jovens da Cidade, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ), realizou, na Rede Cuca, na última nos dias 1º e 2 de setembro, curso sobre geoprocessamento com o uso da ferramenta QGis.

Foram disponibilizadas 25 vagas para o curso, com 16h/a. A formação, on-line e ministrada por meio do Google Meet, foi direcionada para área da pesquisa e perfil profissional.

Os jovens que participaram fomentaram o conhecimento na introdução ao geoprocessamento, mapeamento da área de estudo, cálculo da área de estudo e seus subsistemas, baixar imagens do Google Earth e imagens de satélite.

Para a supervisora de Direiros Humanos da Rede Cuca, Clarice Araújo, o curso foi uma contribuição importante para a formação profissional dos jovens. "O QGis é uma ferramenta de planejamento de territórios, ambiental e social e nós oportunizamos esse conhecimento de forma gratuita para os jovens que estão em cursos acadêmicos e que utilizam a ferramenta. No mercado, o curso é caro e eles receberam certificação pela Rede Cuca", afirma.

Mais informações

Entre os dias 13 e 17 de setembro, será ministrado um minicurso sobre biodiversidade marinha.

As inscrições podem ser feitas no Portal da Juventude nesta quinta e sexta-feira (09 e 10/09).

Sobre a Rede Cuca

É uma rede de proteção social e oportunidades formada por quatro Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cucas), mantidos pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude.

Geridos pelo Instituto Cuca, os Cucas Barra, Mondubim, Jangurussu e José Walter atendem, prioritariamente, jovens de 15 a 29 anos, oferecendo cursos, práticas esportivas, difusão cultural, formações e produções na área de comunicação e atividades que fortalecem o protagonismo juvenil e realizam a promoção e a garantia de direitos humanos.

Além disso, a Rede Cuca também visa levar para a periferia de Fortaleza possibilidades e alternativas de fruição cultural por meio da realização de eventos estratégicos, festivais, mostras, exposições e programação permanente de shows, espetáculos e cinema.

Prefeitura de Fortalezat realiza curso sobre geoprocessamento na Rede Cuca

A formação foi on-line e direcionada para área da pesquisa e profissional

Com o intuito de ampliar a qualificação dos jovens da Cidade, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude (CEPPJ), realizou, na Rede Cuca, na última nos dias 1º e 2 de setembro, curso sobre geoprocessamento com o uso da ferramenta QGis.

Foram disponibilizadas 25 vagas para o curso, com 16h/a. A formação, on-line e ministrada por meio do Google Meet, foi direcionada para área da pesquisa e perfil profissional.

Os jovens que participaram fomentaram o conhecimento na introdução ao geoprocessamento, mapeamento da área de estudo, cálculo da área de estudo e seus subsistemas, baixar imagens do Google Earth e imagens de satélite.

Para a supervisora de Direiros Humanos da Rede Cuca, Clarice Araújo, o curso foi uma contribuição importante para a formação profissional dos jovens. "O QGis é uma ferramenta de planejamento de territórios, ambiental e social e nós oportunizamos esse conhecimento de forma gratuita para os jovens que estão em cursos acadêmicos e que utilizam a ferramenta. No mercado, o curso é caro e eles receberam certificação pela Rede Cuca", afirma.

Mais informações

Entre os dias 13 e 17 de setembro, será ministrado um minicurso sobre biodiversidade marinha.

As inscrições podem ser feitas no Portal da Juventude nesta quinta e sexta-feira (09 e 10/09).

Sobre a Rede Cuca

É uma rede de proteção social e oportunidades formada por quatro Centros Urbanos de Cultura, Arte, Ciência e Esporte (Cucas), mantidos pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas de Juventude.

Geridos pelo Instituto Cuca, os Cucas Barra, Mondubim, Jangurussu e José Walter atendem, prioritariamente, jovens de 15 a 29 anos, oferecendo cursos, práticas esportivas, difusão cultural, formações e produções na área de comunicação e atividades que fortalecem o protagonismo juvenil e realizam a promoção e a garantia de direitos humanos.

Além disso, a Rede Cuca também visa levar para a periferia de Fortaleza possibilidades e alternativas de fruição cultural por meio da realização de eventos estratégicos, festivais, mostras, exposições e programação permanente de shows, espetáculos e cinema.