06 de dezembro de 2018 em Fortaleza

Prefeitura de Fortaleza lança Programa de Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros no Ambiente Escolar (PAPS)

1.686 profissionais da Educação da Capital compõem as equipes de prevenção de acidentes


Paps
O Programa objetiva capacitar os profissionais da Rede Municipal de Fortaleza para, diante de intercorrências, intervirem de forma protocolada (Foto: Kiko Silva)
A Prefeitura de Fortaleza lançou, na tarde desta quinta-feira (06/12), o Programa de Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros no Ambiente Escolar (PAPS). A iniciativa, formalizada em cerimônia na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, reúne, em articulação com o Gabinete da Primeira-Dama, esforços intersetoriais das Secretarias Municipais da Educação (SME), da Saúde (SMS) e do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog).

Visando ao desenvolvimento de estratégias preventivas, o Programa objetiva capacitar os profissionais da Rede Municipal de Fortaleza para, diante de intercorrências, intervirem de forma protocolada, realizando assistência voltada aos primeiros socorros, até a chegada de atendimento especializado, que estará a cargo do SAMU Fortaleza. Para a finalidade, estarão em ação 562 comissões, uma em cada unidade escolar Municipal da Capital. No total, 1.686 profissionais da Educação compõem as equipes de prevenção de acidentes do PAPS.

De acordo com a secretária-adjunta da Saúde de Fortaleza, Ana Estela Fernandes, as ações intersetoriais da Prefeitura de Fortaleza apresentam diretrizes personalizadas. “Esse Programa, ao atuar na prevenção e na promoção de saúde, vai servir de modelo para outras cidades do Brasil. Capacitações continuadas foram especificamente delineadas para as Escolas e oferecerão, de forma sistemática, habilidades do suporte básico de vida que serão realizados em estudantes e profissionais que possam sofrer acidentes no ambiente escolar, reduzindo a incidência de maiores complicações ou sequelas”, esclareceu.

Dentre as ações previstas pelo Programa, destaca-se, ainda, a elaboração de uma cartilha didática destinada às unidades escolares, com a proposta de subsidiar o trabalho das equipes instituídas. “O universo escolar é intenso e exige muito dos profissionais que lá estão, independentemente do cargo que ocupem. O PAPS vem suprir uma necessidade que não pode ser ignorada. Esta política é mais um exemplo do cuidado com a formação das crianças fortalezenses. Estamos preparando nossos educadores para, diante de eventuais necessidades, agirem de forma correta para garantir segurança e efetividade dentro das Escolas”, reforçou o secretário adjunto da Educação de Fortaleza, Jefferson Maia.

Instituído por meio da Portaria nº 0924/2018, o Programa de Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros no Ambiente Escolar é uma ação prevista no Plano Municipal da Primeira Infância, no Fortaleza 2040 e no Programa Saúde na Escola (PSE). “Estamos lutando para construir, de forma intersetorial, uma Fortaleza mais justa, com crianças saudáveis, que, futuramente, estarão à frente deste País”, finalizou a coordenadora do Gabinete da Primeira-Dama de Fortaleza, Márcia Dias.

 

Prefeitura de Fortaleza lança Programa de Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros no Ambiente Escolar (PAPS)

1.686 profissionais da Educação da Capital compõem as equipes de prevenção de acidentes

Paps
O Programa objetiva capacitar os profissionais da Rede Municipal de Fortaleza para, diante de intercorrências, intervirem de forma protocolada (Foto: Kiko Silva)
A Prefeitura de Fortaleza lançou, na tarde desta quinta-feira (06/12), o Programa de Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros no Ambiente Escolar (PAPS). A iniciativa, formalizada em cerimônia na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, reúne, em articulação com o Gabinete da Primeira-Dama, esforços intersetoriais das Secretarias Municipais da Educação (SME), da Saúde (SMS) e do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog).

Visando ao desenvolvimento de estratégias preventivas, o Programa objetiva capacitar os profissionais da Rede Municipal de Fortaleza para, diante de intercorrências, intervirem de forma protocolada, realizando assistência voltada aos primeiros socorros, até a chegada de atendimento especializado, que estará a cargo do SAMU Fortaleza. Para a finalidade, estarão em ação 562 comissões, uma em cada unidade escolar Municipal da Capital. No total, 1.686 profissionais da Educação compõem as equipes de prevenção de acidentes do PAPS.

De acordo com a secretária-adjunta da Saúde de Fortaleza, Ana Estela Fernandes, as ações intersetoriais da Prefeitura de Fortaleza apresentam diretrizes personalizadas. “Esse Programa, ao atuar na prevenção e na promoção de saúde, vai servir de modelo para outras cidades do Brasil. Capacitações continuadas foram especificamente delineadas para as Escolas e oferecerão, de forma sistemática, habilidades do suporte básico de vida que serão realizados em estudantes e profissionais que possam sofrer acidentes no ambiente escolar, reduzindo a incidência de maiores complicações ou sequelas”, esclareceu.

Dentre as ações previstas pelo Programa, destaca-se, ainda, a elaboração de uma cartilha didática destinada às unidades escolares, com a proposta de subsidiar o trabalho das equipes instituídas. “O universo escolar é intenso e exige muito dos profissionais que lá estão, independentemente do cargo que ocupem. O PAPS vem suprir uma necessidade que não pode ser ignorada. Esta política é mais um exemplo do cuidado com a formação das crianças fortalezenses. Estamos preparando nossos educadores para, diante de eventuais necessidades, agirem de forma correta para garantir segurança e efetividade dentro das Escolas”, reforçou o secretário adjunto da Educação de Fortaleza, Jefferson Maia.

Instituído por meio da Portaria nº 0924/2018, o Programa de Prevenção de Acidentes e Primeiros Socorros no Ambiente Escolar é uma ação prevista no Plano Municipal da Primeira Infância, no Fortaleza 2040 e no Programa Saúde na Escola (PSE). “Estamos lutando para construir, de forma intersetorial, uma Fortaleza mais justa, com crianças saudáveis, que, futuramente, estarão à frente deste País”, finalizou a coordenadora do Gabinete da Primeira-Dama de Fortaleza, Márcia Dias.