13 de maio de 2022 em Social

Maio Laranja: Programação especial para combater a violência sexual infantojuvenil tem início neste sábado (14/05)

Ação na Praia do Futuro para alertar sobre os riscos, sinais e formas de prevenção abre campanha do Maio Laranja


Durante o ano de 2021, Fortaleza teve 737 casos notificados de violência sexual contra crianças e adolescentes. Este ano, até março, já foram 152 casos. A maioria são meninas que estão na faixa etária de 12 a 18 anos. Com o objetivo de combater esse tipo de crime, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), tem uma programação especial para a campanha Maio Laranja. Os eventos têm início neste sábado (14/05), com uma ação de panfletagem na Praia do Futuro, alertando sobre os riscos e sinais desse tipo de violência.

A ação também irá falar sobre as formas de prevenção desse tipo de crime, oferecendo ainda prestação de serviços de saúde, assistência e conselho tutelar. Haverá abordagem nos cruzamentos das avenidas e nas barracas de praias. "Queremos levar informação à população, tendo como objetivo principal a proteção integral de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. O dia 18 de maio marca a luta contra esse tipo de crime. É uma união de esforços para disseminar a informação, a proteção de crianças e adolescentes é papel de todos nós", detalha Iraguassú Filho, presidente da Funci.

Ao longo do mês de maio, Fortaleza realizará uma série de atividades. Serão feitas também ações em locais de grande circulação da Capital, como terminais de ônibus, Cucas e shoppings. O material será exposto também nas escolas, postos de saúde, conselhos tutelares e Centros de Referência em Assistência Social (Cras). No dia 18, haverá um ato no anfiteatro da Avenida Beira-Mar. A campanha será encerrada com o I Seminário Maio Laranja, no próximo dia 26, que busca fortalecer a Rede de Enfrentamento à Violência Sexual Infantojuvenil após 2 anos de pandemia.

Rede Aquarela

Criado em 2006 pela Funci, o programa Rede Aquarela é referência nacional no enfrentamento da violência infantojuvenil, desenvolvendo ações de prevenção e atendimento para crianças e adolescentes vítimas de abuso e exploração sexual. No fim de 2020, foi instituído pela lei municipal 11071/20 como política pública permanente. O trabalho da Rede Aquarela ocorre com os profissionais dos eixos Disseminação, Atendimento DCECA, Atendimento Psicossocial e Aquarela 12ª Vara Criminal. "A maioria dos caso de exploração, violência ou abuso sexual, acontece dentro da casa da vítima e somente 10% dos casos é notificado às autoridades. É uma violência ainda muito silenciada que precisa ser enfrentada com urgência e prioridade. Denunciar é o primeiro passo", completa Iraguassu.

Serviço
Programação Maio Laranja

- Data: 14/05 (sábado)
Horário: 8h às 11h
Ação: Panfletagem na Praia do Futuro
Local Praça da Paz Dom Hélder Câmara

- Data: 18/5 (quarta-feira)
Horário: 16h
Ação: Ato em alusão à Campanha 18 de Maio - peça teatral "A Chave"
Local: Anfiteatro da Avenida Beira-Mar

- Data: 26/5 (quinta-feira)
Horário: 9h
Ação: Seminário Maio Laranja
Local: Academia do Professor (Rua Dona Leopoldina, 907 - Centro)

Para denunciar

- Plantão dos Conselhos Tutelares
Funcionamento: 24h
Endereço: Rua João Tomé, 261 – Monte Castelo
Telefone: (85) 3238.1828 / (85) 9 8970.5479
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

- Disque 100
Ligação Gratuita, anônima e atendimento 24 horas.

- Delegacia de Combate à Exploração de Crianças e Adolescentes (Dceca)
Endereço: Rua Soares Bulcão S/N - São Geraldo
Telefone: (85) 3101.2044/3101.2045

- Rede Aquarela
Endereço: Rua João Tomé, 261 – Monte Castelo
Telefone: (85) 3433.1419 / 3433.1421

Maio Laranja: Programação especial para combater a violência sexual infantojuvenil tem início neste sábado (14/05)

Ação na Praia do Futuro para alertar sobre os riscos, sinais e formas de prevenção abre campanha do Maio Laranja

Durante o ano de 2021, Fortaleza teve 737 casos notificados de violência sexual contra crianças e adolescentes. Este ano, até março, já foram 152 casos. A maioria são meninas que estão na faixa etária de 12 a 18 anos. Com o objetivo de combater esse tipo de crime, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Fundação da Criança e da Família Cidadã (Funci), tem uma programação especial para a campanha Maio Laranja. Os eventos têm início neste sábado (14/05), com uma ação de panfletagem na Praia do Futuro, alertando sobre os riscos e sinais desse tipo de violência.

A ação também irá falar sobre as formas de prevenção desse tipo de crime, oferecendo ainda prestação de serviços de saúde, assistência e conselho tutelar. Haverá abordagem nos cruzamentos das avenidas e nas barracas de praias. "Queremos levar informação à população, tendo como objetivo principal a proteção integral de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. O dia 18 de maio marca a luta contra esse tipo de crime. É uma união de esforços para disseminar a informação, a proteção de crianças e adolescentes é papel de todos nós", detalha Iraguassú Filho, presidente da Funci.

Ao longo do mês de maio, Fortaleza realizará uma série de atividades. Serão feitas também ações em locais de grande circulação da Capital, como terminais de ônibus, Cucas e shoppings. O material será exposto também nas escolas, postos de saúde, conselhos tutelares e Centros de Referência em Assistência Social (Cras). No dia 18, haverá um ato no anfiteatro da Avenida Beira-Mar. A campanha será encerrada com o I Seminário Maio Laranja, no próximo dia 26, que busca fortalecer a Rede de Enfrentamento à Violência Sexual Infantojuvenil após 2 anos de pandemia.

Rede Aquarela

Criado em 2006 pela Funci, o programa Rede Aquarela é referência nacional no enfrentamento da violência infantojuvenil, desenvolvendo ações de prevenção e atendimento para crianças e adolescentes vítimas de abuso e exploração sexual. No fim de 2020, foi instituído pela lei municipal 11071/20 como política pública permanente. O trabalho da Rede Aquarela ocorre com os profissionais dos eixos Disseminação, Atendimento DCECA, Atendimento Psicossocial e Aquarela 12ª Vara Criminal. "A maioria dos caso de exploração, violência ou abuso sexual, acontece dentro da casa da vítima e somente 10% dos casos é notificado às autoridades. É uma violência ainda muito silenciada que precisa ser enfrentada com urgência e prioridade. Denunciar é o primeiro passo", completa Iraguassu.

Serviço
Programação Maio Laranja

- Data: 14/05 (sábado)
Horário: 8h às 11h
Ação: Panfletagem na Praia do Futuro
Local Praça da Paz Dom Hélder Câmara

- Data: 18/5 (quarta-feira)
Horário: 16h
Ação: Ato em alusão à Campanha 18 de Maio - peça teatral "A Chave"
Local: Anfiteatro da Avenida Beira-Mar

- Data: 26/5 (quinta-feira)
Horário: 9h
Ação: Seminário Maio Laranja
Local: Academia do Professor (Rua Dona Leopoldina, 907 - Centro)

Para denunciar

- Plantão dos Conselhos Tutelares
Funcionamento: 24h
Endereço: Rua João Tomé, 261 – Monte Castelo
Telefone: (85) 3238.1828 / (85) 9 8970.5479
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

- Disque 100
Ligação Gratuita, anônima e atendimento 24 horas.

- Delegacia de Combate à Exploração de Crianças e Adolescentes (Dceca)
Endereço: Rua Soares Bulcão S/N - São Geraldo
Telefone: (85) 3101.2044/3101.2045

- Rede Aquarela
Endereço: Rua João Tomé, 261 – Monte Castelo
Telefone: (85) 3433.1419 / 3433.1421