07 de novembro de 2018 em Mobilidade

Vice-prefeito Moroni Torgan e governador Camilo Santana assinam ordem de serviço para início das obras da Linha Leste do Metrô

Nova linha possibilitará integração entre diversos modais da Cidade


BNDES
O trecho que será executado da Linha Leste terá 7,3 Km de extensão e ligará o Centro de Fortaleza ao Papicu (Foto: Marcos Moura)

O vice-prefeito Moroni Torgan e o governador Camilo Santana participaram da solenidade de assinatura para o início das obras da Linha Leste do Metrô de Fortaleza, no fim da manhã desta quarta-feira (07/11), no Centro da Capital. No local, foram apresentados, ainda, o canteiro onde estão montadas as máquinas tuneladoras, os equipamentos que serão utilizados para a escavação dos túneis e o o shaft, local de embocadura das tuneladoras.

“Esse é um momento histórico para a mobilidade de Fortaleza e do Estado. O metrô é o principal transporte coletivo de massa e essa linha possibilitará acesso a um transporte rápido e de qualidade aos trabalhadores, além de desobstrução de vias da cidade que sofrem pelo excesso de trânsito, trazendo melhorias na qualidade de vida das pessoas”, declarou Moroni Torgan.

O trecho que será executado da Linha Leste terá 7,3 Km de extensão e ligará o Centro de Fortaleza ao Papicu, com uma estação de superfície (Tirol-Moura Brasil) e outras quatro subterrâneas (Chico da Silva, Colégio Militar, Nunes Valente e Papicu). O empreendimento, após concluído, terá tempo de viagem entre o Centro e o Papicu de 15 minutos.

O governador Camilo Santana ressaltou que a nova linha beneficiará milhares de cearenses. “A expectativa é que tenhamos 200 mil pessoas por dias sendo transportadas nessa linha. Isso significa emprego para as pessoas de Fortaleza e do Ceará, além de mobilidade com qualidade e conforto para os moradores da quinta capital brasileira”, afirmou.

A Linha Leste possibilitará a integração dos modais de transporte, disponibilizando um equipamento seguro, ágil, confortável, com preço acessível. Os usuários das Linhas Sul ou Oeste vão poder, por exemplo, pegar a Linha Leste no Centro de Fortaleza e ir até o Papicu, onde terão a opção de utilizar o VLT Parangaba-Mucuripe ou os ônibus do terminal do bairro.

Para a execução do trecho da nova linha metroviária estão disponíveis R$ 1 bilhão do BNDES em financiamento, R$ 673 milhões do Governo Federal e R$ 186 milhões do Tesouro Estadual. A previsão é que obra seja entregue em até quatro anos.

O evento contou, também, com a presença do presidente do Senado, Eunício Oliveira, do Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, representantes do BNDES, Caixa Econômica Federal e autoridades locais.

Vice-prefeito Moroni Torgan e governador Camilo Santana assinam ordem de serviço para início das obras da Linha Leste do Metrô

Nova linha possibilitará integração entre diversos modais da Cidade

BNDES
O trecho que será executado da Linha Leste terá 7,3 Km de extensão e ligará o Centro de Fortaleza ao Papicu (Foto: Marcos Moura)

O vice-prefeito Moroni Torgan e o governador Camilo Santana participaram da solenidade de assinatura para o início das obras da Linha Leste do Metrô de Fortaleza, no fim da manhã desta quarta-feira (07/11), no Centro da Capital. No local, foram apresentados, ainda, o canteiro onde estão montadas as máquinas tuneladoras, os equipamentos que serão utilizados para a escavação dos túneis e o o shaft, local de embocadura das tuneladoras.

“Esse é um momento histórico para a mobilidade de Fortaleza e do Estado. O metrô é o principal transporte coletivo de massa e essa linha possibilitará acesso a um transporte rápido e de qualidade aos trabalhadores, além de desobstrução de vias da cidade que sofrem pelo excesso de trânsito, trazendo melhorias na qualidade de vida das pessoas”, declarou Moroni Torgan.

O trecho que será executado da Linha Leste terá 7,3 Km de extensão e ligará o Centro de Fortaleza ao Papicu, com uma estação de superfície (Tirol-Moura Brasil) e outras quatro subterrâneas (Chico da Silva, Colégio Militar, Nunes Valente e Papicu). O empreendimento, após concluído, terá tempo de viagem entre o Centro e o Papicu de 15 minutos.

O governador Camilo Santana ressaltou que a nova linha beneficiará milhares de cearenses. “A expectativa é que tenhamos 200 mil pessoas por dias sendo transportadas nessa linha. Isso significa emprego para as pessoas de Fortaleza e do Ceará, além de mobilidade com qualidade e conforto para os moradores da quinta capital brasileira”, afirmou.

A Linha Leste possibilitará a integração dos modais de transporte, disponibilizando um equipamento seguro, ágil, confortável, com preço acessível. Os usuários das Linhas Sul ou Oeste vão poder, por exemplo, pegar a Linha Leste no Centro de Fortaleza e ir até o Papicu, onde terão a opção de utilizar o VLT Parangaba-Mucuripe ou os ônibus do terminal do bairro.

Para a execução do trecho da nova linha metroviária estão disponíveis R$ 1 bilhão do BNDES em financiamento, R$ 673 milhões do Governo Federal e R$ 186 milhões do Tesouro Estadual. A previsão é que obra seja entregue em até quatro anos.

O evento contou, também, com a presença do presidente do Senado, Eunício Oliveira, do Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, representantes do BNDES, Caixa Econômica Federal e autoridades locais.