11 de julho de 2019 em Segurança Cidadã

Prefeito em exercício Moroni Torgan participa de Ato Ecumênico em comemoração aos 60 anos da Guarda Municipal

Gestores destacam novas atribuições dos servidores para garantir a segurança pública


Moroni fala em palco ao lado de homens sentados à mesa
Moroni destacou a efetividade do trabalho da GMF, ressaltando uma baixa de 66% nos índices de criminalidade nas áreas onde estão instaladas as Células de Proteção Comunitária

O prefeito em exercício, Moroni Torgan, participou, nesta quinta-feira (11/07), de Ato Ecumênico em comemoração aos 60 anos da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), no auditório da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec). A cerimônia contou com a presença do titular da Sesec, Azevedo Vieira, do diretor-geral da GMF, inspetor Rômulo Reis, além de servidores e convidados.

Na ocasião, representantes das igrejas mórmon, católica e evangélica discursaram sobre os desafios do dia a dia enfrentado pelos servidores da GMF em relação aos valores da instituição e da importância em guardar a vida humana, garantindo a dignidade e o respeito dos cidadãos.

Conforme o secretário Azevedo Vieira, a cada dia, a Guarda Municipal vem ganhando novas atribuições, consolidando-se na área de segurança pública para enfrentar novos desafios, não apenas no sentido da capacitação, mas da garantia da proteção e da liberdade do fortalezense.

Ele destaca como uma dessas novas atribuições as Células de Proteção Comunitária, que vêm sendo instaladas nas comunidades com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). "É um desafio enorme que os guardas estão enfrentando com altivez, abordagens humanizadas, sem uso da violência e da força excessiva, garantindo à comunidade o direito de ir e vir", pontuou.

Guardas municipais sentados
A cerimônia contou com a presença de servidores e convidados

Moroni Torgan destaca a efetividade do trabalho da GMF no sentido de prevenir o crime e proteger a população, ressaltando uma baixa de 66% nos índices de criminalidade nas áreas onde estão instaladas as Células de Proteção Comunitária. "Temos que ter gratidão ao prefeito Roberto Cláudio, que soube enfrentar o problema da segurança pública e autorizou a qualificação e a aquisição de equipamentos de última geração para que a Guarda pudesse entrar na defesa comunitária", afirmou.

O inspetor Rômulo Reis também destacou a evolução e o novo escopo de atuação da GMF, mais voltada para a segurança pública do cidadão. "A gente comemora os 60 anos do que já é um patrimônio da cidade de Fortaleza, e com a história aprende com os erros, celebra os acertos e evolui. Nossos servidores estão sendo muito bem treinados para prestar um bom serviço e este é o objetivo da Guarda para o futuro, crescendo cada vez mais para fazer uma Fortaleza mais segura", disse.

Comemoração

A Guarda Municipal de Fortaleza completou 60 anos no último dia 10 de julho. Para celebrar essa trajetória, diversas atividades estão sendo realizadas durante o mês, incluindo a cerimônia de formatura da nova turma no Centro de Eventos do Ceará.

Também como parte da programação alusiva aos 60 anos de fundação da Guarda Municipal, foi realizada uma exposição em dois grandes shoppings da Capital, com viaturas, motos, bote salva-vidas, armamento, uniformes e servidores relatando a história e as atividades exercidas no dia a dia, além de ações interativas nos terminais de ônibus, exposição digital em totens no Observatório de Fortaleza e torneios esportivos para os servidores.

Células de Proteção

Atualmente, existem seis torres de observação já em funcionamento em Fortaleza: Jangurussu, Goiabeiras, Vila Velha, Barra do Ceará, Caça e Pesca e Canindezinho. Os equipamentos foram construídos por meio do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU), que estimula a prática de ações intersetoriais preventivas no âmbito da segurança.

A Prefeitura prevê inaugurar, até o início de 2020, um total de 20 Células de proteção Comunitária. Dentre os bairros escolhidos, estão Antônio Bezerra (Avenida Mister Hull), Canindezinho (Avenida General Osório de Paiva), Edson Queiroz (comunidade do Dendê), Tancredo Neves (BR-116), Messejana (próximo à comunidade Pôr do Sol, na CE-040) e Centro.

Prefeito em exercício Moroni Torgan participa de Ato Ecumênico em comemoração aos 60 anos da Guarda Municipal

Gestores destacam novas atribuições dos servidores para garantir a segurança pública

Moroni fala em palco ao lado de homens sentados à mesa
Moroni destacou a efetividade do trabalho da GMF, ressaltando uma baixa de 66% nos índices de criminalidade nas áreas onde estão instaladas as Células de Proteção Comunitária

O prefeito em exercício, Moroni Torgan, participou, nesta quinta-feira (11/07), de Ato Ecumênico em comemoração aos 60 anos da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), no auditório da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã (Sesec). A cerimônia contou com a presença do titular da Sesec, Azevedo Vieira, do diretor-geral da GMF, inspetor Rômulo Reis, além de servidores e convidados.

Na ocasião, representantes das igrejas mórmon, católica e evangélica discursaram sobre os desafios do dia a dia enfrentado pelos servidores da GMF em relação aos valores da instituição e da importância em guardar a vida humana, garantindo a dignidade e o respeito dos cidadãos.

Conforme o secretário Azevedo Vieira, a cada dia, a Guarda Municipal vem ganhando novas atribuições, consolidando-se na área de segurança pública para enfrentar novos desafios, não apenas no sentido da capacitação, mas da garantia da proteção e da liberdade do fortalezense.

Ele destaca como uma dessas novas atribuições as Células de Proteção Comunitária, que vêm sendo instaladas nas comunidades com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). "É um desafio enorme que os guardas estão enfrentando com altivez, abordagens humanizadas, sem uso da violência e da força excessiva, garantindo à comunidade o direito de ir e vir", pontuou.

Guardas municipais sentados
A cerimônia contou com a presença de servidores e convidados

Moroni Torgan destaca a efetividade do trabalho da GMF no sentido de prevenir o crime e proteger a população, ressaltando uma baixa de 66% nos índices de criminalidade nas áreas onde estão instaladas as Células de Proteção Comunitária. "Temos que ter gratidão ao prefeito Roberto Cláudio, que soube enfrentar o problema da segurança pública e autorizou a qualificação e a aquisição de equipamentos de última geração para que a Guarda pudesse entrar na defesa comunitária", afirmou.

O inspetor Rômulo Reis também destacou a evolução e o novo escopo de atuação da GMF, mais voltada para a segurança pública do cidadão. "A gente comemora os 60 anos do que já é um patrimônio da cidade de Fortaleza, e com a história aprende com os erros, celebra os acertos e evolui. Nossos servidores estão sendo muito bem treinados para prestar um bom serviço e este é o objetivo da Guarda para o futuro, crescendo cada vez mais para fazer uma Fortaleza mais segura", disse.

Comemoração

A Guarda Municipal de Fortaleza completou 60 anos no último dia 10 de julho. Para celebrar essa trajetória, diversas atividades estão sendo realizadas durante o mês, incluindo a cerimônia de formatura da nova turma no Centro de Eventos do Ceará.

Também como parte da programação alusiva aos 60 anos de fundação da Guarda Municipal, foi realizada uma exposição em dois grandes shoppings da Capital, com viaturas, motos, bote salva-vidas, armamento, uniformes e servidores relatando a história e as atividades exercidas no dia a dia, além de ações interativas nos terminais de ônibus, exposição digital em totens no Observatório de Fortaleza e torneios esportivos para os servidores.

Células de Proteção

Atualmente, existem seis torres de observação já em funcionamento em Fortaleza: Jangurussu, Goiabeiras, Vila Velha, Barra do Ceará, Caça e Pesca e Canindezinho. Os equipamentos foram construídos por meio do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU), que estimula a prática de ações intersetoriais preventivas no âmbito da segurança.

A Prefeitura prevê inaugurar, até o início de 2020, um total de 20 Células de proteção Comunitária. Dentre os bairros escolhidos, estão Antônio Bezerra (Avenida Mister Hull), Canindezinho (Avenida General Osório de Paiva), Edson Queiroz (comunidade do Dendê), Tancredo Neves (BR-116), Messejana (próximo à comunidade Pôr do Sol, na CE-040) e Centro.