11 de dezembro de 2019 em Mobilidade

Trecho da Rua Frederico Borges é bloqueado para viabilizar obras do polo gastronômico da Varjota

Interdição ocorre a partir desta sexta-feira (13/12), no trecho compreendido entre as ruas Canuto de Aguiar e República do Líbano


operário trabalhando em rua
As intervenções contemplam a substituição da pavimentação asfáltica por piso em blocos de concreto, construção de novas calçadas, ciclofaixas e passagens elevadas para pedestres

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informa que fará a interdição total da Rua Frederico Borges, na Varjota, a partir desta sexta-feira (13/12), no trecho compreendido entre as ruas Canuto de Aguiar e República do Líbano. O bloqueio é necessário para a continuação das obras do Polo Gastronômico da Varjota que seguem agora com os serviços de pavimentação e readequação de passeio da Rua Frederico Borges.

As intervenções contemplam toda a revitalização da via com a substituição da pavimentação asfáltica por piso em blocos de concreto, construção de novas calçadas, ciclofaixas e passagens elevadas para pedestres.

Os serviços, especificamente neste trecho, acontecem até o dia 18 e contarão com o suporte operacional dos agentes da AMC. A orientação para quem segue na Rua Frederico Borges é dobrar à esquerda na Rua República do Líbano, à direita na Av. Virgílio Távora e à direita na Rua Canuto de Aguiar. Confira o mapa

A AMC recomenda que, em virtude das obras, os condutores evitem trafegar na Rua Federico Borges e utilizem vias como Dom Luís e Virgílio Távora para acessar a Av. Antônio Justa.

Sobre a obra

O projeto do Polo Gastronômico da Varjota prevê a urbanização de 1,5 km das ruas Ana Bilhar e Frederico Borges, oferecendo novas vias com calçadas padronizadas e mobiliários urbanos em todo o quadrilátero da Varjota, melhorando o acesso aos mais de 110 estabelecimentos da região e fortalecendo o turismo.

O local passará a contar ainda com intervenções urbanísticas com a instalação de parklets, paraciclos, jardineiras, arborização e nova iluminação. Orçadas em R$ 13 milhões, as obras têm conclusão prevista para abril de 2020.

Trecho da Rua Frederico Borges é bloqueado para viabilizar obras do polo gastronômico da Varjota

Interdição ocorre a partir desta sexta-feira (13/12), no trecho compreendido entre as ruas Canuto de Aguiar e República do Líbano

operário trabalhando em rua
As intervenções contemplam a substituição da pavimentação asfáltica por piso em blocos de concreto, construção de novas calçadas, ciclofaixas e passagens elevadas para pedestres

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informa que fará a interdição total da Rua Frederico Borges, na Varjota, a partir desta sexta-feira (13/12), no trecho compreendido entre as ruas Canuto de Aguiar e República do Líbano. O bloqueio é necessário para a continuação das obras do Polo Gastronômico da Varjota que seguem agora com os serviços de pavimentação e readequação de passeio da Rua Frederico Borges.

As intervenções contemplam toda a revitalização da via com a substituição da pavimentação asfáltica por piso em blocos de concreto, construção de novas calçadas, ciclofaixas e passagens elevadas para pedestres.

Os serviços, especificamente neste trecho, acontecem até o dia 18 e contarão com o suporte operacional dos agentes da AMC. A orientação para quem segue na Rua Frederico Borges é dobrar à esquerda na Rua República do Líbano, à direita na Av. Virgílio Távora e à direita na Rua Canuto de Aguiar. Confira o mapa

A AMC recomenda que, em virtude das obras, os condutores evitem trafegar na Rua Federico Borges e utilizem vias como Dom Luís e Virgílio Távora para acessar a Av. Antônio Justa.

Sobre a obra

O projeto do Polo Gastronômico da Varjota prevê a urbanização de 1,5 km das ruas Ana Bilhar e Frederico Borges, oferecendo novas vias com calçadas padronizadas e mobiliários urbanos em todo o quadrilátero da Varjota, melhorando o acesso aos mais de 110 estabelecimentos da região e fortalecendo o turismo.

O local passará a contar ainda com intervenções urbanísticas com a instalação de parklets, paraciclos, jardineiras, arborização e nova iluminação. Orçadas em R$ 13 milhões, as obras têm conclusão prevista para abril de 2020.