18 de abril de 2022 em Turismo

Lançamento da Rota da Cachaça Fortaleza estimula o conceito de turismo de experiência na Capital

Iniciativa da Secretaria do Turismo de Fortaleza, em parceria com a Abrasel Ceará, oferece um roteiro de sabor e tradição em cinco bares da cidade


A Secretaria do Turismo de Fortaleza (Setfor) lança, nesta quarta-feira (20/04), em evento fechado para convidados, um novo roteiro para fomentar as experiências na Capital. A Rota da Cachaça Fortaleza oferece a moradores e turistas um programa que reúne a degustação de diferentes tipos do destilado harmonizados com petiscos regionais. Os participantes poderão conhecer também a história e curiosidades sobre a bebida, que é uma das mais populares do Brasil.

Em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-CE), o projeto visa fomentar o turismo gastronômico e cultural de Fortaleza e integra uma série de roteiros de experiências na cidade que serão lançados ao longo de 2022 pela Setfor.

A opção por investir em roteiros de experiências está ligada à mudança de perfil dos turistas, que cada vez mais querem vivenciar o destino, ao invés de consumi-lo de forma superficial e padronizada. “Costumo dizer que o turista 4.0, como hoje é chamado, não se interessa por conhecer apenas os pontos turísticos de um local”, explica Alexandre Pereira, secretário do Turismo de Fortaleza. “Ele quer mais: quer viver experiências que gerem recordações inesquecíveis, como um mergulho na gastronomia e na cultura locais, por exemplo, que é o que estamos oferecendo com a Rota da Cachaça”, complementa.

Taiene Righetto, presidente da Abrasel-CE, acredita que a nova rota vai movimentar não só o turismo, mas também a engrenagem de bares e restaurantes da cidade. “A Abrasel vê com muita alegria a parceria com a Setfor nesse projeto, que promove a riqueza da nossa gastronomia e das cachaças, inclusive aquelas produzidas no Ceará. Vamos trabalhar juntos para ampliar essa rota turística, cultural e gastronômica”, afirma.

Quarta da Cachaça

Além de rótulos clássicos, produzidos de forma industrial e armazenados em tonéis de inox, as degustações contemplam cachaças armazenadas nas madeiras mais largamente utilizadas para o envelhecimento da bebida, como jamburana, bálsamo e carvalho, dentre outras.

Inicialmente, cinco estabelecimentos de diferentes bairros de Fortaleza integram a Rota da Cachaça: Arupempa/Complexo Pirata, Cantinho do Frango, Embaixada da Cachaça, Giz Cozinha Boêmia e Raimundo do Queijo.

Às quartas-feiras, os estabelecimentos que integram a rota estão disponíveis para fornecer informações sobre as cachaças que fazem parte do seu cardápio. O grupo vem participando de uma série de workshops sobre a história da bebida.

O treinamento vem sendo ministrado por Altino Farias, proprietário da Embaixada da Cachaça e responsável pela consultoria à Setfor na montagem da rota. Grande conhecedor da bebida, Altino é conselheiro da Abrasel-CE, membro conselheiro da Academia Brasileira da Cachaça de Alambique e membro efetivo da Cúpula da Cachaça.

Como conhecedor e apaixonado pela cachaça, Altino aposta no poder de mudança de conceitos da nova rota. “O roteiro chama atenção para a cachaça, bebida nacional por excelência, que normalmente é deixada em segundo plano frente aos modismos que surgem no mercado. Nesse cenário, sendo de qualidade superior à maioria dos destilados, uma experiência de degustação de cachaça pode mudar o conceito que alguns consumidores têm da bebida”, acredita.

Copos colecionáveis

Quem consome um dos combos oferecidos também recebe de brinde um copinho com a marca da Rota da Cachaça e do estabelecimento que visitou. Ao todo, são cinco modelos de copo, ideal para colecionadores.

Embora tenha sido pensada para funcionar às quartas-feiras, quando os estabelecimentos terão um profissional disponível para dar informações sobre as cachaças oferecidas, a Rota da Cachaça pode ser feita também nos outros dias da semana, de acordo com os horários de cada local participante. A diferença é que o cliente pode não conseguir tirar suas dúvidas sobre o destilado.

Além disso, a Rota da Cachaça Fortaleza pode ser feita de acordo com o gosto do freguês: em grupo, sozinho, toda ela em um só dia ou ao longo de vários dias. O importante é viver a experiência.

Estabelecimentos Rota da Cachaça Fortaleza

Arupemba / Complexo Pirata
Rua dos Tabajaras, 325 - Praia de Iracema
Quarta a sábado (16h às 23h)

Cantinho do Frango
Rua Torres Câmara, 71 - Aldeota
Segunda a quinta (10h às 16h)
Sexta (10h às 22h)
Sábado e domingo (10h às 19h)

Embaixada da Cachaça
Rua João Brígido, 1245 - Joaquim Távora
Segunda a quarta (10h30 às 23h)
Quinta e sexta (10h30 às 00h)
Sábado (10h30 às 20h)

Giz Cozinha Boêmia
Rua Professor Dias da Rocha, 579 - Meireles
Segunda a quinta (17h às 00h)
Sexta a domingo (12h às 00h)

Raimundo do Queijo
Rua General Bezerril, 151 - Centro
Segunda a sexta (7h às 16h30)
Sábado e domingo (7h30 às 13h30)

Lançamento da Rota da Cachaça Fortaleza estimula o conceito de turismo de experiência na Capital

Iniciativa da Secretaria do Turismo de Fortaleza, em parceria com a Abrasel Ceará, oferece um roteiro de sabor e tradição em cinco bares da cidade

A Secretaria do Turismo de Fortaleza (Setfor) lança, nesta quarta-feira (20/04), em evento fechado para convidados, um novo roteiro para fomentar as experiências na Capital. A Rota da Cachaça Fortaleza oferece a moradores e turistas um programa que reúne a degustação de diferentes tipos do destilado harmonizados com petiscos regionais. Os participantes poderão conhecer também a história e curiosidades sobre a bebida, que é uma das mais populares do Brasil.

Em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-CE), o projeto visa fomentar o turismo gastronômico e cultural de Fortaleza e integra uma série de roteiros de experiências na cidade que serão lançados ao longo de 2022 pela Setfor.

A opção por investir em roteiros de experiências está ligada à mudança de perfil dos turistas, que cada vez mais querem vivenciar o destino, ao invés de consumi-lo de forma superficial e padronizada. “Costumo dizer que o turista 4.0, como hoje é chamado, não se interessa por conhecer apenas os pontos turísticos de um local”, explica Alexandre Pereira, secretário do Turismo de Fortaleza. “Ele quer mais: quer viver experiências que gerem recordações inesquecíveis, como um mergulho na gastronomia e na cultura locais, por exemplo, que é o que estamos oferecendo com a Rota da Cachaça”, complementa.

Taiene Righetto, presidente da Abrasel-CE, acredita que a nova rota vai movimentar não só o turismo, mas também a engrenagem de bares e restaurantes da cidade. “A Abrasel vê com muita alegria a parceria com a Setfor nesse projeto, que promove a riqueza da nossa gastronomia e das cachaças, inclusive aquelas produzidas no Ceará. Vamos trabalhar juntos para ampliar essa rota turística, cultural e gastronômica”, afirma.

Quarta da Cachaça

Além de rótulos clássicos, produzidos de forma industrial e armazenados em tonéis de inox, as degustações contemplam cachaças armazenadas nas madeiras mais largamente utilizadas para o envelhecimento da bebida, como jamburana, bálsamo e carvalho, dentre outras.

Inicialmente, cinco estabelecimentos de diferentes bairros de Fortaleza integram a Rota da Cachaça: Arupempa/Complexo Pirata, Cantinho do Frango, Embaixada da Cachaça, Giz Cozinha Boêmia e Raimundo do Queijo.

Às quartas-feiras, os estabelecimentos que integram a rota estão disponíveis para fornecer informações sobre as cachaças que fazem parte do seu cardápio. O grupo vem participando de uma série de workshops sobre a história da bebida.

O treinamento vem sendo ministrado por Altino Farias, proprietário da Embaixada da Cachaça e responsável pela consultoria à Setfor na montagem da rota. Grande conhecedor da bebida, Altino é conselheiro da Abrasel-CE, membro conselheiro da Academia Brasileira da Cachaça de Alambique e membro efetivo da Cúpula da Cachaça.

Como conhecedor e apaixonado pela cachaça, Altino aposta no poder de mudança de conceitos da nova rota. “O roteiro chama atenção para a cachaça, bebida nacional por excelência, que normalmente é deixada em segundo plano frente aos modismos que surgem no mercado. Nesse cenário, sendo de qualidade superior à maioria dos destilados, uma experiência de degustação de cachaça pode mudar o conceito que alguns consumidores têm da bebida”, acredita.

Copos colecionáveis

Quem consome um dos combos oferecidos também recebe de brinde um copinho com a marca da Rota da Cachaça e do estabelecimento que visitou. Ao todo, são cinco modelos de copo, ideal para colecionadores.

Embora tenha sido pensada para funcionar às quartas-feiras, quando os estabelecimentos terão um profissional disponível para dar informações sobre as cachaças oferecidas, a Rota da Cachaça pode ser feita também nos outros dias da semana, de acordo com os horários de cada local participante. A diferença é que o cliente pode não conseguir tirar suas dúvidas sobre o destilado.

Além disso, a Rota da Cachaça Fortaleza pode ser feita de acordo com o gosto do freguês: em grupo, sozinho, toda ela em um só dia ou ao longo de vários dias. O importante é viver a experiência.

Estabelecimentos Rota da Cachaça Fortaleza

Arupemba / Complexo Pirata
Rua dos Tabajaras, 325 - Praia de Iracema
Quarta a sábado (16h às 23h)

Cantinho do Frango
Rua Torres Câmara, 71 - Aldeota
Segunda a quinta (10h às 16h)
Sexta (10h às 22h)
Sábado e domingo (10h às 19h)

Embaixada da Cachaça
Rua João Brígido, 1245 - Joaquim Távora
Segunda a quarta (10h30 às 23h)
Quinta e sexta (10h30 às 00h)
Sábado (10h30 às 20h)

Giz Cozinha Boêmia
Rua Professor Dias da Rocha, 579 - Meireles
Segunda a quinta (17h às 00h)
Sexta a domingo (12h às 00h)

Raimundo do Queijo
Rua General Bezerril, 151 - Centro
Segunda a sexta (7h às 16h30)
Sábado e domingo (7h30 às 13h30)