22 de novembro de 2018 em Gestão

Prefeito Roberto Cláudio e secretários municipais definem metas para 2019

Reunião do Secretariado apresenta projetos finalizados e traça prioridades para o próximo ano


Secretariado
Segundo o Prefeito, a reunião é uma oportunidade para cobrar prazos, atualizar cronogramas e integrar melhor a equipe (Foto: Thiago Gaspar)

O prefeito Roberto Cláudio, o vice-prefeiro Moroni Torgan e os secretários municipais iniciaram, na manhã desta quinta-feira (22/11), reunião de avaliação das ações e projetos e definição de metas para 2019. Além dos gestores municipais, alguns convidados também estão participando do encontro. Um deles é o presidente da Ambev no Brasil, o cearense Bernardo Paiva, que fez palestra sobre liderança e motivação. A reunião segue nesta sexta-feira (22/11), das 8h30 às 13h.

De acordo com o Prefeito, a reunião é uma oportunidade para cobrar prazos, atualizar cronogramas e integrar melhor a equipe. “Teremos convidados de fora também que nos ajudem a ter essa visão externa do que estamos fazendo em Fortaleza e do que podemos melhorar”.

Segundo Roberto Cláudio, a previsão é que sejam investidos R$ 1,5 bilhão nos próximos dois anos. “Isso exigirá de nós organização, gestão, prioridade e monitoramento dos prazos, porque tão importante quanto garantir os recursos é assegurar uma boa execução da obra, dentro do prazo”, defendeu.

Cerca de 200 servidores participaram da abertura da reunião de secretariado. Como já é de praxe, o público foi dividido por mesas temáticas antes de iniciar a explanação sobre as ações finalizadas e em andamento. Foi estabelecido um cronograma de prazos das intervenções municipais que devem ser entregues ainda neste ano, como o segundo andar do IJF 2, com 71 novos leitos, e a Avenida Aguanambi, que foi totalmente reformada.

"Mais do que discutir a gestão, é discutir a cidade e saber como estão os prazos dados à população. Temos um conjunto de pequenas ações que serão finalizadas e outras importantes que já serão iniciadas neste ano, como é o caso dos Cucas do José Walter e do Pici, duas policlínicas e cinco Centros de Educação Infantil (CEI) já para o ano letivo de 2019", destacou Roberto Cláudio.

A atividade continua à tarde, quando serão finalizados os dados do cronograma para 2018 e apresentados os detalhes dos novos projetos para Fortaleza. Além disso, haverá a palestra do economista Nelson Marconi, da Fundação Getúlio Vargas, para falar sobre o atual cenário do Brasi as perspectivas econômicas para os municipios. Na sexta-feira, o tema dos debates será a importância e o uso da comunicação digital para a órgãos publicos.

Educação
A prioridade da Pasta é a expansão da matrícula nas creches e em toda a educação infantil. A gestão aumenta ano a ano a oferta de vagas para garantir a meta de ter 6 mil novos alunos, até 2020, nas escolas municipais. Para o ano letivo de 2019, serão inaugurados cinco Centros de Educação Infantil, gerando, assim, mais 600 vagas na rede pública do Município. "Já passamos da metade da meta de 6 mil novas vagas estabelecida pelo Prefeito, e também é compromisso dele a expansão das matrículas em tempo integral. A meta é de 40 escolas de tempo integral até 2020, e nós já entregamos 23 em funcionamento. Outras cinco unidades serão entregues também para o ano letivo de 2019", declarou a secretária Dalila Saldanha.

Saúde
A Rede de Atenção Psicosocial e a Rede Hospitalar serão prioridade em 2019. A Rede Hospitalar terá duas frentes: traumatológica e materno infantil. Para aumentar a cobertura para casos graves de trauma, a Prefeitura de Fortaleza investiu, em parceria com o Governo do Estado, cerca de R$ 72 milhões para a construção do IJF2. Ainda neste ano, serão entregues 71 novos leitos de enfermaria com a inauguração do segundo andar do hospital. "Já entregamos 59 leitos no primeiro andar e chegaremos a 130 novas vagas para pacientes graves que também terão um novo centro cirúrgico com sala de recuperação. Além disso, estamos ampliando os leitos e requalificando os centros cirurgicos dos frotinhas", destacou a secretária da Saúde, Joana Maciel.

A reforma do Frotinha do Antônio Bezerra já foi iniciada e vai triplicar o número de leitos em sala de recuperação pós anestésica. Já o Complexo de Saúde Materno Infantil Zilda Arns terá 104 leitos especializados em traumas infantis e centro cirúrgico destinado para as crianças.

Já na Rede de Atenção à Saúde Mental de Fortaleza, além do concurso público lançado em julho para a contratação de 133 novos profissionais, a Prefeitura continua investindo na infraestrutura física dos equipamentos. Dois Centros de Atenção Psicossocial (Caps) serão entregues na Cidade 2000 e no bairro Cristo Redentor. Além disso, um novo Caps infantil será instalado na Regional V. A reforma do Caps da Secretaria Regional IV tem previsão de entrega para o primeiro semestre de 2019.

Infraestrutura
A Pasta da Infraestrutura é responsável por 98% das obras da Prefeitura de Fortaleza. Além das intervenções citadas, a Secretaria entrega, até o fim do ano, a requalificação completa da Avenida Aguanambi e o túnel longitudinal da via expressa longitudinal. O Cuca do Pici deve receber ordem de serviço nas próximas semanas, mas o canteiro de obras já foi iniciado no local. Já o Cuca José Walter será iniciado em janeiro de 2019, assim como o Pólo Gastronômico da Varjota.

A obra de requalificação e urbanização da Lagoa da Parangaba segue dentro do prazo. Em janeiro, os permissionários farão a mudança para um local provisório durante a intervenção. A medida foi anunciada em agosto,durante a assinatura da ordem de serviço.

Mobilidade
Fortaleza está na quarta posição entre as cidades brasileiras com mais quilômetros de ciclovias e ciclofaixas. São mais de 247 quilômetros das vias exclusivas para os ciclistas, e a meta é chegar a 320 Km até 2020. A nova política da Zona Azul, que destina 100% dos recursos para a implantação da rede cicloviária, deve se expandir. A previsão é de mais 80 quilômetros para 2019 e outros 80 para 2020.

O Centro de Fortaleza vai ganhar faixas exclusivas de ônibus em algumas vias, como Avenida Heráclito Graça e Imperador.

Segurança Cidadã
A quinta Célula de Proteção Comunitária do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU) será entregue no dia 30 de novembro no Caça e Pesca. Até janeiro, a população do Canindezinho também será contemplada com o equipamento. Assim como as demais, a torre terá 40 guardas municipais e 20 policiais militares como ponto de apoio operacional das equipes de motos e viaturas que fazem o patrulhamento da área do perímetro de atuação estabelecido no PMPU. Além disso, durante 24h, dois guardas municipais e um policial militar farão o monitoramento por meio de câmeras de vigilância serão instaladas na região.

Outras seis Céluas de Proteção Urbana estão previstas até 2020 no Centro, Mister Hull, Dendê, Mondubim, Tancredo Neves e CE-040. Atualmente, existem as Células no Jangurussu, Goiabeiras, Vila Velha e Barra do Ceará. A última foi entregue em outubro deste ano, em frente ao Cuca da Barra do Ceará (Regional I).

Prefeito Roberto Cláudio e secretários municipais definem metas para 2019

Reunião do Secretariado apresenta projetos finalizados e traça prioridades para o próximo ano

Secretariado
Segundo o Prefeito, a reunião é uma oportunidade para cobrar prazos, atualizar cronogramas e integrar melhor a equipe (Foto: Thiago Gaspar)

O prefeito Roberto Cláudio, o vice-prefeiro Moroni Torgan e os secretários municipais iniciaram, na manhã desta quinta-feira (22/11), reunião de avaliação das ações e projetos e definição de metas para 2019. Além dos gestores municipais, alguns convidados também estão participando do encontro. Um deles é o presidente da Ambev no Brasil, o cearense Bernardo Paiva, que fez palestra sobre liderança e motivação. A reunião segue nesta sexta-feira (22/11), das 8h30 às 13h.

De acordo com o Prefeito, a reunião é uma oportunidade para cobrar prazos, atualizar cronogramas e integrar melhor a equipe. “Teremos convidados de fora também que nos ajudem a ter essa visão externa do que estamos fazendo em Fortaleza e do que podemos melhorar”.

Segundo Roberto Cláudio, a previsão é que sejam investidos R$ 1,5 bilhão nos próximos dois anos. “Isso exigirá de nós organização, gestão, prioridade e monitoramento dos prazos, porque tão importante quanto garantir os recursos é assegurar uma boa execução da obra, dentro do prazo”, defendeu.

Cerca de 200 servidores participaram da abertura da reunião de secretariado. Como já é de praxe, o público foi dividido por mesas temáticas antes de iniciar a explanação sobre as ações finalizadas e em andamento. Foi estabelecido um cronograma de prazos das intervenções municipais que devem ser entregues ainda neste ano, como o segundo andar do IJF 2, com 71 novos leitos, e a Avenida Aguanambi, que foi totalmente reformada.

"Mais do que discutir a gestão, é discutir a cidade e saber como estão os prazos dados à população. Temos um conjunto de pequenas ações que serão finalizadas e outras importantes que já serão iniciadas neste ano, como é o caso dos Cucas do José Walter e do Pici, duas policlínicas e cinco Centros de Educação Infantil (CEI) já para o ano letivo de 2019", destacou Roberto Cláudio.

A atividade continua à tarde, quando serão finalizados os dados do cronograma para 2018 e apresentados os detalhes dos novos projetos para Fortaleza. Além disso, haverá a palestra do economista Nelson Marconi, da Fundação Getúlio Vargas, para falar sobre o atual cenário do Brasi as perspectivas econômicas para os municipios. Na sexta-feira, o tema dos debates será a importância e o uso da comunicação digital para a órgãos publicos.

Educação
A prioridade da Pasta é a expansão da matrícula nas creches e em toda a educação infantil. A gestão aumenta ano a ano a oferta de vagas para garantir a meta de ter 6 mil novos alunos, até 2020, nas escolas municipais. Para o ano letivo de 2019, serão inaugurados cinco Centros de Educação Infantil, gerando, assim, mais 600 vagas na rede pública do Município. "Já passamos da metade da meta de 6 mil novas vagas estabelecida pelo Prefeito, e também é compromisso dele a expansão das matrículas em tempo integral. A meta é de 40 escolas de tempo integral até 2020, e nós já entregamos 23 em funcionamento. Outras cinco unidades serão entregues também para o ano letivo de 2019", declarou a secretária Dalila Saldanha.

Saúde
A Rede de Atenção Psicosocial e a Rede Hospitalar serão prioridade em 2019. A Rede Hospitalar terá duas frentes: traumatológica e materno infantil. Para aumentar a cobertura para casos graves de trauma, a Prefeitura de Fortaleza investiu, em parceria com o Governo do Estado, cerca de R$ 72 milhões para a construção do IJF2. Ainda neste ano, serão entregues 71 novos leitos de enfermaria com a inauguração do segundo andar do hospital. "Já entregamos 59 leitos no primeiro andar e chegaremos a 130 novas vagas para pacientes graves que também terão um novo centro cirúrgico com sala de recuperação. Além disso, estamos ampliando os leitos e requalificando os centros cirurgicos dos frotinhas", destacou a secretária da Saúde, Joana Maciel.

A reforma do Frotinha do Antônio Bezerra já foi iniciada e vai triplicar o número de leitos em sala de recuperação pós anestésica. Já o Complexo de Saúde Materno Infantil Zilda Arns terá 104 leitos especializados em traumas infantis e centro cirúrgico destinado para as crianças.

Já na Rede de Atenção à Saúde Mental de Fortaleza, além do concurso público lançado em julho para a contratação de 133 novos profissionais, a Prefeitura continua investindo na infraestrutura física dos equipamentos. Dois Centros de Atenção Psicossocial (Caps) serão entregues na Cidade 2000 e no bairro Cristo Redentor. Além disso, um novo Caps infantil será instalado na Regional V. A reforma do Caps da Secretaria Regional IV tem previsão de entrega para o primeiro semestre de 2019.

Infraestrutura
A Pasta da Infraestrutura é responsável por 98% das obras da Prefeitura de Fortaleza. Além das intervenções citadas, a Secretaria entrega, até o fim do ano, a requalificação completa da Avenida Aguanambi e o túnel longitudinal da via expressa longitudinal. O Cuca do Pici deve receber ordem de serviço nas próximas semanas, mas o canteiro de obras já foi iniciado no local. Já o Cuca José Walter será iniciado em janeiro de 2019, assim como o Pólo Gastronômico da Varjota.

A obra de requalificação e urbanização da Lagoa da Parangaba segue dentro do prazo. Em janeiro, os permissionários farão a mudança para um local provisório durante a intervenção. A medida foi anunciada em agosto,durante a assinatura da ordem de serviço.

Mobilidade
Fortaleza está na quarta posição entre as cidades brasileiras com mais quilômetros de ciclovias e ciclofaixas. São mais de 247 quilômetros das vias exclusivas para os ciclistas, e a meta é chegar a 320 Km até 2020. A nova política da Zona Azul, que destina 100% dos recursos para a implantação da rede cicloviária, deve se expandir. A previsão é de mais 80 quilômetros para 2019 e outros 80 para 2020.

O Centro de Fortaleza vai ganhar faixas exclusivas de ônibus em algumas vias, como Avenida Heráclito Graça e Imperador.

Segurança Cidadã
A quinta Célula de Proteção Comunitária do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU) será entregue no dia 30 de novembro no Caça e Pesca. Até janeiro, a população do Canindezinho também será contemplada com o equipamento. Assim como as demais, a torre terá 40 guardas municipais e 20 policiais militares como ponto de apoio operacional das equipes de motos e viaturas que fazem o patrulhamento da área do perímetro de atuação estabelecido no PMPU. Além disso, durante 24h, dois guardas municipais e um policial militar farão o monitoramento por meio de câmeras de vigilância serão instaladas na região.

Outras seis Céluas de Proteção Urbana estão previstas até 2020 no Centro, Mister Hull, Dendê, Mondubim, Tancredo Neves e CE-040. Atualmente, existem as Células no Jangurussu, Goiabeiras, Vila Velha e Barra do Ceará. A última foi entregue em outubro deste ano, em frente ao Cuca da Barra do Ceará (Regional I).