14 de julho de 2017 em Finanças

Pagamentos de taxas e tributos municipais não poderão mais ser feitos nos caixas convencionais do Banco do Brasil

A medida visa levar mais comodidade e rapidez no atendimento ao cidadão contribuinte


A partir do dia próximo dia 7 de agosto, os contribuintes não poderão mais pagar contas municipais nos caixas convencionais das agências do Banco do Brasil. De acordo com a Secretaria Municipal das Finanças (Sefin), a partir dessa data os Documentos de Arrecadação Municipal (DAM) poderão ser pagos pela internet, gerenciador financeiro, terminais de autoatendimento, terminais do Banco 24h, aplicativo de celular BB mobile, sistema de pagamento, correspondentes bancários e Banco Postal (Correios).

A medida, tomada pelo Banco após acordo com a Sefin, tem como intuito levar mais comodidade e rapidez no atendimento ao cidadão contribuinte, investindo na modernização dos seus serviços.

Importante ressaltar que não houve alteração em relação às demais instituições bancárias, portanto, todas continuarão recebendo, normalmente, pagamentos nos caixas convencionais.

Pagamentos de taxas e tributos municipais não poderão mais ser feitos nos caixas convencionais do Banco do Brasil

A medida visa levar mais comodidade e rapidez no atendimento ao cidadão contribuinte

A partir do dia próximo dia 7 de agosto, os contribuintes não poderão mais pagar contas municipais nos caixas convencionais das agências do Banco do Brasil. De acordo com a Secretaria Municipal das Finanças (Sefin), a partir dessa data os Documentos de Arrecadação Municipal (DAM) poderão ser pagos pela internet, gerenciador financeiro, terminais de autoatendimento, terminais do Banco 24h, aplicativo de celular BB mobile, sistema de pagamento, correspondentes bancários e Banco Postal (Correios).

A medida, tomada pelo Banco após acordo com a Sefin, tem como intuito levar mais comodidade e rapidez no atendimento ao cidadão contribuinte, investindo na modernização dos seus serviços.

Importante ressaltar que não houve alteração em relação às demais instituições bancárias, portanto, todas continuarão recebendo, normalmente, pagamentos nos caixas convencionais.