19 de novembro de 2018 em Fortaleza

Prefeito Roberto Cláudio debate uso do biometano para transporte público

Fortaleza deverá buscar alternativas de sucesso implantadas na Suécia, classificada pela ONU como o país mais sustentável do mundo


Cegas
Evento reúne especialistas da cadeia de valor de biogás do Brasil e da Suécia (Foto: Marcos Moura)
O prefeito Roberto Cláudio, acompanhado da vice–governadora do Estado do Ceará, Izolda Cela, participou, nesta segunda-feira (19/11), da cerimônia de abertura da sétima edição do evento Semanas da Inovação Suécia-Brasil, que tem, como foco, o potencial da cadeia de biometano para cidades sustentáveis como Fortaleza. O seminário aconteceu na sede da Cegás, inaugurada oficialmente também nesta segunda-feira.

O evento, promovido pela Prefeitura de Fortaleza, em parceria com a Embaixada da Suécia no Brasil e o Governo do Estado do Ceará, reúne especialistas da cadeia de valor de biogás de ambos os países, com o objetivo de compartilhar conhecimento e discutir como implementar uma cadeia de valor sustentável com foco em transportes públicos em Fortaleza.

De acordo com o prefeito Roberto Cláudio, no próximo ano, uma linha de transporte público vai circular com biometano, como programa piloto, para testar o tempo, eficácia e eficiência da nova tecnologia nos ônibus de Fortaleza.

“As principais emissões de carbono para a atmosfera são o transporte e o lixo nas cidades brasileiras. Usar o lixo para combustível de transporte público é atacar as duas principais fontes poluentes. Então, além da questão da inovação tecnológica, a sustentabilidade também é um ganho concreto”, avaliou o Prefeito.

O biometano é um biocombustível gasoso obtido a partir do processamento do biogás. Por sua vez, o biogás é originário da digestão anaeróbica de material orgânico (decomposição por ação das bactérias), composto principalmente de metano e dióxido de carbono (CO2). Durante o seminário, a empresa Scania apresentou um ônibus movido a biometano. Ele tem capacidade para circular o dia inteiro com um tanque de combustível capaz de armazenar 400m³.

“Trata-se de transformar aquilo o que hoje representa um problema sério de poluição em uma possibilidade virtuosa em que o lixo se transforma em energia. Temos parcerias importantes, como essa da Suécia, Funcap, universidades e iniciativa privada para implantar essas novas experiências e servir de exemplo, mais uma vez, para outras regiões”, explicou a vice-governadora.

A Cegás é pioneira na injeção de Gás Natural Renovável (GNR) proveniente do lixo na sua rede de distribuição. De acordo com o presidente da Companhia, Hugo Figueiredo, cerca de 15% do volume consumido por clientes residenciais, indústrias e veiculares já usam GNR.

“Esperamos estreitar essa parceria com a Prefeitura, expandi-la para o uso do transporte público e, quem sabe, outros veículos de grande porte para tornar a economia do estado mais eficiente”, declarou Hugo Figueiredo.

Visita
Em seguida, o prefeito Roberto Cláudio recebeu o vice-ministro da Indústria e Inovação da Suécia, Niklas Johansson; o embaixador da Suécia no Brasil, Per-Arne Hjelmborn e outros representantes do governo sueco para uma audiência no Paço Municipal. Na pauta, a possibilidade de parceria para transferência de tecnologia no campo de biogás para utilização no sistema de transporte coletivo de Fortaleza.

No âmbito da sustentabilidade, Fortaleza deverá buscar alternativas de sucesso implantadas na Suécia, classificada pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o País mais sustentável do mundo. Dentre as possibilidades discutidas, destacou-se a viabilidade de se produzir biogás a partir de resíduos sólidos, aprimorando estrategicamente o cenário ambiental e socioeconômico.

“A ideia é trabalhar um piloto de frota de ônibus a biometano. Esta alternativa, além de mais eficiente, é menos poluidora. A oscilação do preço do diesel é o que mais impacta o preço da tarifa de ônibus. Se conseguirmos diminuir a dependência do preço do diesel, conseguiremos trabalhar tarifas mais democráticas, preços mais justos, além de proteger o meio ambiente”, reforçou Roberto Cláudio.

Na oportunidade, o Prefeito anunciou, ainda, uma visita oficial à sede da Scania, empresa sueca, prevista para a semana que vem em São Paulo. “A partir desta visita, vamos começar a discutir um prazo de cronograma para implantação desta linha. Uma iniciativa provavelmente pioneira no País. Estamos estudando, ainda, a questão dos carros elétricos, diversificando a matriz e avaliando a possibilidade de se utilizar biometano também para essa finalidade”, acrescentou.

O embaixador da Suécia no Brasil, Per-Arne Hjelmborn, avaliou positivamente as relações estabelecidas entre Estocolmo e Fortaleza. “O prefeito Roberto Cláudio esteve conosco, na Suécia, no início deste ano. A partir de então, vários diálogos estão sendo promovidos. Hoje mesmo, tivemos experiências espetaculares e contamos com a participação de especialistas da Suécia. Vamos aprimorar cada vez mais todas essas ideias discutidas nos temas de sustentabilidade, meio ambiente, biogás e energia”, finalizou.

Juventude e Proteção Social
A partir da parceria estabelecida entre os dois países, políticas voltadas à juventude e à prevenção de homicídios também deverão ser reforçadas na Capital. Tecnologias sociais suecas fortalecerão atividades já desenvolvidas pela Rede Cuca. “No fim deste ano, realizaremos um seminário sobre as experiências suecas e brasileiras. A partir daí, vamos começar a trabalhar a instalação de um grande equipamento que agregue o nosso Cuca à tecnologia deles, denominada Fryshuset. A ideia é instalar esse equipamento na Regional II de Fortaleza, em parceria também com o Governo do Estado, agregando políticas de juventude, de educação integral e de outros setores afins”, afirmou o Prefeito.

Prefeito Roberto Cláudio debate uso do biometano para transporte público

Fortaleza deverá buscar alternativas de sucesso implantadas na Suécia, classificada pela ONU como o país mais sustentável do mundo

Cegas
Evento reúne especialistas da cadeia de valor de biogás do Brasil e da Suécia (Foto: Marcos Moura)
O prefeito Roberto Cláudio, acompanhado da vice–governadora do Estado do Ceará, Izolda Cela, participou, nesta segunda-feira (19/11), da cerimônia de abertura da sétima edição do evento Semanas da Inovação Suécia-Brasil, que tem, como foco, o potencial da cadeia de biometano para cidades sustentáveis como Fortaleza. O seminário aconteceu na sede da Cegás, inaugurada oficialmente também nesta segunda-feira.

O evento, promovido pela Prefeitura de Fortaleza, em parceria com a Embaixada da Suécia no Brasil e o Governo do Estado do Ceará, reúne especialistas da cadeia de valor de biogás de ambos os países, com o objetivo de compartilhar conhecimento e discutir como implementar uma cadeia de valor sustentável com foco em transportes públicos em Fortaleza.

De acordo com o prefeito Roberto Cláudio, no próximo ano, uma linha de transporte público vai circular com biometano, como programa piloto, para testar o tempo, eficácia e eficiência da nova tecnologia nos ônibus de Fortaleza.

“As principais emissões de carbono para a atmosfera são o transporte e o lixo nas cidades brasileiras. Usar o lixo para combustível de transporte público é atacar as duas principais fontes poluentes. Então, além da questão da inovação tecnológica, a sustentabilidade também é um ganho concreto”, avaliou o Prefeito.

O biometano é um biocombustível gasoso obtido a partir do processamento do biogás. Por sua vez, o biogás é originário da digestão anaeróbica de material orgânico (decomposição por ação das bactérias), composto principalmente de metano e dióxido de carbono (CO2). Durante o seminário, a empresa Scania apresentou um ônibus movido a biometano. Ele tem capacidade para circular o dia inteiro com um tanque de combustível capaz de armazenar 400m³.

“Trata-se de transformar aquilo o que hoje representa um problema sério de poluição em uma possibilidade virtuosa em que o lixo se transforma em energia. Temos parcerias importantes, como essa da Suécia, Funcap, universidades e iniciativa privada para implantar essas novas experiências e servir de exemplo, mais uma vez, para outras regiões”, explicou a vice-governadora.

A Cegás é pioneira na injeção de Gás Natural Renovável (GNR) proveniente do lixo na sua rede de distribuição. De acordo com o presidente da Companhia, Hugo Figueiredo, cerca de 15% do volume consumido por clientes residenciais, indústrias e veiculares já usam GNR.

“Esperamos estreitar essa parceria com a Prefeitura, expandi-la para o uso do transporte público e, quem sabe, outros veículos de grande porte para tornar a economia do estado mais eficiente”, declarou Hugo Figueiredo.

Visita
Em seguida, o prefeito Roberto Cláudio recebeu o vice-ministro da Indústria e Inovação da Suécia, Niklas Johansson; o embaixador da Suécia no Brasil, Per-Arne Hjelmborn e outros representantes do governo sueco para uma audiência no Paço Municipal. Na pauta, a possibilidade de parceria para transferência de tecnologia no campo de biogás para utilização no sistema de transporte coletivo de Fortaleza.

No âmbito da sustentabilidade, Fortaleza deverá buscar alternativas de sucesso implantadas na Suécia, classificada pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o País mais sustentável do mundo. Dentre as possibilidades discutidas, destacou-se a viabilidade de se produzir biogás a partir de resíduos sólidos, aprimorando estrategicamente o cenário ambiental e socioeconômico.

“A ideia é trabalhar um piloto de frota de ônibus a biometano. Esta alternativa, além de mais eficiente, é menos poluidora. A oscilação do preço do diesel é o que mais impacta o preço da tarifa de ônibus. Se conseguirmos diminuir a dependência do preço do diesel, conseguiremos trabalhar tarifas mais democráticas, preços mais justos, além de proteger o meio ambiente”, reforçou Roberto Cláudio.

Na oportunidade, o Prefeito anunciou, ainda, uma visita oficial à sede da Scania, empresa sueca, prevista para a semana que vem em São Paulo. “A partir desta visita, vamos começar a discutir um prazo de cronograma para implantação desta linha. Uma iniciativa provavelmente pioneira no País. Estamos estudando, ainda, a questão dos carros elétricos, diversificando a matriz e avaliando a possibilidade de se utilizar biometano também para essa finalidade”, acrescentou.

O embaixador da Suécia no Brasil, Per-Arne Hjelmborn, avaliou positivamente as relações estabelecidas entre Estocolmo e Fortaleza. “O prefeito Roberto Cláudio esteve conosco, na Suécia, no início deste ano. A partir de então, vários diálogos estão sendo promovidos. Hoje mesmo, tivemos experiências espetaculares e contamos com a participação de especialistas da Suécia. Vamos aprimorar cada vez mais todas essas ideias discutidas nos temas de sustentabilidade, meio ambiente, biogás e energia”, finalizou.

Juventude e Proteção Social
A partir da parceria estabelecida entre os dois países, políticas voltadas à juventude e à prevenção de homicídios também deverão ser reforçadas na Capital. Tecnologias sociais suecas fortalecerão atividades já desenvolvidas pela Rede Cuca. “No fim deste ano, realizaremos um seminário sobre as experiências suecas e brasileiras. A partir daí, vamos começar a trabalhar a instalação de um grande equipamento que agregue o nosso Cuca à tecnologia deles, denominada Fryshuset. A ideia é instalar esse equipamento na Regional II de Fortaleza, em parceria também com o Governo do Estado, agregando políticas de juventude, de educação integral e de outros setores afins”, afirmou o Prefeito.