24 de julho de 2020 em Turismo

Fortaleza se destaca na preferência dos brasileiros que pretendem viajar

Pesquisa revela também que o brasileiro quer viajar mais após o confinamento


Fortaleza é o destino preferido de 29% dos brasileiros que pretendem viajar após o fim das restrições da pandemia novo coronavírus. Entre as cidades brasileiras, a capital cearense perde apenas para Florianópolis (32%). O ranking segue com Recife (23%), Rio de Janeiro (22%) e Salvador (20%). Os dados são da pesquisa "Revitalize o seu Bem-estar", encomendada pela plataforma Hoteis.com.

Segundo o levantamento, feito on-line entre os dias 15 e 24 de junho, 47% dos entrevistados afirmaram ter preferência pelo turismo doméstico, enquanto que apenas 19% manifestou interesse em viajar para fora do País.

A pesquisa revela também que a maioria dos brasileiros (70%) passou a valorizar mais o hábito de viajar após passar pelo confinamento, enquanto metade (50%) afirma que pretende aumentar a frequência das viagens, uma vez que as restrições sejam liberadas.

“Essa pesquisa mostra exatamente o que já esperávamos: o desejo de viajar das pessoas aumentou com a experiência da pandemia, mas com foco no turismo doméstico”, observa a secretária do Turismo de Fortaleza, Leiliane Vasconcelos. Ela destaca que a Setfor já está trabalhando em projetos voltados para o turismo interno e que a Prefeitura tem investido em obras que deixarão a Cidade ainda melhor para os visitantes. “Além de pensarmos projetos para a volta das atividades, vamos ter uma Fortaleza ainda mais atrativa, com a Beira-Mar requalificada, o Polo Gastronômico da Varjota, entre outras intervenções”, ressalta.

Mudança de comportamento

O levantamento mostra ainda que a partir de agora, o turista passará a ter novos hábitos, diretamente ligados à experiência da pandemia. Produtos de higiene pessoal e relacionados ao cuidado com a saúde passarão a ter lugar de destaque na mala. O item mais citado como indispensável foi o álcool em gel (81%), seguido pelo seguro-viagem (66%) e acessórios, como chapéus e óculos de sol (63%). Máscaras (60%), sabonetes (56%) e toalhas com desinfetantes (50%) também tiveram destaque.

Entre as opções de roteiro, os passeios com a família e entes queridos são a preferência de 53% dos brasileiros. Os programas ao ar livre (46%) e os destinos com potencial para melhorar a saúde mental (50%) também estão entre os mais citados.

De acordo com a pesquisa da Hoteis.com, pouco mais da metade (56%) dos brasileiros admite que, apesar de ainda um pouco receosos, estão animados com a possibilidade de uma nova viagem. Cerca de seis em cada dez entrevistados acreditam que apenas se sentirão plenamente confortáveis para uma nova excursão quando as autoridades confirmarem ser uma prática segura (17%) ou a vacina ter sido desenvolvida (44%). Já quatro em cada dez respondentes disseram que, na próxima viagem, certamente irão verificar se o seu seguro de saúde estará habilitado para o local de destino.

Fortaleza se destaca na preferência dos brasileiros que pretendem viajar

Pesquisa revela também que o brasileiro quer viajar mais após o confinamento

Fortaleza é o destino preferido de 29% dos brasileiros que pretendem viajar após o fim das restrições da pandemia novo coronavírus. Entre as cidades brasileiras, a capital cearense perde apenas para Florianópolis (32%). O ranking segue com Recife (23%), Rio de Janeiro (22%) e Salvador (20%). Os dados são da pesquisa "Revitalize o seu Bem-estar", encomendada pela plataforma Hoteis.com.

Segundo o levantamento, feito on-line entre os dias 15 e 24 de junho, 47% dos entrevistados afirmaram ter preferência pelo turismo doméstico, enquanto que apenas 19% manifestou interesse em viajar para fora do País.

A pesquisa revela também que a maioria dos brasileiros (70%) passou a valorizar mais o hábito de viajar após passar pelo confinamento, enquanto metade (50%) afirma que pretende aumentar a frequência das viagens, uma vez que as restrições sejam liberadas.

“Essa pesquisa mostra exatamente o que já esperávamos: o desejo de viajar das pessoas aumentou com a experiência da pandemia, mas com foco no turismo doméstico”, observa a secretária do Turismo de Fortaleza, Leiliane Vasconcelos. Ela destaca que a Setfor já está trabalhando em projetos voltados para o turismo interno e que a Prefeitura tem investido em obras que deixarão a Cidade ainda melhor para os visitantes. “Além de pensarmos projetos para a volta das atividades, vamos ter uma Fortaleza ainda mais atrativa, com a Beira-Mar requalificada, o Polo Gastronômico da Varjota, entre outras intervenções”, ressalta.

Mudança de comportamento

O levantamento mostra ainda que a partir de agora, o turista passará a ter novos hábitos, diretamente ligados à experiência da pandemia. Produtos de higiene pessoal e relacionados ao cuidado com a saúde passarão a ter lugar de destaque na mala. O item mais citado como indispensável foi o álcool em gel (81%), seguido pelo seguro-viagem (66%) e acessórios, como chapéus e óculos de sol (63%). Máscaras (60%), sabonetes (56%) e toalhas com desinfetantes (50%) também tiveram destaque.

Entre as opções de roteiro, os passeios com a família e entes queridos são a preferência de 53% dos brasileiros. Os programas ao ar livre (46%) e os destinos com potencial para melhorar a saúde mental (50%) também estão entre os mais citados.

De acordo com a pesquisa da Hoteis.com, pouco mais da metade (56%) dos brasileiros admite que, apesar de ainda um pouco receosos, estão animados com a possibilidade de uma nova viagem. Cerca de seis em cada dez entrevistados acreditam que apenas se sentirão plenamente confortáveis para uma nova excursão quando as autoridades confirmarem ser uma prática segura (17%) ou a vacina ter sido desenvolvida (44%). Já quatro em cada dez respondentes disseram que, na próxima viagem, certamente irão verificar se o seu seguro de saúde estará habilitado para o local de destino.