18 de maio de 2017 em Educação

Prefeitura realiza encontro de sensibilização para expandir programas de prevenção às drogas nas escolas

Os programas estão sendo desenvolvidos no município desde 2014


sensibilizaçaodiretoresescolares
Na ocasião, os respectivos projetos serão apresentados pelas formadoras federais

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas sobre Drogas (CPDrogas), realiza nesta sexta-feira (19/05), na Universidade do Parlamento Cearense (Unipace), a partir das 14h, encontro de sensibilização com os diretores das escolas municipais para adesão e expansão dos programas de prevenção ao uso de álcool, crack e outra drogas, denominados #Tamojunto e Elos – Construindo Coletivos. Na ocasião, os respectivos projetos serão apresentados pelas formadoras federais. 

Fortaleza foi uma das primeiras capitais do Nordeste, a aderir em 2014 à metodologia desenvolvida e aplicada com sucesso em países europeus. Os projetos foram adaptados e trazidos para o Brasil de acordo com a realidade de cada município. A iniciativa é do Ministério da Justiça e Segurança Pública, em parceria do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

No total, cerca de 5.649 alunos já foram contemplados com os projetos. De acordo com a Coordenadora Especial de Políticas sobre Drogas, Marta Gonçalves, os projetos vêm trazendo resultados positivos na relação do professor-educando. "Trabalhar a prevenção ao uso de drogas nos espaços escolares educacionais é fundamental, pois, a escola é o ambiente mais dialógico, participativo e colaborativo", frisa.

Patrícia Studart, coordenadora adjunta da CPDrogas explica que as atividades de prevenção pouco falam sobre drogas em si, mas, que especialmente trabalham as habilidades de vida e reforçam atitudes significativas para o desenvolvimento saudável das crianças e/ou adolescentes para que posteriormente eles possam distinguir o certo e o errado, retardem o uso e saibam dizer não quando necessário.

Os programas
O programa Elos configura-se em um conjunto de estratégias voltadas à prevenção ao uso de álcool e outras drogas para crianças na faixa etária dos 6 aos 10 anos, do 1º ao 5º ano. É um método para gestão da sala de aula, instrumentalizando o professor com estratégias pedagógicas participativas, apresentado para crianças de forma lúdica que contribui com a mediação de relações sociais a fim de promover interações harmônicas e cooperativas entre educandos e educador, com vistas a reduzir a ocorrências de conflitos em sala de aula e desfechos negativos em saúde mental na adolescência e idade adulta.

O #Tamojunto é destinado a educandos na faixa etária de 13 anos, cursando o 8º ano do Ensino Fundamental II. Estruturado em 12 aulas e desenhado para ser realizado semanalmente ou quinzenalmente pelos professores-facilitadores (inserido nas atividades curriculares), com duração média de 50 minutos. Paralelamente às aulas, propõem–se a realização de 3 Oficinas com Familiares e/ou Responsáveis, como ação intersetorial entre Saúde e Educação.

Serviço
Sensibilização projetos de prevenção nas escolas
Data: 19/05 (sexta-feira)
Horário: 14h às 16h30
Local: Universidade do Parlamento Cearense (Unipace), 2º andar, sala A

Prefeitura realiza encontro de sensibilização para expandir programas de prevenção às drogas nas escolas

Os programas estão sendo desenvolvidos no município desde 2014

sensibilizaçaodiretoresescolares
Na ocasião, os respectivos projetos serão apresentados pelas formadoras federais

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria Especial de Políticas sobre Drogas (CPDrogas), realiza nesta sexta-feira (19/05), na Universidade do Parlamento Cearense (Unipace), a partir das 14h, encontro de sensibilização com os diretores das escolas municipais para adesão e expansão dos programas de prevenção ao uso de álcool, crack e outra drogas, denominados #Tamojunto e Elos – Construindo Coletivos. Na ocasião, os respectivos projetos serão apresentados pelas formadoras federais. 

Fortaleza foi uma das primeiras capitais do Nordeste, a aderir em 2014 à metodologia desenvolvida e aplicada com sucesso em países europeus. Os projetos foram adaptados e trazidos para o Brasil de acordo com a realidade de cada município. A iniciativa é do Ministério da Justiça e Segurança Pública, em parceria do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

No total, cerca de 5.649 alunos já foram contemplados com os projetos. De acordo com a Coordenadora Especial de Políticas sobre Drogas, Marta Gonçalves, os projetos vêm trazendo resultados positivos na relação do professor-educando. "Trabalhar a prevenção ao uso de drogas nos espaços escolares educacionais é fundamental, pois, a escola é o ambiente mais dialógico, participativo e colaborativo", frisa.

Patrícia Studart, coordenadora adjunta da CPDrogas explica que as atividades de prevenção pouco falam sobre drogas em si, mas, que especialmente trabalham as habilidades de vida e reforçam atitudes significativas para o desenvolvimento saudável das crianças e/ou adolescentes para que posteriormente eles possam distinguir o certo e o errado, retardem o uso e saibam dizer não quando necessário.

Os programas
O programa Elos configura-se em um conjunto de estratégias voltadas à prevenção ao uso de álcool e outras drogas para crianças na faixa etária dos 6 aos 10 anos, do 1º ao 5º ano. É um método para gestão da sala de aula, instrumentalizando o professor com estratégias pedagógicas participativas, apresentado para crianças de forma lúdica que contribui com a mediação de relações sociais a fim de promover interações harmônicas e cooperativas entre educandos e educador, com vistas a reduzir a ocorrências de conflitos em sala de aula e desfechos negativos em saúde mental na adolescência e idade adulta.

O #Tamojunto é destinado a educandos na faixa etária de 13 anos, cursando o 8º ano do Ensino Fundamental II. Estruturado em 12 aulas e desenhado para ser realizado semanalmente ou quinzenalmente pelos professores-facilitadores (inserido nas atividades curriculares), com duração média de 50 minutos. Paralelamente às aulas, propõem–se a realização de 3 Oficinas com Familiares e/ou Responsáveis, como ação intersetorial entre Saúde e Educação.

Serviço
Sensibilização projetos de prevenção nas escolas
Data: 19/05 (sexta-feira)
Horário: 14h às 16h30
Local: Universidade do Parlamento Cearense (Unipace), 2º andar, sala A