17 de janeiro de 2022 em Educação

Rede Municipal de Ensino realiza busca ativa para cadastrar crianças para vacinação contra a Covid-19 em Fortaleza

O objetivo da ação é proporcionar o acesso aos pais e responsáveis que não disponham de internet ou que tenham alguma dificuldade durante o cadastro, etapa obrigatória para o agendamento para imunização


mãe e filho conversam com um servidor da escola enquanto esse preenche o cadastro no computador
As escolas municipais participam do mutirão de cadastramento para vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19 lançado pelo prefeito José Sarto (Fotos: Rodrigo Carvalho)

Foi pelo grupo da escola com pais e responsáveis que a dona de casa Brena Kelly Gomes soube que já era possível realizar o cadastro para vacinar contra a Covid-19 os filhos Ravi e Ana Josuelly, alunos da Escola Municipal Adroaldo Teixeira Castelo, no Pici. “Estou muito feliz que meus filhos serão vacinados, com isso terão menos riscos de ficarem doentes. No grupo, avisaram sobre os documentos, cheguei aqui na escola e rapidamente fiz o cadastro deles", conta.

A Rede Municipal de Ensino segue realizando a busca ativa dos alunos que ainda não possuem cadastro no Saúde Digital para receber a imunização. A iniciativa integra as ações do mutirão de cadastramento para vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19, lançado pelo prefeito José Sarto e iniciado na última sexta-feira (14/01). Em Fortaleza, as crianças dessa faixa etária já começaram a ser vacinadas, mediante agendamento, desde o último sábado (15/01).

O objetivo da ação é proporcionar o acesso aos pais e responsáveis que não disponham de internet ou que tenham alguma dificuldade durante o cadastro, etapa obrigatória para o agendamento para imunização.

"Assim como nas outras etapas das faixas etárias, a Prefeitura teve essa preocupação de observar o percentual de pessoas cadastradas no Saúde Digital e, agora, com as crianças não foi diferente. Como quase a metade das crianças previstas para esse público estão na Rede Municipal, nossas escolas novamente estão abertas, com os 1.300 agentes escolares e a liderança dos gestores, além da mobilização dos demais profissionais, trabalhando junto às famílias para que o cadastramento ocorra de forma tranquila e rápida", explica a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

Com a liberação do cadastro das crianças na plataforma Saúde Digital, os agentes escolares e outros profissionais da Secretaria Municipal da Educação (SME) iniciaram a identificação de alunos matriculados na Rede Municipal não cadastrados na plataforma para garantir a adesão. As equipes das unidades escolares estão atuando na sensibilização sobre a importância da imunização e cadastramento dos estudantes. Nos casos necessários, os agentes escolares também visitam a residência dos alunos para efetuar o cadastro.

agentes escolares em uma mesa de trabalho
Agentes escolares da SME iniciaram a identificação de alunos matriculados na Rede Municipal não cadastrados

Para Ricardo Filho, pai de Paulo e Cleiane, alunos também da Escola Municipal Adroaldo Teixeira Castelo, a vacinação das crianças é outro passo essencial na luta contra a Covid-19. "Quando se vacina, a criança fica com uma maior facilidade de ultrapassar essa pandemia. Com os pais apoiando e a Prefeitura trabalhando, com certeza tudo isso vai passar", diz.

A Rede Municipal conta com 128.009 alunos, de 5 a 11 anos, matriculados. Até hoje (17/01), as unidades escolares registraram o cadastro de 9.789 estudantes (7,6%).

Além do trabalho desenvolvido pelos profissionais da Rede Municipal, o mutirão de cadastramento promove pontos de apoio nas 12 Secretarias Executivas Regionais, quatro Cucas, Centro Cultural Canindezinho, 27 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), três Centros de Cidadania e Direitos Humanos (CCDH) e quatro terminais de ônibus (Messejana, Papicu, Antônio Bezerra e Parangaba). Mais de 50 equipamentos mobilizados, onde a população pode contar com equipes preparadas para receber os pais e responsáveis pela criança.

Rede Municipal de Ensino realiza busca ativa para cadastrar crianças para vacinação contra a Covid-19 em Fortaleza

O objetivo da ação é proporcionar o acesso aos pais e responsáveis que não disponham de internet ou que tenham alguma dificuldade durante o cadastro, etapa obrigatória para o agendamento para imunização

mãe e filho conversam com um servidor da escola enquanto esse preenche o cadastro no computador
As escolas municipais participam do mutirão de cadastramento para vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19 lançado pelo prefeito José Sarto (Fotos: Rodrigo Carvalho)

Foi pelo grupo da escola com pais e responsáveis que a dona de casa Brena Kelly Gomes soube que já era possível realizar o cadastro para vacinar contra a Covid-19 os filhos Ravi e Ana Josuelly, alunos da Escola Municipal Adroaldo Teixeira Castelo, no Pici. “Estou muito feliz que meus filhos serão vacinados, com isso terão menos riscos de ficarem doentes. No grupo, avisaram sobre os documentos, cheguei aqui na escola e rapidamente fiz o cadastro deles", conta.

A Rede Municipal de Ensino segue realizando a busca ativa dos alunos que ainda não possuem cadastro no Saúde Digital para receber a imunização. A iniciativa integra as ações do mutirão de cadastramento para vacinação de crianças de 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19, lançado pelo prefeito José Sarto e iniciado na última sexta-feira (14/01). Em Fortaleza, as crianças dessa faixa etária já começaram a ser vacinadas, mediante agendamento, desde o último sábado (15/01).

O objetivo da ação é proporcionar o acesso aos pais e responsáveis que não disponham de internet ou que tenham alguma dificuldade durante o cadastro, etapa obrigatória para o agendamento para imunização.

"Assim como nas outras etapas das faixas etárias, a Prefeitura teve essa preocupação de observar o percentual de pessoas cadastradas no Saúde Digital e, agora, com as crianças não foi diferente. Como quase a metade das crianças previstas para esse público estão na Rede Municipal, nossas escolas novamente estão abertas, com os 1.300 agentes escolares e a liderança dos gestores, além da mobilização dos demais profissionais, trabalhando junto às famílias para que o cadastramento ocorra de forma tranquila e rápida", explica a secretária da Educação, Dalila Saldanha.

Com a liberação do cadastro das crianças na plataforma Saúde Digital, os agentes escolares e outros profissionais da Secretaria Municipal da Educação (SME) iniciaram a identificação de alunos matriculados na Rede Municipal não cadastrados na plataforma para garantir a adesão. As equipes das unidades escolares estão atuando na sensibilização sobre a importância da imunização e cadastramento dos estudantes. Nos casos necessários, os agentes escolares também visitam a residência dos alunos para efetuar o cadastro.

agentes escolares em uma mesa de trabalho
Agentes escolares da SME iniciaram a identificação de alunos matriculados na Rede Municipal não cadastrados

Para Ricardo Filho, pai de Paulo e Cleiane, alunos também da Escola Municipal Adroaldo Teixeira Castelo, a vacinação das crianças é outro passo essencial na luta contra a Covid-19. "Quando se vacina, a criança fica com uma maior facilidade de ultrapassar essa pandemia. Com os pais apoiando e a Prefeitura trabalhando, com certeza tudo isso vai passar", diz.

A Rede Municipal conta com 128.009 alunos, de 5 a 11 anos, matriculados. Até hoje (17/01), as unidades escolares registraram o cadastro de 9.789 estudantes (7,6%).

Além do trabalho desenvolvido pelos profissionais da Rede Municipal, o mutirão de cadastramento promove pontos de apoio nas 12 Secretarias Executivas Regionais, quatro Cucas, Centro Cultural Canindezinho, 27 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), três Centros de Cidadania e Direitos Humanos (CCDH) e quatro terminais de ônibus (Messejana, Papicu, Antônio Bezerra e Parangaba). Mais de 50 equipamentos mobilizados, onde a população pode contar com equipes preparadas para receber os pais e responsáveis pela criança.