17 de julho de 2020 em Social

Horta Social do Conjunto Ceará doa hortaliças a seis entidades beneficentes

A doação ocorre nesta terça-feira (21/07) às 7h


A Prefeitura de Fortaleza doa, nesta terça-feira (21/07), a partir das 7h, parte da colheita mensal da Horta Social do Conjunto Ceará para seis entidades: Lar Santa Terezinha de Lisieux; Lar Santa Barbara; Unidade de Abrigo de Idoso Olavo Bilac; Associação Renascente dos Moradores do Bairro Damas; Sociedade Abrigo dos Idosos São Pedro Julião Eymard e Lar Nossa Senhora de Fátima. A ação é articulada pela Coordenadoria de Políticas Públicas Para Pessoa Idosa da , por meio da Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS) e faz parte do projeto Fortaleza Cidade Amiga do Idoso.

Desde o dia 16 de março, no início do isolamento social, as atividades das Hortas Sociais estão suspensas para evitar aglomeração de idosos – pessoas inseridas no grupo de risco da doença. A doação desta terça-feira será de 350 kg de alface; 310 kg de coentro, 70 kg de couve e 30 kg de tomate cereja para as seis entidades.

Além da doação, faz parte da ação a desinfecção dos carros das entidades e de colaboradores do projeto e a aferição de temperatura.
A primeira doação de hortaliças para entidades beneficentes foi realizada no dia 30 de março, totalizando, até julho, 13 colheitas/doação, que beneficiaram 20 entidades, entregando no total 6.891 quilos de hortaliças entre alface, coentro, couve e tomate cereja.

Sobre as Hortas Sociais

Instituído em junho de 2016, o Projeto Hortas Sociais da Prefeitura de Fortaleza tem contribuído para melhorar a vida de milhares de pessoas idosas em situação de vulnerabilidade social, ao mesmo tempo em que incentiva a agricultura urbana.

Os idosos são inseridos em atividades dentro das hortas, como manejo e colheita, e recebem totalmente de graça tudo o que é colhido.
As hortaliças produzidas são 100% naturais com irrigação automatizada – por gotejamento e plantadas no sistema de vasos (fibra de coco estéril). As três estufas, de 750 m² cada, beneficiam, além de moradores do Conjunto Ceará e Granja Portugal, famílias dos bairros Genibaú, Autran Nunes, Granja Lisboa e Bonsucesso.

O Projeto Horta Sociais é executado por meio do Núcleo de Produções Culturais e Esportivas (Nuproce), instituição sem fins lucrativos que capta recursos via Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Fortaleza.

 

Horta Social do Conjunto Ceará doa hortaliças a seis entidades beneficentes

A doação ocorre nesta terça-feira (21/07) às 7h

A Prefeitura de Fortaleza doa, nesta terça-feira (21/07), a partir das 7h, parte da colheita mensal da Horta Social do Conjunto Ceará para seis entidades: Lar Santa Terezinha de Lisieux; Lar Santa Barbara; Unidade de Abrigo de Idoso Olavo Bilac; Associação Renascente dos Moradores do Bairro Damas; Sociedade Abrigo dos Idosos São Pedro Julião Eymard e Lar Nossa Senhora de Fátima. A ação é articulada pela Coordenadoria de Políticas Públicas Para Pessoa Idosa da , por meio da Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS) e faz parte do projeto Fortaleza Cidade Amiga do Idoso.

Desde o dia 16 de março, no início do isolamento social, as atividades das Hortas Sociais estão suspensas para evitar aglomeração de idosos – pessoas inseridas no grupo de risco da doença. A doação desta terça-feira será de 350 kg de alface; 310 kg de coentro, 70 kg de couve e 30 kg de tomate cereja para as seis entidades.

Além da doação, faz parte da ação a desinfecção dos carros das entidades e de colaboradores do projeto e a aferição de temperatura.
A primeira doação de hortaliças para entidades beneficentes foi realizada no dia 30 de março, totalizando, até julho, 13 colheitas/doação, que beneficiaram 20 entidades, entregando no total 6.891 quilos de hortaliças entre alface, coentro, couve e tomate cereja.

Sobre as Hortas Sociais

Instituído em junho de 2016, o Projeto Hortas Sociais da Prefeitura de Fortaleza tem contribuído para melhorar a vida de milhares de pessoas idosas em situação de vulnerabilidade social, ao mesmo tempo em que incentiva a agricultura urbana.

Os idosos são inseridos em atividades dentro das hortas, como manejo e colheita, e recebem totalmente de graça tudo o que é colhido.
As hortaliças produzidas são 100% naturais com irrigação automatizada – por gotejamento e plantadas no sistema de vasos (fibra de coco estéril). As três estufas, de 750 m² cada, beneficiam, além de moradores do Conjunto Ceará e Granja Portugal, famílias dos bairros Genibaú, Autran Nunes, Granja Lisboa e Bonsucesso.

O Projeto Horta Sociais é executado por meio do Núcleo de Produções Culturais e Esportivas (Nuproce), instituição sem fins lucrativos que capta recursos via Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Fortaleza.