Nova edição do ECA é distribuída nas instituições vinculadas à Secretaria de Direitos Humanos e Defesa Social (SDHDS)

20 de julho de 2021 em Social

Nova edição do ECA é distribuída nas instituições vinculadas à Secretaria de Direitos Humanos e Defesa Social (SDHDS)

Desenho de adolescente assistido por abrigo de Fortaleza é destaque na edição do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)


a foto mostra as mãos de um menino, que não mostra o rosto segurando um desenho que tem duas casas, uma amarela e outra rosa, o sol, um arco-íris e crianças brincando
A ilustração de J. S. foi escolhida pela Comissão Especial da Mostra para ser contracapa da edição especial da cartilha impressa pelo Comdica

Com o objetivo de incentivar crianças e adolescentes a assumirem o papel de protagonistas na história do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a nova edição da cartilha começou a ser distribuída nas instituições vinculadas à Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), que administra os abrigos da Prefeitura de Fortaleza. A nova edição foi elaborada pelo Conselho Municipal de Defesa da Criança e do Adolescente de Fortaleza (Comdica) em comemoração aos 30 anos do estatuto, celebrado em julho de 2020. Mas em razão da pandemia de coronavírus, só foi impresso este ano.

Para envolver as crianças e adolescentes na comemoração, o Comdica selecionou centenas de trabalhos para concorrerem à Mostra de Desenhos, Cordéis, Poemas e Redações. Dentre eles, o desenho de J.S, adolescente acolhido em um dos equipamentos da SDHDS que recebem crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e familiar. A ilustração foi escolhida pela Comissão Especial da Mostra para ser contracapa da edição especial da cartilha impressa pelo Comdica.

J.S tem 13 anos e, apesar das adversidades que viveu, nunca perdeu o sorriso fácil e a alegria que contagia todos ao seu redor. O adolescente participa de todas as atividades oferecidas pela instituição, como as aulas de ensino regular, educação física, aulas de arte, entre outras. Ele conta que sempre gostou de artes e que desde pequeno já demonstrava seu talento. “Estou muito feliz. É muito bom ver meu desenho ser escolhido”.

Viviane Nogueira é coordenadora de dois abrigos, dentre eles, o que J.S. é acompanhado. Ela destaca que o sentimento nesse momento é de vitória. “Todos estão muito contentes e orgulhosos dessa conquista. Algo assim faz a gente ter certeza de que toda a dedicação e esforço valem a pena”.

Os abrigos contam também com terapeutas ocupacionais, como Karla Rocha, que foi uma das incentivadoras da inscrição na Mostra. Karla relata que os profissionais estão continuamente procurando atividades em que os acolhidos possam se envolver. No caso da Mostra, foi feita inicialmente uma sensibilização sobre a importância do ECA e, posteriormente, foram produzidos desenhos e redações sobre o tema. “Todos que participaram tinham uma grande expectativa sobre o resultado. A escolha do desenho de J.S é uma conquista para todos nós”, comemora.

A edição do ECA com as ilustrações escolhidas pela Comdica está sendo distribuída nas instituições que realizam trabalhos junto ao público infanto-juvenil. Esses locais buscam oferecer um ambiente seguro e educativo para que as crianças e adolescentes acolhidos possam se desenvolver. Contando com uma equipe multiprofissional, o trabalho desses profissionais têm desafios diários, principalmente porque cada um dos abrigados vem de um contexto familiar e social específico, exigindo uma abordagem particular e individualizada para cada um deles.

Nova edição do ECA é distribuída nas instituições vinculadas à Secretaria de Direitos Humanos e Defesa Social (SDHDS)

Desenho de adolescente assistido por abrigo de Fortaleza é destaque na edição do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)

a foto mostra as mãos de um menino, que não mostra o rosto segurando um desenho que tem duas casas, uma amarela e outra rosa, o sol, um arco-íris e crianças brincando
A ilustração de J. S. foi escolhida pela Comissão Especial da Mostra para ser contracapa da edição especial da cartilha impressa pelo Comdica

Com o objetivo de incentivar crianças e adolescentes a assumirem o papel de protagonistas na história do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), a nova edição da cartilha começou a ser distribuída nas instituições vinculadas à Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), que administra os abrigos da Prefeitura de Fortaleza. A nova edição foi elaborada pelo Conselho Municipal de Defesa da Criança e do Adolescente de Fortaleza (Comdica) em comemoração aos 30 anos do estatuto, celebrado em julho de 2020. Mas em razão da pandemia de coronavírus, só foi impresso este ano.

Para envolver as crianças e adolescentes na comemoração, o Comdica selecionou centenas de trabalhos para concorrerem à Mostra de Desenhos, Cordéis, Poemas e Redações. Dentre eles, o desenho de J.S, adolescente acolhido em um dos equipamentos da SDHDS que recebem crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e familiar. A ilustração foi escolhida pela Comissão Especial da Mostra para ser contracapa da edição especial da cartilha impressa pelo Comdica.

J.S tem 13 anos e, apesar das adversidades que viveu, nunca perdeu o sorriso fácil e a alegria que contagia todos ao seu redor. O adolescente participa de todas as atividades oferecidas pela instituição, como as aulas de ensino regular, educação física, aulas de arte, entre outras. Ele conta que sempre gostou de artes e que desde pequeno já demonstrava seu talento. “Estou muito feliz. É muito bom ver meu desenho ser escolhido”.

Viviane Nogueira é coordenadora de dois abrigos, dentre eles, o que J.S. é acompanhado. Ela destaca que o sentimento nesse momento é de vitória. “Todos estão muito contentes e orgulhosos dessa conquista. Algo assim faz a gente ter certeza de que toda a dedicação e esforço valem a pena”.

Os abrigos contam também com terapeutas ocupacionais, como Karla Rocha, que foi uma das incentivadoras da inscrição na Mostra. Karla relata que os profissionais estão continuamente procurando atividades em que os acolhidos possam se envolver. No caso da Mostra, foi feita inicialmente uma sensibilização sobre a importância do ECA e, posteriormente, foram produzidos desenhos e redações sobre o tema. “Todos que participaram tinham uma grande expectativa sobre o resultado. A escolha do desenho de J.S é uma conquista para todos nós”, comemora.

A edição do ECA com as ilustrações escolhidas pela Comdica está sendo distribuída nas instituições que realizam trabalhos junto ao público infanto-juvenil. Esses locais buscam oferecer um ambiente seguro e educativo para que as crianças e adolescentes acolhidos possam se desenvolver. Contando com uma equipe multiprofissional, o trabalho desses profissionais têm desafios diários, principalmente porque cada um dos abrigados vem de um contexto familiar e social específico, exigindo uma abordagem particular e individualizada para cada um deles.