17 de maio de 2018 em Mobilidade

Prefeitura promove 2º Workshop de Jornalismo em Segurança Viária da Capital

Capacitação promoveu fortalecimento temático entre jornalistas cearenses


interior de uma sala onde uma pessoa apresenta uma palestra
Evento ocorreu nesta quinta-feira (17/05) no hotel Luzeiros

A Prefeitura de Fortaleza, em parceria com a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global – Global Road Safety Partnership, promoveu, nesta quinta-feira (17/05), o 2º Workshop de Jornalismo em Segurança Viária da Cidade, no hotel Luzeiros. A capacitação para a imprensa cearense buscou fortalecer coberturas e políticas públicas na área como forma de desenvolver agenda temática positiva.

“Completamos um ano do 1º Workshop para Jornalista e basicamente o objetivo desta edição é engajar, ainda mais, esses profissionais nessa temática que é muito importante para a Cidade. Temos observado que é crescente as pautas cobertas pelos meios de comunicação sobre a segurança viária e queremos que isso seja contínuo, compartilhando informações relevantes, com enfoque temático, encarando como problema de saúde pública”, afirmou Dante Rosado, coordenador da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária.

Dentre as atividades da manhã, estiveram discussões sobre causas e efeitos dos acidentes de trânsitos, agenda global e a evolução da segurança viária, fatores de risco na área, desenho urbano e o conceito de ruas seguras, campanhas de comunicação e mudança de comportamento. De forma participativa, os jornalistas presentes puderam pontuar suas percepções, desenvolver ações em grupo, além de discutir e tirar dúvidas com os palestrantes, enriquecendo o momento.

Representando o jornal Diário do Nordeste, a repórter Vanessa Madeira lembrou que a ação possibilita novas perspectivas para enfocar assunto tão caro à sociedade. “Trânsito é um assunto que está sempre em pauta. Cobrimos matérias sobre acidentes, ações para melhorar o trânsito e mobilidade. Acho muito importante termos um evento como esse para nos qualificar, vermos outros ângulos de abordagem nas matérias, como podemos conscientizar e informar mais a população sobre segurança no trânsito”, disse.

Luiz Alberto Sabóia, secretário executivo da Conservação e Serviços Públicos, contou que essa atividade faz parte das políticas públicas que a Prefeitura de Fortaleza vem desenvolvendo para promover redução de acidentes de trânsito na cidade. “A comunicação possibilita a educação, a conscientização no trânsito, que é algo fundamental, devendo ser uma política sistemática e continuada. São conjuntos de campanhas e abordagens educativas que, ao longo dos anos, como política continuada, vai mudando a atitude coletiva das pessoas, no sentido de termos um trânsito mais respeitoso, principalmente para os mais vulneráveis”, declarou.

A primeira edição do evento aconteceu em maio de 2017, quando diversos veículos de comunicação do Estado estiveram presente, em prol do desenvolvimento coletivo de pautas positivas para a diminuição de acidentes de trânsito na capital.

No período da tarde, os participantes do 2º Workshop de Jornalismo em Segurança Viária da capital participaram de atividades com temáticas como os mitos e fatos sobre segurança viária. O gerente de operações da AMC, Disraeli Brasil, respondeu as dúvidas e comentou sobre o Código Brasileiro de Trânsito.

Em seguida, os jornalistas se dividiram em grupos para propor matérias de segurança viária nas editorias de política, economia, saúde e educação.

O evento mostrou ainda vídeos da diretora da Global Designing Cities Initiative, Skye Duncan, que comentou sobre o programa Área de Trânsito Calmo em Fortaleza. O projeto, que já foi implantado no Rodolfo Teófilo e no entorno do Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS), no bairro Vila União, tem o objetivo de facilitar o fluxo de pedestres e de pessoas com mobilidade reduzida. O programa inclui a implantação de travessias elevadas para pedestres, prolongamentos de calçadas e sinalização especial indicando limite de velocidade, além de lombadas físicas, aumento de pontos com faixas de pedestres e rampas de acessibilidade universal. Com as intervenções, o espaço de circulação dos pedestres é ampliado e o limite de velocidade é regulamentado a 30 Km/h e 40 Km/h.

Em seguida, a âncora tailandesa Rungthip Chorna comentou, em vídeo, diferentes formas de se pensar na produção de uma matéria jornalística.

O secretário-executivo de Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Sabóia, mostrou o projeto Visão Zero, que será lançado pelo prefeito Roberto Cláudio ainda este semestre. O programa é um conceito de segurança viária e destaca que nenhuma vida perdida no trânsito é aceitável. A abordagem é baseada no fato de que pessoas cometem erros – e esses erros podem ser prevenidos a partir de medidas de segurança como alterações no desenho viário e redução dos limites de velocidade. Fortaleza está no terceiro ano consecutivo de queda em acidentes fatais e, com a implantação do Visão Zero, o objetivo é acabar com as mortes no trânsito.

O 2º Workshop de Jornalismo em Segurança Viária finalizou com uma rodada de perguntas individuais dos jornalistas para convidados.

Segurança Viária em números

- 1.3 milhão de pessoas morrem por ano vítimas de acidentes de trânsito em todo mundo.

- O Brasil ocupa a 4ª posição no mundo em mortes do tipo, são aproximadamente 40 mil por ano.

- Um em cada três atendimentos no IJF é relacionado com acidentes de trânsito.

- 730 Milhões é o custo total gasto com acidentes de trânsito, de forma direta e indireta, em Fortaleza.

- Pelo terceiro ano consecutivo Fortaleza tem redução histórica em mortes por acidente de trânsito.

Prefeitura promove 2º Workshop de Jornalismo em Segurança Viária da Capital

Capacitação promoveu fortalecimento temático entre jornalistas cearenses

interior de uma sala onde uma pessoa apresenta uma palestra
Evento ocorreu nesta quinta-feira (17/05) no hotel Luzeiros

A Prefeitura de Fortaleza, em parceria com a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global – Global Road Safety Partnership, promoveu, nesta quinta-feira (17/05), o 2º Workshop de Jornalismo em Segurança Viária da Cidade, no hotel Luzeiros. A capacitação para a imprensa cearense buscou fortalecer coberturas e políticas públicas na área como forma de desenvolver agenda temática positiva.

“Completamos um ano do 1º Workshop para Jornalista e basicamente o objetivo desta edição é engajar, ainda mais, esses profissionais nessa temática que é muito importante para a Cidade. Temos observado que é crescente as pautas cobertas pelos meios de comunicação sobre a segurança viária e queremos que isso seja contínuo, compartilhando informações relevantes, com enfoque temático, encarando como problema de saúde pública”, afirmou Dante Rosado, coordenador da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária.

Dentre as atividades da manhã, estiveram discussões sobre causas e efeitos dos acidentes de trânsitos, agenda global e a evolução da segurança viária, fatores de risco na área, desenho urbano e o conceito de ruas seguras, campanhas de comunicação e mudança de comportamento. De forma participativa, os jornalistas presentes puderam pontuar suas percepções, desenvolver ações em grupo, além de discutir e tirar dúvidas com os palestrantes, enriquecendo o momento.

Representando o jornal Diário do Nordeste, a repórter Vanessa Madeira lembrou que a ação possibilita novas perspectivas para enfocar assunto tão caro à sociedade. “Trânsito é um assunto que está sempre em pauta. Cobrimos matérias sobre acidentes, ações para melhorar o trânsito e mobilidade. Acho muito importante termos um evento como esse para nos qualificar, vermos outros ângulos de abordagem nas matérias, como podemos conscientizar e informar mais a população sobre segurança no trânsito”, disse.

Luiz Alberto Sabóia, secretário executivo da Conservação e Serviços Públicos, contou que essa atividade faz parte das políticas públicas que a Prefeitura de Fortaleza vem desenvolvendo para promover redução de acidentes de trânsito na cidade. “A comunicação possibilita a educação, a conscientização no trânsito, que é algo fundamental, devendo ser uma política sistemática e continuada. São conjuntos de campanhas e abordagens educativas que, ao longo dos anos, como política continuada, vai mudando a atitude coletiva das pessoas, no sentido de termos um trânsito mais respeitoso, principalmente para os mais vulneráveis”, declarou.

A primeira edição do evento aconteceu em maio de 2017, quando diversos veículos de comunicação do Estado estiveram presente, em prol do desenvolvimento coletivo de pautas positivas para a diminuição de acidentes de trânsito na capital.

No período da tarde, os participantes do 2º Workshop de Jornalismo em Segurança Viária da capital participaram de atividades com temáticas como os mitos e fatos sobre segurança viária. O gerente de operações da AMC, Disraeli Brasil, respondeu as dúvidas e comentou sobre o Código Brasileiro de Trânsito.

Em seguida, os jornalistas se dividiram em grupos para propor matérias de segurança viária nas editorias de política, economia, saúde e educação.

O evento mostrou ainda vídeos da diretora da Global Designing Cities Initiative, Skye Duncan, que comentou sobre o programa Área de Trânsito Calmo em Fortaleza. O projeto, que já foi implantado no Rodolfo Teófilo e no entorno do Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS), no bairro Vila União, tem o objetivo de facilitar o fluxo de pedestres e de pessoas com mobilidade reduzida. O programa inclui a implantação de travessias elevadas para pedestres, prolongamentos de calçadas e sinalização especial indicando limite de velocidade, além de lombadas físicas, aumento de pontos com faixas de pedestres e rampas de acessibilidade universal. Com as intervenções, o espaço de circulação dos pedestres é ampliado e o limite de velocidade é regulamentado a 30 Km/h e 40 Km/h.

Em seguida, a âncora tailandesa Rungthip Chorna comentou, em vídeo, diferentes formas de se pensar na produção de uma matéria jornalística.

O secretário-executivo de Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Sabóia, mostrou o projeto Visão Zero, que será lançado pelo prefeito Roberto Cláudio ainda este semestre. O programa é um conceito de segurança viária e destaca que nenhuma vida perdida no trânsito é aceitável. A abordagem é baseada no fato de que pessoas cometem erros – e esses erros podem ser prevenidos a partir de medidas de segurança como alterações no desenho viário e redução dos limites de velocidade. Fortaleza está no terceiro ano consecutivo de queda em acidentes fatais e, com a implantação do Visão Zero, o objetivo é acabar com as mortes no trânsito.

O 2º Workshop de Jornalismo em Segurança Viária finalizou com uma rodada de perguntas individuais dos jornalistas para convidados.

Segurança Viária em números

- 1.3 milhão de pessoas morrem por ano vítimas de acidentes de trânsito em todo mundo.

- O Brasil ocupa a 4ª posição no mundo em mortes do tipo, são aproximadamente 40 mil por ano.

- Um em cada três atendimentos no IJF é relacionado com acidentes de trânsito.

- 730 Milhões é o custo total gasto com acidentes de trânsito, de forma direta e indireta, em Fortaleza.

- Pelo terceiro ano consecutivo Fortaleza tem redução histórica em mortes por acidente de trânsito.