26 de novembro de 2021 em Tecnologia

Fortaleza fica em primeiro no Ranking de Serviços de Cidades Inteligentes entre as capitais com mais de um milhão de habitantes

O ranking, elaborado pela consultoria Teleco, foi divulgado na tarde desta quinta-feira (25/11)


homem pegando uma bicicleta na estação do Bicicletar
A Mobilidade urbana é um dos indicadores de serviços inteligentes e considera informações como estacionamento Zona Azul, aluguel de bicicletas compartilhadas e bilhete eletrônico para transporte público

Fortaleza ocupa o primeiro lugar no Ranking de Serviços de Cidades Inteligentes 2021, elaborado pela consultoria Teleco e divulgado nesta quinta-feira (25/11) pela Conexis Brasil Digital e pela Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel). O resultado mediu o desempenho das capitais com mais de um milhão de habitantes. Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e São Paulo compõem a lista das cinco primeiras posições. Já em relação às 100 maiores cidades do país, a capital cearense ficou em terceiro lugar, atrás de Uberlândia e Campo Grande.

Na edição de 2020, Fortaleza ficou em 2º entre as capitais com mais de um milhão de habitantes, atrás de Recife, e em 4º no ranking geral, atrás de Santo André, Recife e Uberlândia.

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, celebrou o reconhecimento e garantiu que a Prefeitura seguirá buscando soluções para as questões da cidade por meio da inovação. “É um grande orgulho ver Fortaleza alcançando notoriedade por serviços que beneficiam os cidadãos e aprimoram a gestão com o uso de tecnologia. São esforços que nos fazem avançar em várias áreas como mobilidade, limpeza urbana, finanças. Uma cidade cada vez mais moderna, com administração pública eficiente e serviços disponíveis e acessíveis para os fortalezenses, é o que nós queremos”, enfatiza o prefeito.

"Esse ranking de Serviços de Cidades Inteligentes só mostra que estamos no caminho certo e materializa o quão avançada Fortaleza está em áreas como mobilidade, governo digital e finanças, dentre outros. Certamente é um estímulo para a cidade, mas também nos impõe a responsabilidade de avançar cada vez mais", afirma o presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Luiz Alberto Sabóia.

O Ranking de Serviços de Cidades Inteligentes avalia, entre os 100 maiores municípios brasileiros em população, os que estão ofertando serviços inteligentes ao cidadão e à gestão municipal, utilizando os meios digitais.

Os indicadores de serviços inteligentes utilizados pelos cidadãos são: Mobilidade urbana, que considera informações como estacionamento Zona Azul, aluguel de bicicletas compartilhadas e bilhete eletrônico para transporte público; E-Gov, que avalia a emissão de licenças, tributos e certidões, por exemplo; serviços de educação e saúde, como o agendamento de consultas e a realização de matrícula on-line; e Meio Ambiente, como coleta de lixo e alertas da Defesa Civil. Entre os indicadores de serviços da gestão municipal estão: semáforos inteligentes, vigilância por câmeras, iluminação e limpeza pública.

Cidades inteligentes

Em setembro deste ano, o Ranking Connected Smart Cities divulgou que Fortaleza é a segunda cidade do Nordeste com os melhores indicadores de cidades inteligentes e a 22ª do Brasil. Desenvolvido pela consultoria Urban Systems em parceria com a Necta, o ranking analisou 677 cidades brasileiras com mais de 50 mil habitantes.

Fortaleza fica em primeiro no Ranking de Serviços de Cidades Inteligentes entre as capitais com mais de um milhão de habitantes

O ranking, elaborado pela consultoria Teleco, foi divulgado na tarde desta quinta-feira (25/11)

homem pegando uma bicicleta na estação do Bicicletar
A Mobilidade urbana é um dos indicadores de serviços inteligentes e considera informações como estacionamento Zona Azul, aluguel de bicicletas compartilhadas e bilhete eletrônico para transporte público

Fortaleza ocupa o primeiro lugar no Ranking de Serviços de Cidades Inteligentes 2021, elaborado pela consultoria Teleco e divulgado nesta quinta-feira (25/11) pela Conexis Brasil Digital e pela Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel). O resultado mediu o desempenho das capitais com mais de um milhão de habitantes. Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e São Paulo compõem a lista das cinco primeiras posições. Já em relação às 100 maiores cidades do país, a capital cearense ficou em terceiro lugar, atrás de Uberlândia e Campo Grande.

Na edição de 2020, Fortaleza ficou em 2º entre as capitais com mais de um milhão de habitantes, atrás de Recife, e em 4º no ranking geral, atrás de Santo André, Recife e Uberlândia.

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, celebrou o reconhecimento e garantiu que a Prefeitura seguirá buscando soluções para as questões da cidade por meio da inovação. “É um grande orgulho ver Fortaleza alcançando notoriedade por serviços que beneficiam os cidadãos e aprimoram a gestão com o uso de tecnologia. São esforços que nos fazem avançar em várias áreas como mobilidade, limpeza urbana, finanças. Uma cidade cada vez mais moderna, com administração pública eficiente e serviços disponíveis e acessíveis para os fortalezenses, é o que nós queremos”, enfatiza o prefeito.

"Esse ranking de Serviços de Cidades Inteligentes só mostra que estamos no caminho certo e materializa o quão avançada Fortaleza está em áreas como mobilidade, governo digital e finanças, dentre outros. Certamente é um estímulo para a cidade, mas também nos impõe a responsabilidade de avançar cada vez mais", afirma o presidente da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova), Luiz Alberto Sabóia.

O Ranking de Serviços de Cidades Inteligentes avalia, entre os 100 maiores municípios brasileiros em população, os que estão ofertando serviços inteligentes ao cidadão e à gestão municipal, utilizando os meios digitais.

Os indicadores de serviços inteligentes utilizados pelos cidadãos são: Mobilidade urbana, que considera informações como estacionamento Zona Azul, aluguel de bicicletas compartilhadas e bilhete eletrônico para transporte público; E-Gov, que avalia a emissão de licenças, tributos e certidões, por exemplo; serviços de educação e saúde, como o agendamento de consultas e a realização de matrícula on-line; e Meio Ambiente, como coleta de lixo e alertas da Defesa Civil. Entre os indicadores de serviços da gestão municipal estão: semáforos inteligentes, vigilância por câmeras, iluminação e limpeza pública.

Cidades inteligentes

Em setembro deste ano, o Ranking Connected Smart Cities divulgou que Fortaleza é a segunda cidade do Nordeste com os melhores indicadores de cidades inteligentes e a 22ª do Brasil. Desenvolvido pela consultoria Urban Systems em parceria com a Necta, o ranking analisou 677 cidades brasileiras com mais de 50 mil habitantes.