13 de fevereiro de 2020 em Gestão

Prefeito Roberto Cláudio garante piso nacional para agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias

Entre as capitais brasileiras, Fortaleza ocupa patamar referencial em relação ao cumprimento do reajuste na íntegra


prefeito sentado à mesa assinando papéis e pessoas ao redor sentadas
“Os agentes comunitários de saúde e os agentes de endemias são importantes para a Atenção Primária, fundamentais na prevenção às arboviroses, às endemias e às epidemias", disse o Prefeito

O prefeito Roberto Cláudio garantiu, nesta quinta-feira (13/02), o cumprimento do piso nacional para agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias de Fortaleza. O anúncio foi feito durante reunião, realizada no Paço Municipal, entre gestores municipais e dirigentes de sindicatos que representam as categorias de servidores da saúde.

O reajuste de 12% no piso nacional das duas categorias é fruto de diálogos entre gestores e servidores em reuniões da Mesa Permanente de Negociação do Município. “Estamos garantindo, em lei, um complemento ao reajuste geral inflacionário, que foi dado a todos os servidores, no percentual de 4,31%. Com isso, além dos 4,31% de aumento que já havia sido concedido aos servidores, os agentes comunitários de saúde e agentes de controle de endemias terão um novo reajuste de 7,37%, retroativo a 1º de janeiro de 2020”, afirmou o prefeito Roberto Cláudio.

Fortaleza é a primeira capital do País a conceder o reajuste do piso nacional da categoria dos agentes comunitários da saúde e agentes de controle de endemias.

De acordo com a secretária adjunta da Saúde de Fortaleza, Ana Estela Fernandes, Fortaleza é destaque entre as capitais brasileiras em relação ao cumprimento do reajuste na íntegra “porque a gente já vem negociando ao longo do ano, dialogando, compreendendo as reivindicações dos representantes sindicais, atendendo-as na medida do possível. Agora, a lei será enviada à Câmara Municipal de Fortaleza e deverá ser sancionada em breve. A ideia é de que os agentes recebam o retroativo referente ao mês de janeiro na competência de março”, adiantou.

O presidente da Federação Nacional dos Agentes de Saúde e de Endemias, Luiz Cláudio Sousa, avaliou a concessão do reajuste como muito positiva. “É preciso destacar que Fortaleza é a única capital do País que está cumprindo o reajuste como tem que ser. A categoria tem que comemorar. Isso é fruto de uma luta nossa. A gente parabeniza o prefeito Roberto Cláudio pela sensibilidade e pela atenção com as nossas demandas”, declarou o profissional, que também atua como presidente do Sindicato Estadual do Ceará.

Na oportunidade, foram discutidos, ainda, diversos pleitos da categoria, a exemplo da manutenção predial de algumas unidades de saúde e da expansão da cobertura de internet. “Por meio do diálogo e do respeito à luta sindical, vamos continuar avançando nas melhorias, nas condições de trabalho, para contribuir efetivamente com a melhoria da saúde do nosso povo”, garantiu o Prefeito.

Por fim, Roberto Cláudio elogiou o trabalho realizado pelos profissionais e agradeceu a atuação exitosa em áreas prioritárias da cidade. “Os agentes comunitários de saúde e os agentes de controle de endemias são importantes para a atenção primária, fundamentais na prevenção às arboviroses, às endemias, às epidemias que, eventualmente, acabam abalando a saúde da nossa Cidade. São servidores comprometidos, que atuam em comunidades mais vulneráveis e têm cumprido papel relevante para a redução da mortalidade infantil e materna, além de promover mais saúde”, finalizou.

Prefeito Roberto Cláudio garante piso nacional para agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias

Entre as capitais brasileiras, Fortaleza ocupa patamar referencial em relação ao cumprimento do reajuste na íntegra

prefeito sentado à mesa assinando papéis e pessoas ao redor sentadas
“Os agentes comunitários de saúde e os agentes de endemias são importantes para a Atenção Primária, fundamentais na prevenção às arboviroses, às endemias e às epidemias", disse o Prefeito

O prefeito Roberto Cláudio garantiu, nesta quinta-feira (13/02), o cumprimento do piso nacional para agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias de Fortaleza. O anúncio foi feito durante reunião, realizada no Paço Municipal, entre gestores municipais e dirigentes de sindicatos que representam as categorias de servidores da saúde.

O reajuste de 12% no piso nacional das duas categorias é fruto de diálogos entre gestores e servidores em reuniões da Mesa Permanente de Negociação do Município. “Estamos garantindo, em lei, um complemento ao reajuste geral inflacionário, que foi dado a todos os servidores, no percentual de 4,31%. Com isso, além dos 4,31% de aumento que já havia sido concedido aos servidores, os agentes comunitários de saúde e agentes de controle de endemias terão um novo reajuste de 7,37%, retroativo a 1º de janeiro de 2020”, afirmou o prefeito Roberto Cláudio.

Fortaleza é a primeira capital do País a conceder o reajuste do piso nacional da categoria dos agentes comunitários da saúde e agentes de controle de endemias.

De acordo com a secretária adjunta da Saúde de Fortaleza, Ana Estela Fernandes, Fortaleza é destaque entre as capitais brasileiras em relação ao cumprimento do reajuste na íntegra “porque a gente já vem negociando ao longo do ano, dialogando, compreendendo as reivindicações dos representantes sindicais, atendendo-as na medida do possível. Agora, a lei será enviada à Câmara Municipal de Fortaleza e deverá ser sancionada em breve. A ideia é de que os agentes recebam o retroativo referente ao mês de janeiro na competência de março”, adiantou.

O presidente da Federação Nacional dos Agentes de Saúde e de Endemias, Luiz Cláudio Sousa, avaliou a concessão do reajuste como muito positiva. “É preciso destacar que Fortaleza é a única capital do País que está cumprindo o reajuste como tem que ser. A categoria tem que comemorar. Isso é fruto de uma luta nossa. A gente parabeniza o prefeito Roberto Cláudio pela sensibilidade e pela atenção com as nossas demandas”, declarou o profissional, que também atua como presidente do Sindicato Estadual do Ceará.

Na oportunidade, foram discutidos, ainda, diversos pleitos da categoria, a exemplo da manutenção predial de algumas unidades de saúde e da expansão da cobertura de internet. “Por meio do diálogo e do respeito à luta sindical, vamos continuar avançando nas melhorias, nas condições de trabalho, para contribuir efetivamente com a melhoria da saúde do nosso povo”, garantiu o Prefeito.

Por fim, Roberto Cláudio elogiou o trabalho realizado pelos profissionais e agradeceu a atuação exitosa em áreas prioritárias da cidade. “Os agentes comunitários de saúde e os agentes de controle de endemias são importantes para a atenção primária, fundamentais na prevenção às arboviroses, às endemias, às epidemias que, eventualmente, acabam abalando a saúde da nossa Cidade. São servidores comprometidos, que atuam em comunidades mais vulneráveis e têm cumprido papel relevante para a redução da mortalidade infantil e materna, além de promover mais saúde”, finalizou.