01 de dezembro de 2021 em Saúde

Prefeitura de Fortaleza amplia realização de ultrassonografias e tomografias em convênio com Sopai

O convênio pretende disponibilizar mais de 13 mil exames por ano através da Central de Regulação do Município


grupo de pessoas posa para a foto
Solenidade ocorreu nesta quarta-feira (01/12) na sede da Sopai (Foto: Marcos Moura)
A Prefeitura de Fortaleza fechou convênio, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), com a Sociedade de Assistência e Proteção à Infância de Fortaleza (Sopai), nesta quarta-feira (01/12), para ampliar a oferta de exames de imagens (ultrassonografia e tomografia) de média complexidade. O atendimento à população por meio do convênio já foi iniciado. O vice-prefeito de Fortaleza, Élcio Batista, a secretária municipal da Saúde, Ana Estela Leite, e representantes do Sopai participaram do evento de divulgação da parceria na instituição.

Serão disponibilizados, mensalmente, cerca de 1,1 mil exames para pacientes regulados na Central de Regulação do Município, chegando a mais de 13 mil por ano. Os pacientes entram na regulação após consulta nas unidades básicas de saúde de Fortaleza e encaminhamento médico para realização destes exames. Através do convênio, poderão ser realizados sete tipos de ultrassonografias e 10 tipos de tomografias.

Élcio Batista ressaltou que Fortaleza tem a maior rede hospitalar municipal do país. Segundo ele, o que significa não só que há um compromisso da gestão com a Saúde, mas também uma necessidade de melhorar a eficiência cada vez mais.

“É um grande desafio, por conta dos recursos. Como a secretária Ana Estela pontuou, o SUS está com uma defasagem em relação à remuneração dos procedimentos. Mas nosso sistema de saúde e a sua articulação com o setor privado vai dar uma garantia para a população de que a gente vai ter mais qualidade. Se a gente não tiver cooperação entre setor privado, setor público e a sociedade civil organizada, não vai conseguir superar as dificuldades desse momento que estamos vivendo. É preciso estabelecer parcerias para se desenvolver”, enfatizou.

Agilização dos exames

De acordo com a secretária da Saúde, Ana Estela Leite, o convênio entre Prefeitura e Sopai vai ajudar a desafogar a fila de espera dos usuários do SUS por exames, represada devido à pandemia.

“Com esse convênio, a gente amplia também a faixa etária de assistência desse hospital, que passa a atender o público acima de 18 anos. A demanda do SUS é infinita, a gente está num momento pós-pandemia em que muita gente aguardou quase dois anos para fazer seus exames, destacou a secretária.

O Sopai possui dois equipamentos para a realização destes exames, sendo um tomógrafo computadorizado e um ultrassom doppler. Além disso, serão disponibilizados cinco profissionais para realização dos procedimentos, sendo três médicos e dois profissionais de nível técnico de radiologia.

“Serão mais de 9 mil tomografias computadorizadas e mais de 4 mil ultrassonografias, exames de imagem essenciais para o diagnóstico. Com essa parceria, a gente vai conseguir atender a população de Fortaleza que depende do SUS de uma forma muito qualificada”, declarou o diretor técnico do Sopai, Fabrício César.

O convênio, no valor de R$ 1.999.996,35, tem recursos provenientes de emenda parlamentar e possui vigência de 12 meses.

Também participaram do evento os diretores administrativos do Sopai, Luís Eugênio França Pequeno e João Luís França.

Prefeitura de Fortaleza amplia realização de ultrassonografias e tomografias em convênio com Sopai

O convênio pretende disponibilizar mais de 13 mil exames por ano através da Central de Regulação do Município

grupo de pessoas posa para a foto
Solenidade ocorreu nesta quarta-feira (01/12) na sede da Sopai (Foto: Marcos Moura)
A Prefeitura de Fortaleza fechou convênio, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), com a Sociedade de Assistência e Proteção à Infância de Fortaleza (Sopai), nesta quarta-feira (01/12), para ampliar a oferta de exames de imagens (ultrassonografia e tomografia) de média complexidade. O atendimento à população por meio do convênio já foi iniciado. O vice-prefeito de Fortaleza, Élcio Batista, a secretária municipal da Saúde, Ana Estela Leite, e representantes do Sopai participaram do evento de divulgação da parceria na instituição.

Serão disponibilizados, mensalmente, cerca de 1,1 mil exames para pacientes regulados na Central de Regulação do Município, chegando a mais de 13 mil por ano. Os pacientes entram na regulação após consulta nas unidades básicas de saúde de Fortaleza e encaminhamento médico para realização destes exames. Através do convênio, poderão ser realizados sete tipos de ultrassonografias e 10 tipos de tomografias.

Élcio Batista ressaltou que Fortaleza tem a maior rede hospitalar municipal do país. Segundo ele, o que significa não só que há um compromisso da gestão com a Saúde, mas também uma necessidade de melhorar a eficiência cada vez mais.

“É um grande desafio, por conta dos recursos. Como a secretária Ana Estela pontuou, o SUS está com uma defasagem em relação à remuneração dos procedimentos. Mas nosso sistema de saúde e a sua articulação com o setor privado vai dar uma garantia para a população de que a gente vai ter mais qualidade. Se a gente não tiver cooperação entre setor privado, setor público e a sociedade civil organizada, não vai conseguir superar as dificuldades desse momento que estamos vivendo. É preciso estabelecer parcerias para se desenvolver”, enfatizou.

Agilização dos exames

De acordo com a secretária da Saúde, Ana Estela Leite, o convênio entre Prefeitura e Sopai vai ajudar a desafogar a fila de espera dos usuários do SUS por exames, represada devido à pandemia.

“Com esse convênio, a gente amplia também a faixa etária de assistência desse hospital, que passa a atender o público acima de 18 anos. A demanda do SUS é infinita, a gente está num momento pós-pandemia em que muita gente aguardou quase dois anos para fazer seus exames, destacou a secretária.

O Sopai possui dois equipamentos para a realização destes exames, sendo um tomógrafo computadorizado e um ultrassom doppler. Além disso, serão disponibilizados cinco profissionais para realização dos procedimentos, sendo três médicos e dois profissionais de nível técnico de radiologia.

“Serão mais de 9 mil tomografias computadorizadas e mais de 4 mil ultrassonografias, exames de imagem essenciais para o diagnóstico. Com essa parceria, a gente vai conseguir atender a população de Fortaleza que depende do SUS de uma forma muito qualificada”, declarou o diretor técnico do Sopai, Fabrício César.

O convênio, no valor de R$ 1.999.996,35, tem recursos provenientes de emenda parlamentar e possui vigência de 12 meses.

Também participaram do evento os diretores administrativos do Sopai, Luís Eugênio França Pequeno e João Luís França.