28 de agosto de 2019 em Social

Prefeito Roberto Cláudio assina Termo de Fomento ao Lar Torres de Melo pelo Fundo Municipal do Idoso

R$ 1,4 milhão será investido e fortalecerá o acolhimento e a assistência a 225 idosos residentes na entidade


Prefeito em cima de palco com muitas pessoas ao redor sorrindo para a camera
"O Lar Torres de Melo conta com a generosidade de quem trabalha por uma causa maior e por um propósito de vida", lembrou o Prefeito

O prefeito Roberto Cláudio assinou, na tarde desta quarta-feira (28/08), o termo de fomento ao Lar Torres de Melo. A iniciativa, oriunda do Fundo Municipal do Idoso, possibilitou a captação de recursos da ordem de R$ 1,4 milhão. O investimento fortalecerá, pelos próximos 12 meses, o acolhimento, a assistência e a promoção de vida digna a 225 idosos residentes na entidade.

Durante a solenidade, o Prefeito ressaltou o intuito da proposta. “O Lar Torres de Melo, em funcionamento há 114 anos, conta com a generosidade de quem trabalha por uma causa maior e por um propósito de vida. A entidade oferece assistência aos idosos no âmbito do acolhimento, da saúde, da terapia ocupacional, da assistência social, da conversa, do afeto, do olhar e do toque. Na primeira gestão, buscando apoiar entidades do terceiro setor, criamos um Fundo para captar recursos junto a entidades, financiar e potencializar trabalhos nobres como este. Nosso objetivo é fortalecer as doações e, consequentemente, a assistência integral à pessoa idosa”, afirmou.

Prefeito entre duas senhoras idosas sorrindo para a foto
As irmãs Conceição e Francisca Alexandre, residentes no Lar Torres de Melo há 10 anos, celebraram as melhorias

Adriana Lacerda, gerente social do Lar Torres de Melo, elencou os benefícios desencadeados pelo Fundo Municipal. “Desde 2015, esses recursos têm, anualmente, transformado, de forma positiva, essa Instituição. A renúncia fiscal das empresas vira recurso público fundamental para cerca de 80% da nossa manutenção. Isso nos ajuda a manter em dia a folha de pagamento de mais de 136 funcionários, a variar o cardápio das refeições oferecidas, além de realizar obras de limpeza e de manutenção neste prédio, que é antigo e tem contado com a melhoria dos espaços”, informou.

De acordo com a secretária executiva dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), Patrícia Studart, a iniciativa objetiva minimizar vulnerabilidades. “Há uma preocupação da Prefeitura de Fortaleza com a qualidade do atendimento às necessidades específicas de todas as faixas etárias. Com a pessoa idosa, não poderia ser diferente. A partir desses recursos, será possível oferecer, aqui no Lar Torres de Melo, uma melhor acolhida, um melhor desenvolvimento dos trabalhos e, consequentemente, uma melhor qualidade da saúde e da assistência”, reforçou.

As irmãs Conceição e Francisca Alexandre, residentes no Lar Torres de Melo há 10 anos, celebraram as melhorias. “Estamos aqui há um bom tempo. Estou achando o novo investimento maravilhoso porque irá melhorar ainda mais a nossa alimentação e a assistência oferecida”, considerou Francisca.

Fundo Municipal para a Pessoa Idosa

O Fundo Municipal do Idoso, criado em Fortaleza pela Lei municipal nº 10.106, de 17 de outubro de 2013, é fruto de renúncia fiscal do Governo Federal referente a 1% do imposto devido por empresas e objetiva desenvolver políticas públicas para a promoção de direitos e proteção à pessoa idosa.

Ao todo, Fortaleza conta com R$ 9 milhões destinados pelo Fundo, distribuídos em três entidades (Santa Casa, Lar Torres de Melo e Nuproce) registradas no Conselho Municipal da Pessoa Idosa, que participaram de chamada pública para garantir o direito à captação.

“É fundamental que nós possamos dar essa relevância ao Fundo, que vem fazendo o papel de captar recursos e repassar para entidades que realizam projetos sérios. Hoje, já não é mais possível ver a política pública para pessoa idosa sem o Fundo Municipal. A gente espera conseguir fazer cada vez mais em prol dessa causa”, pontuou o coordenador de Políticas Públicas da Pessoa Idosa de Fortaleza, Sérgio Gomes.

A gerente social do Lar Torres de Melo detalhou ainda a logística executada. “O Fundo do Idoso permite a captação direta de recursos por meio de projetos aprovados pela SDHDS e são referendados por um público muito específico. Além de pessoas jurídicas, pessoas físicas que declaram o Imposto de Renda de forma completa podem doar até 6% do valor devido. O Fundo é menos burocrático, mais aberto, permite captações diretas, não disputa recursos com outras ações”, esclareceu Adriana Lacerda.

Rapaz sorrindo para a foto vestinho a blusa de voluntário
O estudante de Nutrição, Paulo de Sousa, é um dos voluntários do Lar Torres de Melo

Dia Nacional do Voluntariado

Em 28 de agosto, celebra-se o Dia Nacional do Voluntariado. Na ocasião, o prefeito Roberto Cláudio reconheceu a relevância do trabalho voluntário desenvolvido no Lar Torres de Melo e em diversas instituições fortalezenses. “É fundamental agradecer a iniciativa de vários projetos sociais, de ações institucionais ou individuais, de pessoas que dedicam o seu talento, o seu tempo e às vezes até o seu dinheiro para apoiar pessoas na sua Cidade. Nenhum território do mundo se transformou positivamente apenas por meio do poder público. É a parceria com a sociedade que fortalece a solidariedade, que estimula a fraternidade e fortalece oportunidades para o bem”, lembrou.

O estudante de Nutrição Paulo de Sousa, de 22 anos, descreveu a sensação trazida pela prática. “O trabalho voluntário é muito mais satisfatório do que se pode imaginar. Nada neste mundo paga a gratificação, o prazer e a alegria de estar com os idosos nos nossos momentos livres. Todo dia, é uma oportunidade diferente de aprender uma coisa nova”, comentou.

Plataforma Fortaleza Solidária

Na ocasião, o Prefeito ressaltou a efetividade da plataforma digital Fortaleza Solidária. A iniciativa busca conectar Organizações Não Governamentais (ONGs) e voluntários para a construção de uma rede de solidariedade. Inspirada em modelos em funcionamento em cidades como Recife, a ideia compõe um movimento local interligado ao Transforma Brasil, que tem como visão transformar o País por intermédio do voluntariado e do engajamento cívico.

A plataforma cruza os dados dos que querem ser voluntários, mas não sabem como, com os das ONGs que precisam de mão de obra, mas não sabem onde encontrar voluntários. Organizações e voluntários poderão cadastrar seus perfis, indicando áreas de atuação, disponibilidade de tempo do voluntariado e as necessidades das ONGs, envolvendo o poder público, a iniciativa privada e o terceiro setor.

Prefeito Roberto Cláudio assina Termo de Fomento ao Lar Torres de Melo pelo Fundo Municipal do Idoso

R$ 1,4 milhão será investido e fortalecerá o acolhimento e a assistência a 225 idosos residentes na entidade

Prefeito em cima de palco com muitas pessoas ao redor sorrindo para a camera
"O Lar Torres de Melo conta com a generosidade de quem trabalha por uma causa maior e por um propósito de vida", lembrou o Prefeito

O prefeito Roberto Cláudio assinou, na tarde desta quarta-feira (28/08), o termo de fomento ao Lar Torres de Melo. A iniciativa, oriunda do Fundo Municipal do Idoso, possibilitou a captação de recursos da ordem de R$ 1,4 milhão. O investimento fortalecerá, pelos próximos 12 meses, o acolhimento, a assistência e a promoção de vida digna a 225 idosos residentes na entidade.

Durante a solenidade, o Prefeito ressaltou o intuito da proposta. “O Lar Torres de Melo, em funcionamento há 114 anos, conta com a generosidade de quem trabalha por uma causa maior e por um propósito de vida. A entidade oferece assistência aos idosos no âmbito do acolhimento, da saúde, da terapia ocupacional, da assistência social, da conversa, do afeto, do olhar e do toque. Na primeira gestão, buscando apoiar entidades do terceiro setor, criamos um Fundo para captar recursos junto a entidades, financiar e potencializar trabalhos nobres como este. Nosso objetivo é fortalecer as doações e, consequentemente, a assistência integral à pessoa idosa”, afirmou.

Prefeito entre duas senhoras idosas sorrindo para a foto
As irmãs Conceição e Francisca Alexandre, residentes no Lar Torres de Melo há 10 anos, celebraram as melhorias

Adriana Lacerda, gerente social do Lar Torres de Melo, elencou os benefícios desencadeados pelo Fundo Municipal. “Desde 2015, esses recursos têm, anualmente, transformado, de forma positiva, essa Instituição. A renúncia fiscal das empresas vira recurso público fundamental para cerca de 80% da nossa manutenção. Isso nos ajuda a manter em dia a folha de pagamento de mais de 136 funcionários, a variar o cardápio das refeições oferecidas, além de realizar obras de limpeza e de manutenção neste prédio, que é antigo e tem contado com a melhoria dos espaços”, informou.

De acordo com a secretária executiva dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS), Patrícia Studart, a iniciativa objetiva minimizar vulnerabilidades. “Há uma preocupação da Prefeitura de Fortaleza com a qualidade do atendimento às necessidades específicas de todas as faixas etárias. Com a pessoa idosa, não poderia ser diferente. A partir desses recursos, será possível oferecer, aqui no Lar Torres de Melo, uma melhor acolhida, um melhor desenvolvimento dos trabalhos e, consequentemente, uma melhor qualidade da saúde e da assistência”, reforçou.

As irmãs Conceição e Francisca Alexandre, residentes no Lar Torres de Melo há 10 anos, celebraram as melhorias. “Estamos aqui há um bom tempo. Estou achando o novo investimento maravilhoso porque irá melhorar ainda mais a nossa alimentação e a assistência oferecida”, considerou Francisca.

Fundo Municipal para a Pessoa Idosa

O Fundo Municipal do Idoso, criado em Fortaleza pela Lei municipal nº 10.106, de 17 de outubro de 2013, é fruto de renúncia fiscal do Governo Federal referente a 1% do imposto devido por empresas e objetiva desenvolver políticas públicas para a promoção de direitos e proteção à pessoa idosa.

Ao todo, Fortaleza conta com R$ 9 milhões destinados pelo Fundo, distribuídos em três entidades (Santa Casa, Lar Torres de Melo e Nuproce) registradas no Conselho Municipal da Pessoa Idosa, que participaram de chamada pública para garantir o direito à captação.

“É fundamental que nós possamos dar essa relevância ao Fundo, que vem fazendo o papel de captar recursos e repassar para entidades que realizam projetos sérios. Hoje, já não é mais possível ver a política pública para pessoa idosa sem o Fundo Municipal. A gente espera conseguir fazer cada vez mais em prol dessa causa”, pontuou o coordenador de Políticas Públicas da Pessoa Idosa de Fortaleza, Sérgio Gomes.

A gerente social do Lar Torres de Melo detalhou ainda a logística executada. “O Fundo do Idoso permite a captação direta de recursos por meio de projetos aprovados pela SDHDS e são referendados por um público muito específico. Além de pessoas jurídicas, pessoas físicas que declaram o Imposto de Renda de forma completa podem doar até 6% do valor devido. O Fundo é menos burocrático, mais aberto, permite captações diretas, não disputa recursos com outras ações”, esclareceu Adriana Lacerda.

Rapaz sorrindo para a foto vestinho a blusa de voluntário
O estudante de Nutrição, Paulo de Sousa, é um dos voluntários do Lar Torres de Melo

Dia Nacional do Voluntariado

Em 28 de agosto, celebra-se o Dia Nacional do Voluntariado. Na ocasião, o prefeito Roberto Cláudio reconheceu a relevância do trabalho voluntário desenvolvido no Lar Torres de Melo e em diversas instituições fortalezenses. “É fundamental agradecer a iniciativa de vários projetos sociais, de ações institucionais ou individuais, de pessoas que dedicam o seu talento, o seu tempo e às vezes até o seu dinheiro para apoiar pessoas na sua Cidade. Nenhum território do mundo se transformou positivamente apenas por meio do poder público. É a parceria com a sociedade que fortalece a solidariedade, que estimula a fraternidade e fortalece oportunidades para o bem”, lembrou.

O estudante de Nutrição Paulo de Sousa, de 22 anos, descreveu a sensação trazida pela prática. “O trabalho voluntário é muito mais satisfatório do que se pode imaginar. Nada neste mundo paga a gratificação, o prazer e a alegria de estar com os idosos nos nossos momentos livres. Todo dia, é uma oportunidade diferente de aprender uma coisa nova”, comentou.

Plataforma Fortaleza Solidária

Na ocasião, o Prefeito ressaltou a efetividade da plataforma digital Fortaleza Solidária. A iniciativa busca conectar Organizações Não Governamentais (ONGs) e voluntários para a construção de uma rede de solidariedade. Inspirada em modelos em funcionamento em cidades como Recife, a ideia compõe um movimento local interligado ao Transforma Brasil, que tem como visão transformar o País por intermédio do voluntariado e do engajamento cívico.

A plataforma cruza os dados dos que querem ser voluntários, mas não sabem como, com os das ONGs que precisam de mão de obra, mas não sabem onde encontrar voluntários. Organizações e voluntários poderão cadastrar seus perfis, indicando áreas de atuação, disponibilidade de tempo do voluntariado e as necessidades das ONGs, envolvendo o poder público, a iniciativa privada e o terceiro setor.