13 de dezembro de 2019 em Gestão

Prefeito Roberto Cláudio realiza balanço da gestão no Le Club Meeting

Evento reuniu empresários, personalidades e comunicadores para troca de experiências


prefeito falando ao microfone para pessoas sentadas à frente
Roberto Cláudio fez uma retrospectiva de sua gestão, citou as dificuldades ao assumi-la e destacou experiências vitoriosas que foram executadas

O prefeito Roberto Cláudio participou, nesta sexta-feira (13/12), no Moleskine Gastrobar, da primeira edição do Le Club Meeting, evento realizado pelo jornal O Otimista, que tem como objetivo reunir empresários, personalidades e comunicadores para troca de experiências. Na ocasião, o Prefeito apresentou um balanço da gestão no ano de 2019.

Roberto Cláudio fez uma retrospectiva de sua gestão, citou as dificuldades ao assumi-la e destacou experiências vitoriosas que foram executadas, seguindo princípios de liderança, planejamento e organização.

De acordo com o Prefeito, Fortaleza investiu, em 2018, R$ 417 milhões, sendo o 4º maior investimento público das capitais brasileiras. Neste ano de 2019, o valor gira em torno de R$ 830 milhões de investimentos executados, o maior da história da Cidade e o dobro do ano anterior. "Possivelmente teremos o maior investimento per capita do Brasil, talvez ficando abaixo apenas de São Paulo, se for mantido o padrão", pontuou.

Ele afirmou ainda que, para 2020, os investimentos já prospectam a marca de R$ 1,2 bilhão. “Os processos que são necessários para a execução, como projeto, licitação e dinheiro em caixa, já estão garantidos, o que permite que a gente execute 1,2 bilhão, 50% a mais do que a gente fez este ano, ao longo de 2020”, destacou.

Outra questão levantada foi a saúde fiscal da Capital e como isso vem aumentando a confiança na gestão e a importância regional de Fortaleza perante outras cidades em desenvolvimento. “Pelo que Fortaleza construiu ao longo de décadas, a gente tem que ter orgulho. É uma cidade que era uma vila há 300 anos, e que deu uma virada. Hoje, somos vistos como uma cidade Latinoamericana diferenciada em fóruns internacionais, organismos de financiamento e fundações globais”, declarou.

Por fim, Roberto Cláudio considera que o maior desafio atual é a desigualdade social. “A Cidade é profundamente desigual, e os nossos problemas como a violência não serão resolvidos sem que a gente tenha essa percepção e sem que todos nós pactuemos em combatê-la. Há um papel moderador do poder público, que deve, não apenas dar oportunidade para as pessoas conseguirem emprego, mas também fazer investimentos sólidos em educação e qualificação, e mudar a realidade física e social de algumas comunidades.”

Prefeito Roberto Cláudio realiza balanço da gestão no Le Club Meeting

Evento reuniu empresários, personalidades e comunicadores para troca de experiências

prefeito falando ao microfone para pessoas sentadas à frente
Roberto Cláudio fez uma retrospectiva de sua gestão, citou as dificuldades ao assumi-la e destacou experiências vitoriosas que foram executadas

O prefeito Roberto Cláudio participou, nesta sexta-feira (13/12), no Moleskine Gastrobar, da primeira edição do Le Club Meeting, evento realizado pelo jornal O Otimista, que tem como objetivo reunir empresários, personalidades e comunicadores para troca de experiências. Na ocasião, o Prefeito apresentou um balanço da gestão no ano de 2019.

Roberto Cláudio fez uma retrospectiva de sua gestão, citou as dificuldades ao assumi-la e destacou experiências vitoriosas que foram executadas, seguindo princípios de liderança, planejamento e organização.

De acordo com o Prefeito, Fortaleza investiu, em 2018, R$ 417 milhões, sendo o 4º maior investimento público das capitais brasileiras. Neste ano de 2019, o valor gira em torno de R$ 830 milhões de investimentos executados, o maior da história da Cidade e o dobro do ano anterior. "Possivelmente teremos o maior investimento per capita do Brasil, talvez ficando abaixo apenas de São Paulo, se for mantido o padrão", pontuou.

Ele afirmou ainda que, para 2020, os investimentos já prospectam a marca de R$ 1,2 bilhão. “Os processos que são necessários para a execução, como projeto, licitação e dinheiro em caixa, já estão garantidos, o que permite que a gente execute 1,2 bilhão, 50% a mais do que a gente fez este ano, ao longo de 2020”, destacou.

Outra questão levantada foi a saúde fiscal da Capital e como isso vem aumentando a confiança na gestão e a importância regional de Fortaleza perante outras cidades em desenvolvimento. “Pelo que Fortaleza construiu ao longo de décadas, a gente tem que ter orgulho. É uma cidade que era uma vila há 300 anos, e que deu uma virada. Hoje, somos vistos como uma cidade Latinoamericana diferenciada em fóruns internacionais, organismos de financiamento e fundações globais”, declarou.

Por fim, Roberto Cláudio considera que o maior desafio atual é a desigualdade social. “A Cidade é profundamente desigual, e os nossos problemas como a violência não serão resolvidos sem que a gente tenha essa percepção e sem que todos nós pactuemos em combatê-la. Há um papel moderador do poder público, que deve, não apenas dar oportunidade para as pessoas conseguirem emprego, mas também fazer investimentos sólidos em educação e qualificação, e mudar a realidade física e social de algumas comunidades.”