18 de maio de 2015 em Saúde

Prefeitura inaugura primeira Unidade de Coleta de Leite Humano em Posto de Saúde na Cidade 2000

O Posto de Coleta funcionará de 8h às 17h e terá apoio de um técnico de enfermagem durante os procedimentos


A ação integra as atividades da IV Semana do Bebê, que acontece até dia 24 de maio (Foto: Marcos Moura)

A Prefeitura de Fortaleza entregou, nesta segunda-feira (18/5), a Sala de Apoio à Mulher que Amamenta/Posto de Coleta de Leite Humano no posto de saúde Rigoberto Romero, na Cidade 2000 (Regional II). Implantado numa parceria entre a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e o Gabinete da Primeira Dama, é a primeira vez que um equipamento do tipo é inaugurado numa Unidade Básica de Saúde do Ceará. O Posto de Coleta funcionará de 8h às 17h e terá apoio de um técnico de enfermagem durante os procedimentos.

Conforme a primeira dama de Fortaleza, Carol Bezerra, a amamentação é a forma mais saudável de nutrir a criança até os seis meses de idade, prevenindo doenças para bebê e mãe. “Eu tive uma experiência pessoal com a inserção prematura do leite de lata na alimentação da minha filha, que teve muita alergia ao produto. Vamos estimular, cada vez mais, que as crianças precisam ser amamentadas. Além de melhorar a saúde, ajuda ainda outras crianças que estão precisando de leite humano”, disse.

O leite coletado no Posto Rigoberto Romero é encaminhado para o banco de leite humano do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), responsável pela pasteurização. Ali é feito o acompanhamento pré-natal de cerca de 150 gestantes que, após o nascimento dos bebês, podem tornar-se doadoras.

A secretaria Municipal da Saúde, Socorro Martins, reforçou a necessidade da primeira infância ser foco de política públicas prioritárias. “O Posto de Coleta de Leite Humano é mais um serviço de qualidade que vamos oferecer para essa comunidade. Uma sala dessas, que é simples e sem muita tecnologia, vai fazer a diferença. É o princípio de um projeto que inicia aqui na unidade mas, com certeza, vai irradiar nas outras Regionais, pois é a forma mais concreta de sensibilizar a sociedade para a importância da amamentação”, reforçou Socorro.

O leite materno é considerado o alimento mais completo para o bebê. Nele estão contidas todas as proteínas, vitaminas, gorduras, água e os nutrientes necessários para o seu completo e correto desenvolvimento. Este contém ainda substâncias tais como anticorpos e glóbulos brancos, essenciais para proteger o bebê contra doenças. Para a mãe também traz muitas vantagens tais como uma maior segurança; queima calorias de modo a ser mais fácil voltar ao seu peso normal; o útero regressa mais rapidamente ao seu tamanho normal; protege-a da osteoporose, do câncer da mama e do ovário.

Para a estudante Ronilda dos Santos, 23, mãe de Levy de um ano, o acompanhamento das mães e dos bebês pela rede de Atenção Primária é essencial. “Só assim a gente vai acompanhar melhor o crescimento dos nossos filhos. Doar o leite também melhora muito o desconforto que o excesso de leite pode trazer. Dá para vir a pé da minha casa para o posto de saúde, então é ótimo”, apontou.

A dona de casa Cibele Roseira, 21, mãe de Maria Júlia, de apenas nove dias, afirmou que também pretende doar leite no espaço. “Foi a melhor coisa que fizeram aqui para as mães que estão amamentando seus filhos. Eu, como mãe de primeira viagem, acho bom que qualquer dúvida posso perguntar e vou ser bem atendida. Vai ser muito bom ajudar todas as mães que precisarem com a doação de leite”.

A inauguração da Sala de Apoio à Mulher que Amamenta/Posto de Coleta de Leite Humano está inserido nas atividades de comemoração da IV Semana do Bebê, que começou neste domingo (17/5) e vai até o dia 24 de maio. Com o tema "Nascimento e Desenvolvimento: 1.000 dias de vida", a Semana tem o objetivo de chamar a atenção para a necessidade de se acompanhar o desenvolvimento da criança, da gestação até os dois anos de idade.

Prefeitura inaugura primeira Unidade de Coleta de Leite Humano em Posto de Saúde na Cidade 2000

O Posto de Coleta funcionará de 8h às 17h e terá apoio de um técnico de enfermagem durante os procedimentos

A ação integra as atividades da IV Semana do Bebê, que acontece até dia 24 de maio (Foto: Marcos Moura)

A Prefeitura de Fortaleza entregou, nesta segunda-feira (18/5), a Sala de Apoio à Mulher que Amamenta/Posto de Coleta de Leite Humano no posto de saúde Rigoberto Romero, na Cidade 2000 (Regional II). Implantado numa parceria entre a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e o Gabinete da Primeira Dama, é a primeira vez que um equipamento do tipo é inaugurado numa Unidade Básica de Saúde do Ceará. O Posto de Coleta funcionará de 8h às 17h e terá apoio de um técnico de enfermagem durante os procedimentos.

Conforme a primeira dama de Fortaleza, Carol Bezerra, a amamentação é a forma mais saudável de nutrir a criança até os seis meses de idade, prevenindo doenças para bebê e mãe. “Eu tive uma experiência pessoal com a inserção prematura do leite de lata na alimentação da minha filha, que teve muita alergia ao produto. Vamos estimular, cada vez mais, que as crianças precisam ser amamentadas. Além de melhorar a saúde, ajuda ainda outras crianças que estão precisando de leite humano”, disse.

O leite coletado no Posto Rigoberto Romero é encaminhado para o banco de leite humano do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), responsável pela pasteurização. Ali é feito o acompanhamento pré-natal de cerca de 150 gestantes que, após o nascimento dos bebês, podem tornar-se doadoras.

A secretaria Municipal da Saúde, Socorro Martins, reforçou a necessidade da primeira infância ser foco de política públicas prioritárias. “O Posto de Coleta de Leite Humano é mais um serviço de qualidade que vamos oferecer para essa comunidade. Uma sala dessas, que é simples e sem muita tecnologia, vai fazer a diferença. É o princípio de um projeto que inicia aqui na unidade mas, com certeza, vai irradiar nas outras Regionais, pois é a forma mais concreta de sensibilizar a sociedade para a importância da amamentação”, reforçou Socorro.

O leite materno é considerado o alimento mais completo para o bebê. Nele estão contidas todas as proteínas, vitaminas, gorduras, água e os nutrientes necessários para o seu completo e correto desenvolvimento. Este contém ainda substâncias tais como anticorpos e glóbulos brancos, essenciais para proteger o bebê contra doenças. Para a mãe também traz muitas vantagens tais como uma maior segurança; queima calorias de modo a ser mais fácil voltar ao seu peso normal; o útero regressa mais rapidamente ao seu tamanho normal; protege-a da osteoporose, do câncer da mama e do ovário.

Para a estudante Ronilda dos Santos, 23, mãe de Levy de um ano, o acompanhamento das mães e dos bebês pela rede de Atenção Primária é essencial. “Só assim a gente vai acompanhar melhor o crescimento dos nossos filhos. Doar o leite também melhora muito o desconforto que o excesso de leite pode trazer. Dá para vir a pé da minha casa para o posto de saúde, então é ótimo”, apontou.

A dona de casa Cibele Roseira, 21, mãe de Maria Júlia, de apenas nove dias, afirmou que também pretende doar leite no espaço. “Foi a melhor coisa que fizeram aqui para as mães que estão amamentando seus filhos. Eu, como mãe de primeira viagem, acho bom que qualquer dúvida posso perguntar e vou ser bem atendida. Vai ser muito bom ajudar todas as mães que precisarem com a doação de leite”.

A inauguração da Sala de Apoio à Mulher que Amamenta/Posto de Coleta de Leite Humano está inserido nas atividades de comemoração da IV Semana do Bebê, que começou neste domingo (17/5) e vai até o dia 24 de maio. Com o tema "Nascimento e Desenvolvimento: 1.000 dias de vida", a Semana tem o objetivo de chamar a atenção para a necessidade de se acompanhar o desenvolvimento da criança, da gestação até os dois anos de idade.