03 de setembro de 2021 em Social

Novos conselheiros da Assistência Social tomam posse nesta sexta-feira (03/09)

Os 36 novos conselheiros fazem parte da gestão do biênio 2021-2023


grupo de pessoas posa para a foto
A solenidade foi realizada no auditório da Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS) (Foto: Thiago Gaspar)

Tomaram posse, nesta sexta-feira (03/09), os 36 novos membros do Conselho Municipal de Assistência Social de Fortaleza (CMAS) para a gestão do biênio 2021-2023. A solenidade foi realizada no auditório da Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), durante a manhã, e contou com a participação do secretário Cláudio Pinho e de representantes do poder público municipal e entidades da sociedade civil.

“Parabenizo todos os 36 conselheiros que já assumem o compromisso de atuar nesse espaço de controle social e que se colocam à disposição para articular junto à SDHDS nessa busca constante de melhoria das políticas públicas, em prol da população mais vulnerável da capital cearense. Temos uma grande missão nos próximos dois anos e vamos continuar unidos para superar os desafios trazidos nesse período”, declarou o secretário Cláudio Pinho.

Lucia Elizabeth Moura, uma das conselheiras empossadas como representante da sociedade civil, destacou a importância da parceria entre o conselho e o Município. “Não existe conselho sem governo municipal, nem governo sem conselho. Principalmente, em uma época de pandemia. Nossos desafios são grandes, mas pelo que vemos da gestão atual, com um secretário que apoia a política da assistência, sabemos que Fortaleza vai superar. E deixo aqui a promessa de que seremos o melhor conselho municipal de todo o Ceará”.

O conselheiro Plínio Belchior, representante do Município, também ressalta os desafios que a atual gestão terá pela frente. “Nesse cenário atual, com as dificuldades decorrentes da pandemia, é necessário que o conselho esteja coeso e informado a respeito das reais necessidades da população mais vulnerável”, apontou.

Eleições

As eleições do CMAS foram realizadas entre os dias 18 e 20 de agosto, por segmento, em assembleia geral, para um mandato de dois anos, podendo ser reconduzidos à função uma vez. O CMAS é um órgão deliberativo e fiscalizador da Política Municipal de Assistência Social. O colegiado é formado por 36 conselheiros, entre titulares e suplentes. Metade dos conselheiros representa o poder público e a outra metade a sociedade civil - entidades socioassistenciais, usuários e trabalhadores da assistência social.

Novos conselheiros da Assistência Social tomam posse nesta sexta-feira (03/09)

Os 36 novos conselheiros fazem parte da gestão do biênio 2021-2023

grupo de pessoas posa para a foto
A solenidade foi realizada no auditório da Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS) (Foto: Thiago Gaspar)

Tomaram posse, nesta sexta-feira (03/09), os 36 novos membros do Conselho Municipal de Assistência Social de Fortaleza (CMAS) para a gestão do biênio 2021-2023. A solenidade foi realizada no auditório da Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), durante a manhã, e contou com a participação do secretário Cláudio Pinho e de representantes do poder público municipal e entidades da sociedade civil.

“Parabenizo todos os 36 conselheiros que já assumem o compromisso de atuar nesse espaço de controle social e que se colocam à disposição para articular junto à SDHDS nessa busca constante de melhoria das políticas públicas, em prol da população mais vulnerável da capital cearense. Temos uma grande missão nos próximos dois anos e vamos continuar unidos para superar os desafios trazidos nesse período”, declarou o secretário Cláudio Pinho.

Lucia Elizabeth Moura, uma das conselheiras empossadas como representante da sociedade civil, destacou a importância da parceria entre o conselho e o Município. “Não existe conselho sem governo municipal, nem governo sem conselho. Principalmente, em uma época de pandemia. Nossos desafios são grandes, mas pelo que vemos da gestão atual, com um secretário que apoia a política da assistência, sabemos que Fortaleza vai superar. E deixo aqui a promessa de que seremos o melhor conselho municipal de todo o Ceará”.

O conselheiro Plínio Belchior, representante do Município, também ressalta os desafios que a atual gestão terá pela frente. “Nesse cenário atual, com as dificuldades decorrentes da pandemia, é necessário que o conselho esteja coeso e informado a respeito das reais necessidades da população mais vulnerável”, apontou.

Eleições

As eleições do CMAS foram realizadas entre os dias 18 e 20 de agosto, por segmento, em assembleia geral, para um mandato de dois anos, podendo ser reconduzidos à função uma vez. O CMAS é um órgão deliberativo e fiscalizador da Política Municipal de Assistência Social. O colegiado é formado por 36 conselheiros, entre titulares e suplentes. Metade dos conselheiros representa o poder público e a outra metade a sociedade civil - entidades socioassistenciais, usuários e trabalhadores da assistência social.