26 de outubro de 2021 em Social

Beneficiários do Bolsa Família não precisam fazer atualização cadastral para receber o Auxílio Brasil

O benefício será substituído automaticamente a partir do mês de novembro


A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), orienta à população que os beneficiários do Bolsa Família serão contemplados automaticamente com o Auxílio Brasil. Dessa forma, não há necessidade de atualização no Cadastro Único (CadÚnico). O Auxílio Brasil substituirá o atual Programa Bolsa Família e deve começar a ser pago em novembro.

O Cadastro Único possui validade de dois anos. Dessa forma, o secretário Cláudio Pinho, titular da SDHDS, explica que não há necessidade de ir a um dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou a um dos pontos de atendimento do CadÚnico. “Quem recebe o Bolsa Família migrará, automaticamente, para o Auxílio Brasil. Por isso, as famílias que recebem o benefício só devem procurar os postos de atendimento se estiverem com o benefício cancelado ou se realmente precisarem fazer atualização cadastral”.

As informações do CadÚnico devem ser renovadas também sempre que houver qualquer mudança nas informações da família, como mudança de endereço, telefone, estado civil, renda mensal ou em casos de nascimento, adoção ou falecimento na família.

A coordenadora da Assistência Social da SDHDS, Márcia Nogueira, ressalta que a melhor maneira de saber se a família está cadastrada e se precisa atualizar as informações é por meio do aplicativo Meu CadÚnico. A ferramenta informa se o cadastro está desatualizado e permite a impressão de comprovante. Caso o usuário não tenha internet, deve procurar algum Cras, um posto de atendimento do CadÚnico ou entrar em contato através dos telefones (85) 3488.9894 (fixo) e (85) 9 8970.3939 (WhatsApp).

CadÚnico

As famílias de baixa renda ainda não inscritas no CadÚnico devem fazer o cadastro para então receberem os benefícios sociais. Para isso, é preciso estar atento aos requisitos: renda por pessoa na família de até meio salário mínimo ou renda mensal de até três salários mínimos. O processo é feito em um CRAS ou nos Núcleos de Atendimento do Cadastro Único.

Beneficiários do Bolsa Família não precisam fazer atualização cadastral para receber o Auxílio Brasil

O benefício será substituído automaticamente a partir do mês de novembro

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), orienta à população que os beneficiários do Bolsa Família serão contemplados automaticamente com o Auxílio Brasil. Dessa forma, não há necessidade de atualização no Cadastro Único (CadÚnico). O Auxílio Brasil substituirá o atual Programa Bolsa Família e deve começar a ser pago em novembro.

O Cadastro Único possui validade de dois anos. Dessa forma, o secretário Cláudio Pinho, titular da SDHDS, explica que não há necessidade de ir a um dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou a um dos pontos de atendimento do CadÚnico. “Quem recebe o Bolsa Família migrará, automaticamente, para o Auxílio Brasil. Por isso, as famílias que recebem o benefício só devem procurar os postos de atendimento se estiverem com o benefício cancelado ou se realmente precisarem fazer atualização cadastral”.

As informações do CadÚnico devem ser renovadas também sempre que houver qualquer mudança nas informações da família, como mudança de endereço, telefone, estado civil, renda mensal ou em casos de nascimento, adoção ou falecimento na família.

A coordenadora da Assistência Social da SDHDS, Márcia Nogueira, ressalta que a melhor maneira de saber se a família está cadastrada e se precisa atualizar as informações é por meio do aplicativo Meu CadÚnico. A ferramenta informa se o cadastro está desatualizado e permite a impressão de comprovante. Caso o usuário não tenha internet, deve procurar algum Cras, um posto de atendimento do CadÚnico ou entrar em contato através dos telefones (85) 3488.9894 (fixo) e (85) 9 8970.3939 (WhatsApp).

CadÚnico

As famílias de baixa renda ainda não inscritas no CadÚnico devem fazer o cadastro para então receberem os benefícios sociais. Para isso, é preciso estar atento aos requisitos: renda por pessoa na família de até meio salário mínimo ou renda mensal de até três salários mínimos. O processo é feito em um CRAS ou nos Núcleos de Atendimento do Cadastro Único.