10 de dezembro de 2021 em Educação

Projeto Cidade da Criança possibilita aprendizados práticos na Escola Municipal Herbert de Sousa

Iniciativa será inaugurada e desenvolvida no ano letivo de 2022. Participarão alunos das turmas do Infantil IV e V


Imagem do projeto
A "Cidade da Criança" também funcionará com simulação de situações diárias de trânsito, com leitura e compreensão de placas

Uma cidade onde crianças participam da economia, votam, colaboram com decisões… Assim será a “Cidade da Criança”, projeto criado na Escola Municipal Herbert de Sousa, no Bom Jardim (Distrito 5), que será desenvolvido no ano letivo de 2022. A ideia é oferecer um ambiente fictício em que os alunos, das turmas do Infantil IV e V, possam aprender na prática questões relacionadas ao convívio social, meio ambiente, educação no trânsito, resolução de problemas e outras situações do dia a dia.

A iniciativa surgiu na reescrita do projeto político pedagógico da unidade escolar, em que precisavam fortalecer o desenvolvimento do protagonismo infantil. A diretora Luciana Cavalcante Sampaio explica que a Cidade da Criança busca proporcionar aos alunos experiências significativas para desenvolver aspectos éticos, políticos e estéticos. “As crianças da Educação Infantil precisam ampliar suas experiências e a escola vê o projeto como uma oportunidade para elas ampliarem a visão de mundo. Acredito que a iniciativa irá contribuir na formação de seres humanos dignos, comprometidos com o bem comum”, observa.

A Cidade da Criança também funcionará com simulação de situações diárias de trânsito, com leitura e compreensão de placas. Para isso, o espaço tem faixa de pedestres, ruas sinalizadas e semáforos. A ideia da gestão escolar é convidar a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) para contribuir com o projeto. A iniciativa é mais uma ferramenta desenvolvida pela escola para garantir os direitos das crianças de brincar, participar, conviver e explorar.

A previsão é que o espaço seja inaugurado em 20 de janeiro do próximo ano, data em que a Escola Municipal Herbert de Souza foi fundada. Após a abertura da Cidade da Criança, a professora Juscileide de Lima Bernardo, do Infantil V, acredita que os pequenos vão poder explorar ainda mais a imaginação. “O projeto tem muito a contribuir com o desenvolvimento de nossas crianças. Acredito que o verdadeiro aprendizado só se torna significativo quando é explorado através de brincadeiras”, reflete.

Projeto Cidade da Criança possibilita aprendizados práticos na Escola Municipal Herbert de Sousa

Iniciativa será inaugurada e desenvolvida no ano letivo de 2022. Participarão alunos das turmas do Infantil IV e V

Imagem do projeto
A "Cidade da Criança" também funcionará com simulação de situações diárias de trânsito, com leitura e compreensão de placas

Uma cidade onde crianças participam da economia, votam, colaboram com decisões… Assim será a “Cidade da Criança”, projeto criado na Escola Municipal Herbert de Sousa, no Bom Jardim (Distrito 5), que será desenvolvido no ano letivo de 2022. A ideia é oferecer um ambiente fictício em que os alunos, das turmas do Infantil IV e V, possam aprender na prática questões relacionadas ao convívio social, meio ambiente, educação no trânsito, resolução de problemas e outras situações do dia a dia.

A iniciativa surgiu na reescrita do projeto político pedagógico da unidade escolar, em que precisavam fortalecer o desenvolvimento do protagonismo infantil. A diretora Luciana Cavalcante Sampaio explica que a Cidade da Criança busca proporcionar aos alunos experiências significativas para desenvolver aspectos éticos, políticos e estéticos. “As crianças da Educação Infantil precisam ampliar suas experiências e a escola vê o projeto como uma oportunidade para elas ampliarem a visão de mundo. Acredito que a iniciativa irá contribuir na formação de seres humanos dignos, comprometidos com o bem comum”, observa.

A Cidade da Criança também funcionará com simulação de situações diárias de trânsito, com leitura e compreensão de placas. Para isso, o espaço tem faixa de pedestres, ruas sinalizadas e semáforos. A ideia da gestão escolar é convidar a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) para contribuir com o projeto. A iniciativa é mais uma ferramenta desenvolvida pela escola para garantir os direitos das crianças de brincar, participar, conviver e explorar.

A previsão é que o espaço seja inaugurado em 20 de janeiro do próximo ano, data em que a Escola Municipal Herbert de Souza foi fundada. Após a abertura da Cidade da Criança, a professora Juscileide de Lima Bernardo, do Infantil V, acredita que os pequenos vão poder explorar ainda mais a imaginação. “O projeto tem muito a contribuir com o desenvolvimento de nossas crianças. Acredito que o verdadeiro aprendizado só se torna significativo quando é explorado através de brincadeiras”, reflete.