28 de agosto de 2013 em Saúde

Roberto Cláudio assina a ordem de serviço da primeira UPA da Prefeitura de Fortaleza

Os investimentos para a construção da UPA somam cerca de R$ 4 milhões, entre recursos do Tesouro Municipal e Ministério da Saúde


Além da construção da UPA, Roberto Cláudio destacou que 60 postos de saúde serão reformados até o fim do ano (Foto: Kaio Machado)

O prefeito Roberto Cláudio assinou, nesta terça-feira (27/8), a ordem de serviço para a construção da primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Prefeitura Municipal de Fortaleza, no grande Pirambu. A solenidade aconteceu no Conjunto Habitacional Alves de Lima, localizado na Av. Presidente Castelo Branco (Cristo Redentor), na Secretaria Regional I.

Os investimentos para a construção da UPA somam cerca de R$ 4 milhões, entre recursos do Tesouro Municipal e Ministério da Saúde. Ao todo, serão construídas pela Prefeitura seis UPAs, uma em cada Regional. As UPAs funcionarão 24h e têm por objetivo aliviar o grande fluxo de pacientes dos postos de saúde da Capital.

A secretária de Saúde de Fortaleza, Socorro Martins, assegurou que essas novas unidades irão garantir ao cidadão fortalezense mais espaços de atendimento com qualidade e agilidade. “Para nós é uma grande satisfação estarmos aqui nesta noite para a assinatura da ordem de serviço da primeira UPA da Prefeitura. que irá  atender com qualidade e eficiência a nossa população”, afirmou.

“Fui eleito prefeito da Cidade por vocês e me orgulho disso. Vocês votaram em mim e estou aqui por quatro anos para ser empregado de vocês”, afirmou o prefeito Roberto Cláudio na solenidade. “Até o final do ano, teremos 60 postos de saúde reformados e em pleno funcionamento, de 7h da manhã às 7h da noite, todos equipados, com remédio, com médicos e todo o conforto para atender à população. Serão ao todo, até o fim do ano, 200 novos médicos atendendo na rede de saúde primária de Fortaleza”, finalizou.

“É com muita alegria que vamos dar o pontapé inicial para a construção da primeira UPA. Em apenas 8 meses de gestão, já estamos assinando a ordem de serviço”, disse o secretário da Regional I, Guilherme Gouveia.

O evento contou com diversas atrações artísticas locais. A primeira da noite foi a roda de capoeira, com a Associação Zumbi Capoeira, que atende cerca de 70 crianças do Vila do Mar. O projeto existe há mais de 30 anos e é capitaneado pelo Mestre Lula.

Logo em seguida, foi a vez da Orquestra de Sopro e Cordas do Vila Velha II, projeto social que atua há 4 anos e é tocado pelo Conselho Comunitário de Ações Sociais do Conjunto Vila Velha, presidido pela Senhora Glória Maria. O projeto é pioneiro no bairro e atende mais de 100 crianças e adolescentes, que recebem aulas de música durante toda a semana. Finalizando a noite de atrações, o cantor Luan Sorrane animou os presentes com temas sertanejos.

Marcaram presença também na assinatura da ordem de serviço os vereadores Walter Cavalcante (PMDB) e Evaldo Lima (PCdoB); o secretário de Infraestrutura, Samuel Dias; e o presidente do Instituto Municipal de Pesquisas, Administração e Recursos Humanos (IMPARH), André Ramos.

Roberto Cláudio assina a ordem de serviço da primeira UPA da Prefeitura de Fortaleza

Os investimentos para a construção da UPA somam cerca de R$ 4 milhões, entre recursos do Tesouro Municipal e Ministério da Saúde

Além da construção da UPA, Roberto Cláudio destacou que 60 postos de saúde serão reformados até o fim do ano (Foto: Kaio Machado)

O prefeito Roberto Cláudio assinou, nesta terça-feira (27/8), a ordem de serviço para a construção da primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Prefeitura Municipal de Fortaleza, no grande Pirambu. A solenidade aconteceu no Conjunto Habitacional Alves de Lima, localizado na Av. Presidente Castelo Branco (Cristo Redentor), na Secretaria Regional I.

Os investimentos para a construção da UPA somam cerca de R$ 4 milhões, entre recursos do Tesouro Municipal e Ministério da Saúde. Ao todo, serão construídas pela Prefeitura seis UPAs, uma em cada Regional. As UPAs funcionarão 24h e têm por objetivo aliviar o grande fluxo de pacientes dos postos de saúde da Capital.

A secretária de Saúde de Fortaleza, Socorro Martins, assegurou que essas novas unidades irão garantir ao cidadão fortalezense mais espaços de atendimento com qualidade e agilidade. “Para nós é uma grande satisfação estarmos aqui nesta noite para a assinatura da ordem de serviço da primeira UPA da Prefeitura. que irá  atender com qualidade e eficiência a nossa população”, afirmou.

“Fui eleito prefeito da Cidade por vocês e me orgulho disso. Vocês votaram em mim e estou aqui por quatro anos para ser empregado de vocês”, afirmou o prefeito Roberto Cláudio na solenidade. “Até o final do ano, teremos 60 postos de saúde reformados e em pleno funcionamento, de 7h da manhã às 7h da noite, todos equipados, com remédio, com médicos e todo o conforto para atender à população. Serão ao todo, até o fim do ano, 200 novos médicos atendendo na rede de saúde primária de Fortaleza”, finalizou.

“É com muita alegria que vamos dar o pontapé inicial para a construção da primeira UPA. Em apenas 8 meses de gestão, já estamos assinando a ordem de serviço”, disse o secretário da Regional I, Guilherme Gouveia.

O evento contou com diversas atrações artísticas locais. A primeira da noite foi a roda de capoeira, com a Associação Zumbi Capoeira, que atende cerca de 70 crianças do Vila do Mar. O projeto existe há mais de 30 anos e é capitaneado pelo Mestre Lula.

Logo em seguida, foi a vez da Orquestra de Sopro e Cordas do Vila Velha II, projeto social que atua há 4 anos e é tocado pelo Conselho Comunitário de Ações Sociais do Conjunto Vila Velha, presidido pela Senhora Glória Maria. O projeto é pioneiro no bairro e atende mais de 100 crianças e adolescentes, que recebem aulas de música durante toda a semana. Finalizando a noite de atrações, o cantor Luan Sorrane animou os presentes com temas sertanejos.

Marcaram presença também na assinatura da ordem de serviço os vereadores Walter Cavalcante (PMDB) e Evaldo Lima (PCdoB); o secretário de Infraestrutura, Samuel Dias; e o presidente do Instituto Municipal de Pesquisas, Administração e Recursos Humanos (IMPARH), André Ramos.