05 de abril de 2019 em Economia

Prefeito Roberto Cláudio participa da criação da Frente Nacional em defesa do BNB

O Banco é a maior instituição da América Latina voltada para o desenvolvimento regional


prefeito roberto cláudio cumprimenta o deputado José Sarto
Para o prefeito Roberto Cláudio, o momento é de pensar nas prioridades da Região Nordeste de maneira estratégica
O prefeito Roberto Cláudio participou nesta sexta-feira (5/4), na Assembleia Legislativa, da audiência pública que implantou a Frente Parlamentar Nacional em Defesa do Banco do Nordeste do Brasil (BNB). O encontro serviu para discutir proposições voltadas para a defesa dos interesses regionais e dos municípios nordestinos, após ameaças de privatização, fusão ou extinção da instituição.

Servidores do BNB, representantes e presidentes das Assembleias Legislativas do Nordeste, parlamentares municipais e estaduais participaram da audiência. Para o prefeito Roberto Cláudio, o momento é de pensar nas prioridades da Região de maneira estratégica. "O Banco é um grande instrumento de desenvolvimento regional e tem um olhar diferenciado e sensível à diversidade geográfica do nosso território. Vou levar a nossa luta para a Frente Nacional dos Prefeitos e convocar os gestores das grandes e médias cidades para que juntos, lutemos pelo fortalecimento do Banco do Nordeste", declarou Roberto Cláudio.

Para o presidente da Assembleia, deputado José Sarto, o Banco é fundamental para o desenvolvimento e fortalecimento do povo nordestino. Para o parlamentar, o momento é de união dos poderes, em benefício do povo do Nordeste. "Gostaria de ressaltar que esse é um movimento apartidário em defesa de todo o Nordeste. A falta de informações sobre o destino do BNB gera incerteza para toda a Região. O BNB é uma Instituição de fomento fundamental para mitigar as desigualdades regionais e é por isso que estamos lutando juntos pela não privatização da instituição ", explicou Sarto.

Uma reunião entre representantes da Frente e o Ministro da Casa Civil Onix Lorenzoni deve acontecer nas próximas semanas. A informação é do deputado estadual Daniel Oliveira, requerente da Audiência Pública. "Na primeira reunião, o Ministro disse que não havia nada definido e agora vamos ajustar uma data junto com os presidentes das casas legislativas do Nordeste, para que possamos ir a Brasília lutar em defesa do nosso Banco", afirmou parlamentar.

O BNB foi criado há 66 anos e, desde a sua fundação, a sede se localiza em Fortaleza. Preocupados, centenas de funcionários lotaram o auditório Murilo Aguiar em apoio à frente parlamentar. Para Dorisval de Lima, diretor de comunicação da Associação dos funcionários do Banco do Nordeste, o parlamento cumpre seu papel na defesa do povo. "O BNB é uma das mais importantes estratégias de política econômica do país e qualquer reunião deveria ser sobre fortalecer e ampliar os serviços do Banco. Esse momento é de reafirmar a necessidade do BNB e somar forças em todo o país. A acredito que isso vá sensibilizar o Governo Federal para que prevaleça o bom senso," frisou Lima.

O BNB é uma ferramenta importante no desenvolvimento da Região Nordeste, especialmente no semiárido. Com o maior programa de microcrédito do Brasil, a instituição já beneficiou mais de três milhões de trabalhadores rurais e urbanos. Segundo o balanço financeiro de 2018 divulgado pelo Banco do Nordeste, em um ano, a atuação em aplicações no Ceará aumentou em 56,5% . Somente em 2018, o lucro líquido da instituição cresceu 6,4% e chegou a R$ 725,5 milhões.

Os dados anunciados também mostram que, no Estado do Ceará, os valores totais contratados chegaram a R$ 8 bilhões. Reconhecida como a maior instituição da América Latina voltada para o desenvolvimento regional, a empresa opera como órgão executor de políticas públicas, especialmente com a operacionalização do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

Para 2019, o BNB projeta financiar no Nordeste R$ 15,4 bilhões em projetos de diferentes áreas, além de R$ 8 bilhões em infraestrutura e R$ 300 milhões para o Programa de Financiamento Estudantil (Fies), totalizando R$ 23,7 bilhões.

Prefeito Roberto Cláudio participa da criação da Frente Nacional em defesa do BNB

O Banco é a maior instituição da América Latina voltada para o desenvolvimento regional

prefeito roberto cláudio cumprimenta o deputado José Sarto
Para o prefeito Roberto Cláudio, o momento é de pensar nas prioridades da Região Nordeste de maneira estratégica
O prefeito Roberto Cláudio participou nesta sexta-feira (5/4), na Assembleia Legislativa, da audiência pública que implantou a Frente Parlamentar Nacional em Defesa do Banco do Nordeste do Brasil (BNB). O encontro serviu para discutir proposições voltadas para a defesa dos interesses regionais e dos municípios nordestinos, após ameaças de privatização, fusão ou extinção da instituição.

Servidores do BNB, representantes e presidentes das Assembleias Legislativas do Nordeste, parlamentares municipais e estaduais participaram da audiência. Para o prefeito Roberto Cláudio, o momento é de pensar nas prioridades da Região de maneira estratégica. "O Banco é um grande instrumento de desenvolvimento regional e tem um olhar diferenciado e sensível à diversidade geográfica do nosso território. Vou levar a nossa luta para a Frente Nacional dos Prefeitos e convocar os gestores das grandes e médias cidades para que juntos, lutemos pelo fortalecimento do Banco do Nordeste", declarou Roberto Cláudio.

Para o presidente da Assembleia, deputado José Sarto, o Banco é fundamental para o desenvolvimento e fortalecimento do povo nordestino. Para o parlamentar, o momento é de união dos poderes, em benefício do povo do Nordeste. "Gostaria de ressaltar que esse é um movimento apartidário em defesa de todo o Nordeste. A falta de informações sobre o destino do BNB gera incerteza para toda a Região. O BNB é uma Instituição de fomento fundamental para mitigar as desigualdades regionais e é por isso que estamos lutando juntos pela não privatização da instituição ", explicou Sarto.

Uma reunião entre representantes da Frente e o Ministro da Casa Civil Onix Lorenzoni deve acontecer nas próximas semanas. A informação é do deputado estadual Daniel Oliveira, requerente da Audiência Pública. "Na primeira reunião, o Ministro disse que não havia nada definido e agora vamos ajustar uma data junto com os presidentes das casas legislativas do Nordeste, para que possamos ir a Brasília lutar em defesa do nosso Banco", afirmou parlamentar.

O BNB foi criado há 66 anos e, desde a sua fundação, a sede se localiza em Fortaleza. Preocupados, centenas de funcionários lotaram o auditório Murilo Aguiar em apoio à frente parlamentar. Para Dorisval de Lima, diretor de comunicação da Associação dos funcionários do Banco do Nordeste, o parlamento cumpre seu papel na defesa do povo. "O BNB é uma das mais importantes estratégias de política econômica do país e qualquer reunião deveria ser sobre fortalecer e ampliar os serviços do Banco. Esse momento é de reafirmar a necessidade do BNB e somar forças em todo o país. A acredito que isso vá sensibilizar o Governo Federal para que prevaleça o bom senso," frisou Lima.

O BNB é uma ferramenta importante no desenvolvimento da Região Nordeste, especialmente no semiárido. Com o maior programa de microcrédito do Brasil, a instituição já beneficiou mais de três milhões de trabalhadores rurais e urbanos. Segundo o balanço financeiro de 2018 divulgado pelo Banco do Nordeste, em um ano, a atuação em aplicações no Ceará aumentou em 56,5% . Somente em 2018, o lucro líquido da instituição cresceu 6,4% e chegou a R$ 725,5 milhões.

Os dados anunciados também mostram que, no Estado do Ceará, os valores totais contratados chegaram a R$ 8 bilhões. Reconhecida como a maior instituição da América Latina voltada para o desenvolvimento regional, a empresa opera como órgão executor de políticas públicas, especialmente com a operacionalização do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

Para 2019, o BNB projeta financiar no Nordeste R$ 15,4 bilhões em projetos de diferentes áreas, além de R$ 8 bilhões em infraestrutura e R$ 300 milhões para o Programa de Financiamento Estudantil (Fies), totalizando R$ 23,7 bilhões.