13 de janeiro de 2022 em Social

Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comdefor) aprova recondução para o biênio 2022-2023

A assembleia geral foi realizada no dia 22 de dezembro de 2021


O colegiado do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comdefor), conforme dispositivo do Regimento Interno, decidiu pela recondução por mais um mandato de dois anos (biênio 2022-2023). Também foi decidido manter Emerson Damasceno na presidência da Coordenadoria Especial da Pessoa com Deficiência (Copedef), vinculada à Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), e Odair Mendonça na vice-presidência, pela sociedade civil, além das demais conselheiras e conselheiros representantes da sociedade civil. A assembleia geral foi realizada no dia 22 de dezembro de 2021.

De acordo com o presidente do Conselho, mesmo com os desafios de uma época de pandemia, que limitaram parte das atividades a reuniões online, houve uma boa produção em termos de fiscalização e visitas, principalmente no ano de 2021. “Desta forma, o Conselho entendeu oportuno utilizar do dispositivo de recondução para dar continuidade, além de ampliar sua atuação presencial, em especial na fiscalização de obras e atendimentos para pessoas com deficiência, além de pautas importantes como saúde, transporte e educação, com foco nas barreiras que ainda prejudicam a vida das pessoas com deficiência em sociedade”.

Damasceno destaca ainda a melhoria da estrutura física para atuação do conselho. “Já houve uma evolução considerável nas condições de funcionamento do conselho com sala, equipamentos e secretaria-executiva, além de transporte. Nossa expectativa, agora, é a concretização da estrutura da sala dos conselhos municipais, bem como demais avanços necessários para que o controle social tenha mais autonomia em seu funcionamento”.

Saiba mais

O Comdefor é um órgão de controle social vinculado à Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da SDHDS. O Conselho tem como principais finalidades propor, definir diretrizes e prioridades, fiscalizar e deliberar sobre as políticas públicas dirigidas à pessoa com deficiência.

Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comdefor) aprova recondução para o biênio 2022-2023

A assembleia geral foi realizada no dia 22 de dezembro de 2021

O colegiado do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comdefor), conforme dispositivo do Regimento Interno, decidiu pela recondução por mais um mandato de dois anos (biênio 2022-2023). Também foi decidido manter Emerson Damasceno na presidência da Coordenadoria Especial da Pessoa com Deficiência (Copedef), vinculada à Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), e Odair Mendonça na vice-presidência, pela sociedade civil, além das demais conselheiras e conselheiros representantes da sociedade civil. A assembleia geral foi realizada no dia 22 de dezembro de 2021.

De acordo com o presidente do Conselho, mesmo com os desafios de uma época de pandemia, que limitaram parte das atividades a reuniões online, houve uma boa produção em termos de fiscalização e visitas, principalmente no ano de 2021. “Desta forma, o Conselho entendeu oportuno utilizar do dispositivo de recondução para dar continuidade, além de ampliar sua atuação presencial, em especial na fiscalização de obras e atendimentos para pessoas com deficiência, além de pautas importantes como saúde, transporte e educação, com foco nas barreiras que ainda prejudicam a vida das pessoas com deficiência em sociedade”.

Damasceno destaca ainda a melhoria da estrutura física para atuação do conselho. “Já houve uma evolução considerável nas condições de funcionamento do conselho com sala, equipamentos e secretaria-executiva, além de transporte. Nossa expectativa, agora, é a concretização da estrutura da sala dos conselhos municipais, bem como demais avanços necessários para que o controle social tenha mais autonomia em seu funcionamento”.

Saiba mais

O Comdefor é um órgão de controle social vinculado à Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da SDHDS. O Conselho tem como principais finalidades propor, definir diretrizes e prioridades, fiscalizar e deliberar sobre as políticas públicas dirigidas à pessoa com deficiência.